Fecundação: quais os sintomas e como ocorre?

Para que uma gravidez aconteça é necessário, em primeiro lugar, a fecundação de um óvulo por um espermatozoide em até 24 horas após sua eclosão. Para quem está tentando engravidar, saber o dia exato da ovulação já não é nenhum mistério.

Mas as duas semanas que seguem o período fértil podem ser dias de ansiedade e muitas dúvidas no aguardo da confirmação de que a fecundação aconteceu.

Sem saber se aquela sensação diferente é ou não sintoma de que o óvulo foi fecundado, muitas mulheres podem ficar ainda mais ansiosas.

Para ajudar você a entender mais sobre esses dias iniciais de uma gestação, separamos algumas informações importantes sobre a fecundação.

Quais os sintomas e como ocorre a fecundação?

Depois de ser liberado pelo ovário e capturado por uma das Trompas de Falópio, o óvulo sobrevive de 12 a 24 horas no seu caminho até o útero. Já os espermatozoides, após a ejaculação, têm em média de 48 a 72 horas de vida para encontrar o óvulo e fecundá-lo.

Homens mais saudáveis (com bons hábitos alimentares, sem vícios e que praticam atividade física) podem produzir espermatozoides mais fortes capazes de sobreviver até 5 dias dentro do corpo da mulher.

fecundação

Foto: Drmalpani

A partir do momento em que os espermatozoides alcançam o útero, eis o que costuma acontecer no processo da fecundação:

Os espermatozoides nadam útero acima e adentram as trompas à procura do óvulo. A maioria nunca chega lá: são mortos pela acidez natural da vagina, pelo sistema imunológico da mulher, se perdem no caminho ou sobem pela trompa errada.

Pesquisas recentes apontam que, quando os espermatozoides chegam às trompas antes da liberação do óvulo, a mulher emite mensagens químicas que forçam os espermatozoides a hibernar. Se a ovulação ocorrer em até 5 dias, os espermatozoides despertam e a fecundação poderá acontecer.

Após vários espermatozoides tentarem penetrar a membrana externa do óvulo, o campeão consegue adentrá-lo. Pronto, a fecundação aconteceu!

Ainda dentro da trompa, cerca de 20 horas depois da fecundação, os núcleos do óvulo e do espermatozoide (carregando o DNA da mãe e do pai, respectivamente) se fundem dando origem ao zigoto.

A primeira divisão celular acontece, e as demais divisões continuarão acontecendo com 12 a 15 horas de intervalo entre si. Nesse momento já estão definidas algumas características do futuro bebê, como cor dos olhos e do cabelo, seu sexo e problemas de saúde congênitos.

O zigoto precisa sair da trompa, chegar ao útero e se fixar na parede uterina para garantir sua sobrevivência (e o estabelecimento real da gravidez).

O ovo fecundado leva aproximadamente 7 dias para chegar à cavidade uterina e se implantar no endométrio, que já está devidamente preparado para recebê-lo – essa é a nidação (ou implantação).

Nesse período é comum que a mulher sinta cólicas um pouco mais intensas e pode ocorrer um pequeno sangramento (que pode ser confundido com o início da menstruação).

A partir da sua implantação no útero, o futuro embrião começa a secretar o hormônio Beta HCG (Gonadotrofina Coriônica Humana), que vai determinar a produção de progesterona e estrogênio em níveis específicos para manter a gravidez, suspendendo o ciclo menstrual.

óvulo fecundado

Foto: io9.gizmodo

Sinais de que o óvulo foi fecundado

Os possíveis sintomas de que a fecundação do óvulo ocorreu, percebíveis a partir de 6 dias depois da ovulação, são:

  • Leve cólica abdominal semelhante a cólica menstrual;
  • Sangramento leve de tom rosado (aguado), caramelo ou semelhante a borra de café;
  • Cansaço e sonolência;
  • Dor de cabeça leve e persistente;
  • Seios inchados e doloridos;
  • Oscilações da temperatura basal.

Vale lembrar que, assim como ao longo de toda a gestação, cada mulher sente esses sintomas em intensidades diferentes, e algumas não sentem absolutamente nada. Nenhum desses sintomas é obrigatório.

Como confirmar gravidez antes do atraso menstrual

A gravidez é confirmada pela concentração do hormônio Beta HCG no corpo da mulher – que começa a ser produzido no momento da implantação do ovo na parede do útero e dobra de quantidade a cada 48 horas. Isso significa que quanto mais você esperar para fazer um teste de gravidez mais certeiro será o resultado.

Uma quantidade detectável desse hormônio está presente no organismo da mulher a partir do 5º dia depois da nidação – ou 11º dia depois da ovulação, em casos ideais (ou seja, antes do atraso da menstruação).

No entanto, a nidação pode acontecer entre 7 e 15 dias depois da fecundação do óvulo – ela tende a acontecer mais rápido em mulheres com ciclo mais curto – e um teste realizado muito cedo tem grandes chances de resultar em um falso negativo.

confirmar gravidez

Foto: Comode.kz

De qualquer forma, a opção mais confiável para se confirmar a gestação antes do atraso menstrual é o exame de sangue (o beta HCG quantitativo), que mede a quantidade do hormônio de forma mais exata.

Apesar de existirem testes mais sensíveis, capazes de detectar quantidades pequenas do Beta HCG na urina, testes de farmácia em geral não são apropriados antes do atraso menstrual. Para evitar confusão o mais aconselhável é esperar pelo menos 5 dias de atraso para realizar algum teste.

Quer saber mais sobre o universo das mamães?

Nossa parceira Marrie do Mamãe Plugada tem textos e reflexões sobre a maternidade que tocam o nosso coração, vale a pena conferir!


    1. Avatar
      Melissa 29 de abril de 2017

    Add Your Comment

    *