Hiperplasia Adrenal Congênita: O que é, Sintomas e Tratamento

You are currently viewing Hiperplasia Adrenal Congênita: O que é, Sintomas e Tratamento

A Hiperplasia Adrenal Congênita é uma doença hereditária que pode ser identificada através do Teste do Pezinho.

O que é Hiperplasia Adrenal Congênita?

Consiste em uma doença congênita rara que faz com que o córtex das glândulas adrenais (conhecidas também como glândulas suprarrenais) cresça exageradamente, além de se caracterizar como um defeito na biossíntese do cortisol.

Isso faz com que o organismo dos portadores dessa doença produza menos cortisol e aldosterona e quantidades excessivas de androgênicos, que são hormônios masculinizantes.

Como consequência, acaba afetando o crescimento e desenvolvimento normal de uma criança, fazendo com que as meninas apresentem uma genitália ambígua e os meninos um pênis alongado.

hiperplasia adrenal congênita tratamento
Confira como identificar a doença congênita no seu bebê.

Sintomas

Essa doença costuma não apresentar sintomas em crianças do gênero masculino, fato que pode fazer com que não ser descoberta durante a infância. Como o excesso de hormônio leva a criança a ter um crescimento acelerado e maturação do esqueleto prematura, os portadores dessa doença geralmente são mais baixos do que outros adultos.

Os sintomas da Hiperplasia Adrenal Congênita (HAC) podem variar de acordo com o tipo da doença manifesta. Entre os sintomas relacionados ao desenvolvimento estão:

  • -Aumento do clitóris
  • -Ciclos menstruais desregulados
  • -Puberdade precoce
  • -Características masculinas inadequadas
  • -Hirsutismo (crescimento de pelos de forma excessiva em mulheres)

Além disso, os sintomas que podem se manifestar no organismo são:

  • -Desidratação
  • -Pressão baixa
  • -Nível baixo de açúcar no sangue
  • -Pilosidade excessiva
  • -Letargia
  • -Taquicardia

Diagnóstico

hiperplasia adrenal tardia
(Emaze)

O diagnóstico da HAC geralmente é feito no momento do nascimento, através do Teste do Pezinho, possibilitando assim o tratamento precoce. O teste para diagnosticar a doença pode ser feito também durante a gestação, entre a 14ª e a 20ª semanas.

Isso é feito com a dosagem de 17 – hidroxiprogesterona no líquido amniótico, com os valores de referência estabelecido com base na idade gestacional.

Caso existam antecedentes dessa doença na família, os pais devem se preparar, pois haverá a possibilidade de o filho também apresentar a HAC. Mas, se a criança apenas receber um gene da doença, não irá desenvolver a doença, pois será apenas portadora.

Exames 

Com a suspeita da Hiperplasia Adrenal Congênita, o pediatra irá solicitar exames laboratoriais como: aldosterona, eletrólitos, cortisol e renina. Além disso, também são feitas radiografias da mão e do pulso para verificar se há algum tipo de alteração da idade óssea.

Hiperplasia adrenal congênita tem cura?

hiperplasia adrenal congênita tem cura
A HAC, na forma mais comum, não possui uma cura definitiva. (BabyBen)

Apesar disso, o os sintomas da doença podem ser amenizados com o tratamento correto, trazendo uma melhor qualidade de vida para o portador.

 Tratamento

Em geral, o tratamento é feito com a reposição de glicocorticoides e mineralocorticoides diariamente. Para a obtenção de melhores resultados, novos tratamentos vêm sendo sugeridos, como: inibidores da aromatase, análogos do LHRH, GH, antiandrógenos, e a adrenalectomia (que consiste em remover as glândulas adrenais).

Não há como prevenir essa doença, mas tomando os medicamentos corretamente durante toda a vida é possível manter uma boa saúde.

Equipe Gestação Bebê

A equipe de redatores do Gestação Bebê é formada por jornalistas e profissionais convidados de diversas áreas, como pediatria e psicologia.

Deixe uma resposta