Nidação ou Menstruação?

You are currently viewing Nidação ou Menstruação?

Quando uma mulher está tentando engravidar e percebe um sangramento, quase sempre uma confusão se instala. Mas isso ocorre exatamente por não saber se esse sinal é nidação ou menstruação, ambas com significados totalmente diferentes.

Enquanto a nidação quer dizer que há um bebê a caminho, a menstruação significa que este sonho será adiado por mais um mês.

Nidação e menstruação?

Nidação e menstruação?
A diferença está na quantidade e no volume do sangramento. Foto: Unzippedtv

A nidação é pouco, e cessa rapidamente. Já na menstruação, o sangramento tende a aumentar e durar alguns dias.

O que é nidação?

A nidação é simplesmente o processo pelo qual o óvulo se implanta, ou seja, se fixa, no endométrio (membrana mucosa que reveste a parede uterina), dentro do útero. A partir deste momento o óvulo está implantado e começa a formação da placenta, do cordão umbilical e do saco amniótico.

Este tipo de sangramento ocorre cerca de cinco a 15 dias após a fecundação, pois a “viagem” do óvulo fecundado pelas trompas leva em média seis dias. Ainda, no sexto ou sétimo dia o embrião começa a se fixar no útero. E o prazo máximo para que o embrião chegue ao útero é de oito dias.

Leia: Fecundação – Quais os Sintomas e como ocorre

O sangramento de nidação é a exceção e não a regra, pois nem todas as mulheres que engravidam o veem. Apenas 20% das mulheres apresentam esse sangramento após a implantação, sendo que a maioria não consegue constatar a gravidez por meio desse sangramento, que possui um fluxo muito baixo (ralo), aliás, não deve acontecer fluxo neste tipo de sangramento.

Em termos de características, o sangue de nidação tem o aspecto vermelho amarronzado e também vermelho claro. Também pode aparecer como uma borra marrom, porém sempre em pouca quantidade.

Fotos de nidação

nidaçao dura quantos dias
Um dos sintomas da Nidação é seu tom vermelho claro. Foto: Vix
nidação fotos
A nidação pode ter coloração amarronzada ou avermelhada. Foto: MamySonhadora
nidação sintomas sinais
Não se confunda, a nidação não é menstruação! Foto: WikiHow
sangramento nidação caracteristicas
Foto: Babycenter
Nidação ou Menstruação: Como diferenciar
Diferente da menstruação, a nidação dura até 3 dias. Foto: Listofpages

Sangramento de nidação

O sangramento de nidação não deve ultrapassar três dias. Se tiver, algo pode estar errado, como a possibilidade de baixa hormonal (progesterona) o que causaria um risco à recente gestação e nesse caso é preciso ajuda de um médico ginecologista.

Além do sangramento, outros possíveis sintomas da nidação são:

  • Leves pontadas no baixo ventre;
  • Cólica leve;
  • Corrimento escurecido com tom caramelo.

Sangramento de Menstruação

A menstruação é a resposta do organismo que indica que o óvulo – desprendido do ovário todo mês – não foi fecundado pelo espermatozoide. O corpo feminino se prepara para a gravidez, e quando esta não ocorre, o endométrio se desprende.

A menstruação pode começar com sangramento semelhante a borra de café mas normalmente evolui rapidamente com fluxo mais intenso de sangue brilhante, vivo, podendo inclusive conter pequenos coágulos de sangue. A menstruação pode durar até nove dias seguidos.

nidação quando ocorre
Ao contrário da mentruação, a nidação é um dos primeiros sintomas da gravidez! Foto: Xaidy

A mulher pode menstruar durante a gestação?

A resposta é NÃO! Se esse período uma mulher menstruasse, ela perderia a parte mais superficial dessa camada uterina (o endométrio), que é exatamente o local onde o óvulo fecundado se implanta para dar origem a um bebê. Assim, haveria a perda do futuro bebê (ou seja, um aborto).

Mas porque algumas mulheres dizem que menstruaram no início da gravidez?

Isso ocorre porque há esta confusão entre os tipos de sangramento que acontecem na gravidez. Na verdade, essas mulheres não estavam menstruadas durante a gestação, e sim, apresentaram perda de sangue, que foi confundida com o fluxo menstrual.

Equipe Gestação Bebê

A equipe de redatores do Gestação Bebê é formada por jornalistas e profissionais convidados de diversas áreas, como pediatria e psicologia.

Deixe um comentário