Vou ser papai

Ao fazer o primeiro ultrassom, a verdade parece ficar mais evidente: “vou ser papai!”. Nesse momento especial na vida do homem, é fundamental se preparar bem para a chegada do bebê.

Assim, quando a criança vier ao mundo, tudo o que for importante para ela já vai estar pronto, trazendo mais tranquilidade aos pais.

Esses preparativos incluem comprar os itens para o bebê, organizar o quarto, mala de maternidade, etc. Cada detalhe deve ser pensado com cuidado e atenção para começar essa nova jornada.

Tudo isso, é claro, também inclui os cuidados com a mulher na gravidez e no pós-parto. Então, se você vai ser papai, confira a seguir os principais preparativos que envolvem a bela experiência de ser pai.

Importância da participação paterna

Assim que o bebê estiver na barriga da mãe, o pai deve entender o papel que precisa desempenhar e deve se preparar para atuar como um coadjuvante, ajudando a mulher e dando o devido apoio para que ela leve a gestação de maneira mais tranquila.

Para começar, o pai precisa tirar todas as dúvidas que tiver a respeito da gestação. Isso pode ser feito por meio de pesquisas online, livros e acompanhando a gestante em suas consultas.

Além de entender mais a respeito da gravidez e desenvolvimento do bebê, a mãe se sentirá mais apoiada nessa fase.

Com as mudanças hormonais na gravidez, é comum que o humor da mulher oscile, o que torna essencial que o homem compreenda e respeite esses momentos.

Com o avanço da gravidez, a barriga vai aumentar, os pés ficarão inchados e as atividades rotineiras da mulher se tornarão mais cansativas.

vou ser papai

Isso faz com que seja muito importante que o homem se mantenha atento para auxiliar a mulher sempre que houver necessidade, seja oferecendo conforto e demonstrando que está presente para o que ela precisar.

No momento do parto, é fundamental que o pai se mostre calmo para passar tranquilidade e segurança à mulher. Por isso, o controle de emoções mais exageradas deve ser mantido.

Após o nascimento, o pai pode cortar o cordão umbilical e também dar o primeiro banho na criança, tudo com a supervisão dos profissionais.

Compras para o bebê

Quando o bebê nascer, os pais já devem ter tudo à mão, como roupinhas, fraldas, pomadas de assadura, talco e outros itens essenciais para um recém-nascido.

Em relação às roupas, o ideal é não comprar muitas do tamanho RN, já que os bebês crescem rápido e elas já são perdidas em poucos dias.

Já as fraldas para recém-nascido, isso vai depender se a criança faz muito xixi e também qual a marca da fralda usada.

Em geral, a criança vai usar até cerca de 7 fraldas RN por dia. Para levar na maternidade, dois pacotes de fraldas é o suficiente.

Abaixo, confira a lista do enxoval do bebê contendo todas as coisas essenciais para os primeiros meses de vida do bebê:

  • Bodies de manga curta e comprida;
  • Meias;
  • Macacões;
  • Lenços umedecidos;
  • Pomada antiassadura;
  • Lenços umedecidos;
  • Termômetro;
  • Algodão e cotonetes;
  • Sabonete neutro;
  • Escova e pente para cabelo;
  • Chupeta;
  • Bebê-conforto.
vou ser papai e agora

(Foto: BabyCenter)

Se o desejo é economizar, é importante usar uma lista de itens ao ir na loja de artigos para bebês, pois isso vai evitar que acabe comprando coisas que são desnecessárias.

Além disso, é preciso levar em conta as roupas e outros objetos que o bebê vai ganhar da família e amigos, principalmente quando um chá de bebê é feito para comemorar a chegada da criança.

Mala para a maternidade

O pai também pode ajudar a organizar a mala para levar à maternidade, que é essencial para que nada falte na hora que o bebê decidir chegar.

Ela precisa ser preparada cerca de um mês antes da data prevista para o nascimento da criança e deve conter uma manta de recém-nascido, toalhinhas, fraldas, xampu para bebês e roupinhas para usar na maternidade.

Já a mãe deve se lembrar de levar roupas confortáveis, camisola e chinelos. Itens de higiene, como escova e pasta de dentes, pente para os cabelos, não devem ser esquecidos.

Também é preciso levar a roupa que usará no regresso da maternidade, sutiã de amamentação e protetores de seios.

Não deixe nada para a última hora, pois o ideal é que a mala fique pronta e em um lugar de fácil acesso para que não haja o risco de ser esquecida em meio a uma possível correria quando o momento do parto chegar.

Primeiros dias com o bebê

Os primeiros dias em casa com o bebê podem ser bem desafiadores, principalmente para o pai de primeira viagem. Porém, é bom ter em mente que essa fase mais puxada vai passar logo. Com o tempo, pai, mãe e bebê vão se acostumando com a rotina.

Veja algumas dicas relacionadas aos primeiros dias após o nascimento do bebê, como a hora do banho, de dormir e como acalmar a criança:

Segurar o bebê

É comum se sentir um pouco inseguro na hora de carregar a criança, especialmente porque o recém-nascido pode parecer muito delicado e frágil.

pai de primeira viagem

Ao segurar o bebê, é importante apoiar a cabeça com a mão, pois os músculos da cabecinha ainda não estão completamente desenvolvidos. Ao carregar no colo, a cabeça deve ser sempre apoiada no ombro ou com a outra mão.

Dar banho

Na hora do banho, o indicado é que o bebê seja lavado com o uso de uma esponja de banho.

O sabonete e xampu não devem irritar os olhos ou pele da criança. Por isso, é recomendado o uso de produtos específicos para bebês.

O cordão umbilical precisa ser limpo após cada troca de fralda (no mínimo 3 vezes ao dia). Para isso, usa-se uma gaze umedecida com álcool 70%.

Conforme o bebê cresce e passa a mamar mais, ele começa a fazer bastante cocô. Por isso, o mais indicado é dar dois banhos, um de manhã e outro no final da tarde.

Antes de começar o banho, deixe tudo preparado e ao alcance das mãos, como toalha, roupa, sabonete, fralda limpa e pomada. Quando o bebê dormir limpe e organize tudo o que foi usado.

Acalmar o bebê

Nos 3 primeiros meses de vida, é normal o bebê chorar por mais ou menos 2 horas ao dia. Para que o bebê seja reconfortado, é preciso identificar qual é a causa do choro. Pode ser fome, fralda molhada, gases ou sono, entre outros.

Após verificar todas as possíveis causas e o bebê não acalmar, a dica é cantar ou conversar com ele suavemente, recostando-o no ombro enquanto o embala.

Pode ser que a criança esteja se sentindo desconfortável, já que ainda não é capaz de se mover e mudar de posição. Por isso, apoiá-lo nos braços até encontrar uma posição confortável pode ajudar, ao mesmo tempo em que as costas são esfregadas com delicadeza.

Hora de dormir

Na hora de dormir, o bebê deve ser sempre posicionado de costas para baixo, que é a posição mais segura para ele. Uma dica é criar um ritual para dormir, pois assim o bebê associa esse momento com a hora da soneca.

Se o bebê não dormir, o mais provável é que ele esteja com fome, especialmente nas primeiras semanas de vida. Por isso, se ele não se acalmar, talvez precise mamar mais um pouco.

Amamentação

A amamentação é uma etapa importante para estabelecer o vínculo entre mãe e filho, sendo por isso fundamental ter um lugar tranquilo e reservado para a mulher dar de mamar ao bebê.

Nas primeiras semanas, o bebê precisa mamar bastante, mais ou menos a cada 2 horas de intervalo.

como se preparar para ser pai

Deixar o bebê mamar o quanto ele quiser pode se tornar bem exaustivo para a mãe depois da primeira semana. Há mulheres que se dão bem com isso e outras não, o que varia de uma pessoa para outra.

Após algumas semanas, o bebê vai ter ganho peso e as mamadas serão mais espaçadas. Isso porque, ao nascer, ele ainda não sabe sugar o leite direito, o que faz com que o tempo de amamentação seja maior.

Quando ele aprende a mamar corretamente, consegue se satisfazer mais rápido.

O pai pode contribuir fazendo o bebê arrotar depois da mamada e levando-o para dormir enquanto a mãe descansa. Além disso, para as mães que pretendem voltar a trabalhar após a licença-maternidade, o ideal é fazer com que o bebê vá se acostumando com a mamadeira.

A dica é o pai oferecer a mamadeira à noite, que também permite uma maior participação paterna no processo de alimentação da criança.

Cuidados com a mamãe

Com todos os preparativos e cuidados com o bebê, é fundamental lembrar de outra pessoa muito importante: a mãe. Afinal, esse é o momento onde será imprescindível que ela cuide de si mesma para que assim seja possível oferecer todos os cuidados necessários ao bebê.

Após o parto, é normal que a nova mamãe se sinta exausta, tanto fisicamente quanto mentalmente. Por isso, pode ser necessário alguns dias (ou semanas) para ela voltar a se sentir ela mesma.

É importante que a mãe descanse sempre que puder, pois apesar de o bebê dormir bastante, ele acorda frequentemente, principalmente durante a noite.

Além disso, é preciso se alimentar de maneira saudável para que seja possível oferecer todos os nutrientes que o bebê precisa por meio da amamentação.

Manter-se hidratada com água e sucos também é fundamental, já que muito líquido será usado para a produção do leite materno.

O ideal é revezar nas tarefas, enquanto o bebê é amamentado, o pai pode dormir e, em seguida, a mãe pode descansar enquanto ele troca as fraldas e nina o bebê.

Aceitar a ajuda de familiares e amigos na reta final da gestação e após o nascimento do bebê quando precisa é algo essencial. Seja para preparar o almoço, lavar as roupas, limpar a casa ou cuidar do bebê enquanto a mãe tira um cochilo, toda ajuda é muito bem-vinda.

Contratar uma empregada nos primeiros meses após o nascimento da criança é uma boa opção para quem vive longe da família.

Dicas extras

A seguir, veja algumas dicas a respeito de vários aspectos que fazem parte dos cuidados e preparativos para a chegada do bebê:

Quando a criança nascer, estipule um horário de visitas. Dessa maneira, a casa não estará cheia de gente a todo momento e a mãe poderá ficar mais tranquila e descansada nos primeiros dias.

 

ser papai papai de primeira viagem

(Foto: Ficar Grávida)

Além disso, muitas visitas geralmente acabam deixando o bebê mais agitado, fazendo com que ele chore mais e tenha mais dificuldade de dormir.

Organize os documentos para quando for nas consultas médicas em uma pasta. É bem mais fácil saber onde tudo está do que ficar procurando. A pasta também pode ter uma agenda com as datas das consultas e vacinação.

Se o bebê estiver tomando leite artificial, deixe tudo preparado para quando ele acordar de madrugada. Isso inclui deixar a mamadeira limpa, a porção do leite em pó separada, garrafa térmica com água quente e paninhos de boca. Assim, fica bem mais prático atender o bebê quando ele despertar.

Nos momentos de mais disposição, aproveite para deixar as coisas em ordem, limpar o quarto, as mamadeiras e roupinhas do bebê. O resto da casa pode esperar, pois no início o que importa é o cuidar de vocês e do bebê.

Como nas primeiras semanas é difícil ter fôlego para as muitas tarefas, deixe preparado porções de comidas congeladas no freezer. Afinal, muito provavelmente não vai sobrar tempo e ânimo para cozinhar.

Se preferir preparar a comida diariamente, faça porções maiores no almoço para sobrar para o jantar.

Ter roupinhas de bebês extras é uma boa ideia para não precisar lavar roupas muitas vezes. Porém, o recomendado é não exagerar na quantidade, pois elas são perdidas rapidamente com o crescimento da criança.

Essas foram algumas dicas sobre tudo o que o futuro papai vai vivenciar após o nascimento do seu filho.

Essa nova rotina pode parecer desafiadora a princípio, mas com tempo, muito amor e dedicação, cada dia com o bebê será especial e perfeito para criar lembranças maravilhosas e inesquecíveis.

Referências

vidaorganizada.com/2011/08/03/como-organizar-a-chegada-do-bebe/

trocandofraldas.com.br/categoria/preparativos-para-chegada-do-bebe/

soumamae.com.br/preparar-chegada-do-bebe/

johnsonsbaby.pt/preparar-chegada-do-bebe

vounascer.com/artigos/gravidez/cuidados-na-gravidez/

Avalie esta matéria!

  • Adicione um comentário

    *