Corrimento Rosado: o que é, odor, cólicas, causas e tratamento

O aparecimento de um corrimento rosado pode trazer dúvidas e apreensão para a mulher, já que não é algo que ocorre com frequência. Apesar de a secreção vaginal variar de uma mulher para outra, o corrimento com aspecto rosa revela que há algum tipo de alteração.

Em geral, não significa que se trata de algo grave, mas há situações onde esse tipo de corrimento é um sinal de alerta em relação à saúde.

Para esclarecer todas as dúvidas a respeito, confira a seguir as causas prováveis relacionadas ao corrimento vaginal quando ele apresenta uma tonalidade rosada.

O que é corrimento rosa?

O corrimento vaginal é considerado uma secreção natural do corpo feminino quando se é incolor ou leitoso, com um odor característico. O motivo de haver alterações em seu aspecto e espessura, em casos deve-se ao estado hormonal, o que é algo comum.

Dependendo do nível hormonal da mulher, o corrimento pode tornar-se mais espesso ou aquoso. Durante a ovulação, por exemplo, essa secreção geralmente tem uma tonalidade incolor e mucosa.

Quando há algum tipo de alteração na região uterina ou vaginal que resulte em um pequeno sangramento, esse sangue acaba se misturando ao corrimento, o que dá o aspecto rosado.

O que pode ser o corrimento rosado?

O corrimento com tom rosa pode ter diversas causas, algumas consideradas normais e outras que merecem atenção especial. As principais situações são:

Gravidez

O corrimento rosado pode indicar uma gravidez, sendo que esse é um dos primeiros indícios de que há um bebê a caminho. Nesse caso, o corrimento de aspecto rosado se deve à fecundação do óvulo.

A tonalidade do corrimento tem como causa uma pequena quantidade de sangue provocado pela entrada do espermatozoide no óvulo e pelo movimento do óvulo até o útero. O sangue pode ter origem no endométrio, que consiste em um tecido que encobre o útero, onde se desenvolve a placenta e o saco amniótico.

A secreção de cor rosada consiste no excesso de muco vaginal junto ao pequeno vestígio de sangue. Esse corrimento pode surgir já alguns minutos após a relação ou em até 3 dias, pois o espermatozoide sobrevive alguns dias dentro do corpo da mulher.

Relação 

É possível que, durante o ato, aconteça de alguns dos vasos sanguíneos localizados no colo do útero se romperem. Dessa forma, ocorre um pequeno sangramento, o que dá o aspecto rosado ao corrimento.

Alterações hormonais

O corrimento pode ser algo normal do ciclo menstrual, devido às alterações hormonais. Se for durante a gestação, muitas mudanças hormonais também acontecem, como o aumento da progesterona. Como resultado, pode causar um pequeno corrimento contendo vestígios de sangue.

Uso de anticoncepcional

Outra causa para o corrimento de cor rosa é devido a um escape pelo uso do anticoncepcional. Nesse caso, o corrimento também poderá apresentar uma tonalidade um pouco amarronzada no ciclo menstrual da mulher.

Gravidez ectópica

Ocorre quando o desenvolvimento do embrião se dá nas trompas ao invés do útero. Quando há o rompimento dos tecidos, ocorre o sangramento, que dá a cor rosada ao corrimento.

Tampão mucoso expulso

Quando o parto se aproxima, o tampão mucoso é expulso. Esse tampão é formado por secreções que acabam se acumulando durante a gestação e serve para proteger o bebê da entrada de bactérias.

Aborto espontâneo

Caso a mulher esteja grávida, esse corrimento com vestígios de sangue pode ser por causa de um esforço físico além do recomendado. Também há a possibilidade de que indique um início de aborto espontâneo. Se o sangramento aumentar e se tornar vermelho vivo, é preciso buscar atendimento médico imediatamente.

Outras causas

Outras causas associadas são infecções, exames ginecológicos, doenças na região uterina ou estreitamento nos tecidos com a chegada da menopausa.

Corrimento antes da menstruação

A coloração rosada das secreções vaginais pode iniciar cerca de duas semanas antes da chegada da menstruação. Já na segunda metade do ciclo, há a liberação do óvulo dos ovários. Com o seu deslocamento pelo folículo até alcançar o útero, é possível que ocorra um pequeno sangramento, o que resulta na tonalidade rosa do corrimento.

Outro motivo para esse tipo de corrimento antes da menstruação pode estar relacionado a uma alteração hormonal no ciclo menstrual. Se a menstruação não vier após alguns dias, o recomendado é realizar um teste de farmácia para verificar se não se trata de uma gravidez.

O corrimento de aspecto rosado antes da data prevista para a menstruação também pode ser por uma gravidez que se inicia, o que é causado por conta da nidação, processo que ocorre quando o embrião se implanta no útero, causando uma descamação.

Com essa descamação, uma pequena quantidade de sangue se desprende e acaba saindo junto ao corrimento, que assume uma aparência rosada. Outros sintomas podem aparecer, como seios sensíveis, cãibras e sensação incômoda na região abaixo das costelas.

Há casos em que a mulher percebe esse líquido rosado na calcinha já alguns minutos depois da relação ou então em até 3 dias. O corrimento também pode ser observado após a mulher urinar e, ao fazer a higiene, nota que há um corrimento rosado no papel.

Para diferenciar o sangramento de implantação do sangramento do início da menstruação, basta se atentar a um detalhe: enquanto o sangramento de implantação é leve, dura poucos dias e se torna mais claro com o passar dos dias, o sangramento da menstruação aumenta de quantidade e fica mais escuro com o passar dos dias.

Corrimento rosado fotos

Foto: De Mãe para Mãe

Depois da menstruação

Se o corrimento acontece depois da menstruação, o motivo pode ser simplesmente devido ao resíduo de sangue que ainda não havia sido eliminado. Esse sangramento pode ter uma tonalidade rosa claro ou marrom escuro e a espessura pode ser aquosa ou pastosa.

Porém, se houve uma relação, também pode ser o caso de um sinal de gravidez provocado pelo pequeno sangramento decorrente da implantação do óvulo.

Em geral, a mulher não engravida logo após a menstruação, já que o período fértil ocorre cerca de 14 dias após a menstruação. Porém, pode acontecer de ocorrer algumas alterações hormonais e o óvulo acabar sendo liberado antes, ocasionando uma gravidez inesperada ao ter uma relação sem proteção.

Corrimento rosado após relação

Também há casos de um pequeno corrimento surgir após o ato. Isso não deve ser motivo para apreensão preocupação, pois se deve a uma ruptura mínima nos vasos sanguíneos vaginais. Apesar de não ser motivo de preocupação, se esse corrimento rosado aparecer junto a outros sintomas, como sensação de dor, o recomendado é procurar um ginecologista.

Quando a mulher está grávida, esse tipo de corrimento pode ser mais comum após a relação, isso porque os vasos sanguíneos ficam mais irrigados durante a gestação. É importante ressaltar que, mesmo com esse pequeno sangramento, ter relação na gestação não causa nenhum risco ao bebê.

Se a mulher estiver grávida, é preciso observar se o corrimento não se intensifica algumas horas após a relação. Nesse caso, é necessário procurar um médico para avaliar se não se trata de um outro tipo de ocorrência.

Corrimento com mau cheiro

Quando há um corrimento com mau cheiro, seja qual for a cor que ele apresenta, é porque está indicando que algo não está bem na saúde íntima da mulher. O mais provável nesse caso é que se trate de uma infecção. Por esse motivo, é preciso informar ao ginecologista o quanto antes para iniciar o tratamento.

Corrimento rosa com sangue

O fato de o corrimento apresentar a tonalidade rosada já indica que há a presença de sangue. Um caso menos comum pode estar associado a uma infecção causada por fungos, como no caso da candidíase. Outros sintomas, além do corrimento de cor rosa, são a irritação, sensação de ardência e vermelhidão na vulva.

O motivo pelo qual a cor do corrimento torna-se rosado é por causa de alguma ferida provocada quando há uma forte irritação na mucosa vaginal, o que pode provocar um sangramento em pequena quantidade.

Também existe a possibilidade de o sangue ser motivado por uma DST ou fibromas uterinos, o que torna necessário exames para avaliar a situação da saúde da mulher.

Corrimento rosado e cólica

Quando há um corrimento acompanhado de cólica, há duas causas principais. O primeiro motivo pode ser porque a menstruação está próxima e o outro pode indicar o processo de nidação, ou seja, o início de uma gravidez. Nesse caso, a cólica acontece por conta do deslocamento do óvulo até o útero.

Se há ainda outros sintomas associados, como vermelhidão, coceira, inflamação, dores na região abdominal, mau cheiro ou dor ao urinar, é necessário consultar um ginecologista o mais breve possível, pois o corrimento pode estar associado a alguma doença ou infecção.

Corrimento cor de rosa na gravidez

corrimento na gravidez

Quando o corrimento adquire uma cor rosada durante a gravidez, vários motivos podem estar associados. O tempo de gestação é um fator que influencia no motivo do corrimento nessa tonalidade.

Se a gestação se encontra no primeiro trimestre, além do sangramento de implantação, o útero se encontra sensibilizado e bastante vascularizado. Por essa razão, há maior probabilidade de ocorrer a ruptura mínima de alguns vasos sanguíneos quando a mulher faz um esforço maior, já que se encontram com maior quantidade de sangue.

É preciso observar que esse corrimento só é considerado normal quando aparece em pequena quantidade e com uma cor levemente rosada. Porém, se ele adquire um aspecto mais avermelhado e em grande quantidade, isso pode indicar um aborto espontâneo, deslocamento de placenta ou ainda uma gravidez ectópica.

No caso de o corrimento rosado aparecer quando a gravidez se encontra mais avançada, pode significar que ocorreu a ruptura do tampão, o que indica que a hora do parto está se aproximando.

Em geral, ter um corrimento de cor rosa na gestação não é motivo de preocupação. Mas quando ele vem em grande quantidade e acompanhado de outros sintomas, como cólicas, é preciso buscar ajuda médica imediatamente.

Tomando anticoncepcional é normal ter corrimento rosa?

O corrimento rosa pode acontecer por conta do uso de anticoncepcional, o que é normal no caso de a mulher estar nas primeiras cartelas. Isso acontece porque o corpo ainda está se adaptando ao medicamento e às mudanças hormonais que ele provoca no organismo.

Esses sangramentos de escape podem surgir durante qualquer momento do ciclo menstrual. Geralmente, eles duram em torno de 5 a 7 dias e podem apresentar uma tonalidade rosada ou avermelhada e, em alguns casos, ter um aspecto marrom.

Se esse corrimento rosado continuar após 3 cartelas consecutivas, mesmo tomando corretamente os comprimidos (todos os dias e no mesmo horário), o ideal é informar ao ginecologista.

Caso houver um esquecimento de tomar um comprimido em algum momento, é possível que o corrimento rosado apareça, o que é resultado da mudança hormonal ocorrida pela falta do medicamento ou então por causa de uma gravidez que ocorreu pela falta do anticoncepcional.

Tratamento para corrimento rosado

Na maioria das vezes, não há a necessidade de um tratamento para o corrimento rosado como, por exemplo, quando se trata de uma gravidez ou ao quando está relacionado à menstruação.

Se tiver relação com alguma doença ou infecção, o tratamento vai depender da causa. Caso necessário, o médico irá solicitar exames para poder identificar o motivo com maior precisão para começar o tratamento.

Quando se trata de uma infecção, é importante manter uma boa higiene e a região íntima seca após a limpeza. Evitar o uso de roupas apertadas e usar sabonetes íntimos também é indicado. Isso sem falar que se trata de um caso altamente contagioso e que pode contaminar o parceiro, ou seja, outra razão para iniciar o tratamento o quanto antes.

Chá de rosa branca funciona no tratamento?

cha de rosa branca

O chá de rosa branca contém propriedades que contribuem de maneira significativa para o tratamento de problemas femininos. Nesse caso, a rosa usada é a branca trepadeira, que dá em cachos.

Ela possui ação antibacteriana e antifúngica, sendo usada para tratar, além de corrimentos vaginais, a prisão de ventre, problemas uterinos, ansiedade, inflamação nos olhos, bronquite, dores de garganta e para fazer a limpeza de pele.

Para preparar o chá de rosa branca, basta adicionar cerca de 10 g de pétalas em 1 litro de água fervente, em infusão. Para o tratamento de corrimento, uma rosa branca inteira deve ser colocada dentro da água quente e, ao amornar, é feita a lavagem vaginal. Isso proporciona uma ação calmante e refrescante para a região afetada, além de ajudar a desinfetar.

No caso de corrimento rosado ou outro tipo de corrimento que não é habitual, o melhor a fazer é consultar o ginecologista para verificar as causas e assim, se for preciso, realizar o tratamento.

Referências

medicoresponde.com.br/corrimento-rosado-o-que-pode-ser

saude.umcomo.com.br/artigo/corrimento-rosado-o-que-pode-ser-causas-e-recomendacoes-17655.html

midiabahia.com.br/cotidiano/2017/11/22/corrimento-rosado-pode-sinalizar-inicio-da-gravidez

onsalus.com.br/corrimento-rosado-o-que-pode-ser-124.html

greenme.com.br/usos-beneficios/4574-rosa-branca-cha-como-usar