Trabalho de parto: Contrações, como acelerar e saber se estou dilatando

Veja tudo o que precisa para identificar o início do trabalho de parto, reconhecer contrações significativas e saber a melhor hora de ir até o hospital


Com certeza o momento mais esperado dos nove meses de gestação é o nascimento do bebê.

Contudo, é também a etapa que mais preocupa as mamães por uma infinidade de motivos: a ansiedade em conhecer o novo membro da família, o medo de ocorrerem complicações na hora do parto, o receio de estar sozinha quando começar o trabalho de parto e por aí vai.

Lembre-se de que estar bem informada evitará idas e vindas sem necessidade ao hospital e trará mais conforto e segurança num momento tão especial e aguardado pela mamãe.

O que é trabalho de parto?

trabalho de parto dilatação
É considerado o momento exato em que seu corpo está se preparando naturalmente para o nascimento do bebê.

Ele acontece em etapas facilmente detectáveis e vem acompanhado de sintomas característicos, o que auxilia bastante sua identificação.

Sintomas

Mesmo que o organismo de cada gestante seja diferente, os sintomas de um trabalho de parto são similares entre si. A expulsão do “tampão mucoso” e o rompimento da bolsa são os sintomas iniciais mais importantes.

A mulher poderá também apresentar um aumento de dores nas costas e dores na região uterina.

sinais de trabalho de parto prematuro

Fases do trabalho de parto

Acontece em 3 fases: dilatação, expulsão do feto e a dequitação, que é a retirada da placenta.

A fase mais longa, certamente é a dilatação, especialmente para mamães de primeira viagem. Para estas, a dilatação necessária para a expulsão do feto (os famosos 10 cm) pode demorar de 12 a 48 horas.

Já para as mães que já tiveram filho, o tempo para a dilatação necessária pode ficar entre 5 a 14 horas.

A segunda fase é bem menos demorada. A expulsão do feto dura cerca de meia hora para as mães que já tiveram filhos e uma hora se for o caso de um primeiro parto. Como o nome diz, essa é a fase em que o bebê sai completamente do útero para fora.

A última fase é ainda menor e consiste apenas na retirada da placenta, o que pode durar de 10 a 15 minutos.

 

Como saber se estou dilatando?

A dilatação é um dos primeiros indicadores concretos de que falta pouco para começar o trabalho de parto.

Nessa fase, você deverá ficar atenta aos seguintes sinais:

  • Contrações mais frequentes e mais intensas;
  • Expulsão do chamado “tampão mucoso”, o rompimento da bolsa;
  • Expansão do colo do útero.

Mas calma, não faça uma ida ao médico ao primeiro sinal de contração.

Se não existe sangramento, perda de líquido amniótico sem nenhum sinal de dor, ou qualquer sintoma estranho de um início de trabalho de parto, espere até que a dilatação tenha aumentado.

Você saberá que a dilatação está aumentando quando as contrações forem ritmadas, frequentes e intensas. Aí sim é a hora de ir para o hospital.

sinais de trabalho de parto verdadeiro
Foto: SheKnows

Primeiros sinais: como começa? 

Como cada gravidez é uma situação única, então não é regra que todas elas aconteçam da mesma forma.

No entanto, é sabido que para o parto normal, um dos primeiros indicativos do início do trabalho de parto é a expulsão do tampão mucoso e a perda de líquido amniótico acompanhada de pequenas contrações.

O que é contração? 

A contração se apresenta como câimbras na região do útero que deixam a barriga dura e que duram poucos segundos. A intensidade e a frequência das contrações podem sugerir o início de um trabalho de parto, então é importante estar sempre com um cronômetro em mãos quando elas começarem.



4 fases do parto
Foto: Cuidateplus

Contrações de quanto em quanto tempo? 

As contrações características de um trabalho de parto possuem uma frequência e uma intensidade em ritmo crescente.

Isso quer dizer que, à medida que chega a hora do nascimento do bebê, as contrações serão mais longas, mais dolorosas e acontecerão em períodos de tempo mais curtos.

Por exemplo: uma mulher começa a sentir contrações leves que duram cerca de 20 segundos, mas não possui uma frequência exata. Significa que ela ainda não entrou em trabalho de parto, portanto, pode esperar tranquila no conforto de sua cama até as contrações ficarem mais intensas, durarem mais tempo e ocorrerem a cada 10 ou 5 minutos.

Trabalho de parto prematuro 

O trabalho de parto prematuro ocorre principalmente devido à alguma complicação durante a gravidez.

Quando se detecta a possibilidade de um trabalho de parto prematuro, algumas recomendações são feitas pelo médico para que a gestante adie o máximo possível, permitindo ao feto se desenvolver o máximo possível dentro do útero, ganhando peso e ficando mais resistente para a vida do lado de fora.

Algumas dessas recomendações incluem:

  • Evitar ter relações sexuais – o esperma, ao entrar em contato com o colo do útero causa uma certa estimulação ao parto, podendo causar contrações;
  • Ter um cuidado redobrado com a alimentação;
  • Evitar fazer esforços como caminhar muito ou pegar peso.
4 fases do parto normal
Foto: GuGu.ba

Como acelerar? 

Para as gestantes que passaram das 38 semanas e pretendem estimular o colo do útero para o bebê nascer existem algumas formas – embora não comprovadas cientificamente – de acelerar o processo.

Ter relações sexuais é uma delas, assim como caminhar cerca de 1 hora duas vezes por dia, já que a gravidade e o exercício de caminhada empurram o bebê para o encaixe necessário para o parto.

Exercícios apropriados para o quadril também são uma forma de acelerar o trabalho de parto.

Falso trabalho de parto

fases do trabalho de parto ministerio da saude
Foto: SheKnows

Não é porque as contrações podem indicar o início do trabalho de parto que elas sempre serão um sinal de que o bebê está vindo ao mundo.

Até porque, muitas mulheres apresentam na gravidez o que chamamos de Contrações de Braxton-Hicks. São as famosas contrações de treinamento, e podem começar a partir da 16ª semana, bem depois da metade da gravidez ou simplesmente não acontecerem de jeito nenhum.

Acredita-se que essas contrações são como “treinos” do organismo para ir afinando o útero e preparando-o para o momento do parto propriamente dito.

Então, você já sabe. Se passou das 37 semanas e aguarda um parto normal, fique atenta a todos os detalhes, mantenha-se calma e pratique a respiração correta. Esses pequenos detalhes, farão toda a diferença num momento tão especial!




Trabalho de parto: Contrações, como acelerar e saber se estou dilatando
5 (100%) 1 vote

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*