Método Billings: qual a eficácia desse método de ovulação?

O método billings, ou Método da Ovulação de Billings (MOB) é usado para identificar o período de fertilidade da mulher. Ele é considerado mais eficaz do que a tabelinha, sendo por isso cada vez mais popular.

Com ele é possível tanto aumentar as chances de engravidar quanto se prevenir de uma gestação. Isso sem precisar usar pílula ou recorrer a outro método contraceptivo.

Além disso, ele ajuda a mulher a ter um conhecimento maior do próprio corpo. Porém, para que seja eficaz, é importante conhecer a forma correta de usar esse método.

Quer saber como funciona o método Billings, sua eficácia e como fazer quando se está amamentando? É só continuar com a leitura para esclarecer essas e outras dúvidas.

Veja também: Dicas para Engravidar: aumente suas chances

O que é o Método billings?

O método billings é uma técnica natural usada para detectar o período fértil da mulher. Desenvolvido na década de 50 pelo médico John Billings, ele tem sido de grande ajuda para mulheres que desejam engravidar ou evitar a concepção.

metodo billings ovulacao

Trata-se de um método simples, que consiste em identificar a ovulação por meio do muco cervical na vagina. A presença de uma umidade na entrada da vagina ajuda a entender em qual fase do ciclo a mulher se encontra.

Quando há a presença do muco, significa que o corpo está passando por alterações hormonais. Com a observação desse muco, a mulher é capaz de saber se o seu organismo está ou não no período adequado para receber uma gravidez.

É normal que esse período varie de uma mulher para outra, pois a maioria não apresenta um ciclo regular. Por esse motivo, o uso do método billings é considerado mais confiável do que a tradicional tabelinha, já que faz uso da observação dos sinais do seu corpo.

Após o fim da menstruação, as mulheres apresentam um muco com a presença do hormônio progesterona. Ele geralmente tem aspecto cremoso e opaco.

Veja ainda: Quero engravidar e não consigo: o que eu faço?

Conforme o período de ovulação se aproxima, ocorre o aumento na produção hormonal. Isso faz com que o muco passe a adquirir um aspecto mais firme e viscoso, além de se tornar mais volumoso, deixando a calcinha úmida.

Quando a ovulação está bem próxima, a aparência e consistência do muco passam por outra transformação. Dessa vez, ele fica com aspecto elástico e transparente, semelhante à clara de ovo.

Além disso, a umidade da vagina aumenta, deixando-a bem escorregadia. Nesse momento é possível pegar o muco com os dedos e esticá-lo entre o dedo indicador e polegar em até 5 cm.

A espessura e quantidade de muco nesse período permite que o espermatozoide tenha mais facilidade para chegar ao óvulo. Por isso, esse é o momento em que a mulher tem mais chance de engravidar.

Para que serve o método billings?

O método Billings serve para que a mulher que deseja engravidar tenha um maior controle sobre a concepção. Isso porque ele permite conhecer o melhor momento para ter relações com o parceiro.

Além disso, o método billings também é útil para quem deseja evitar uma gestação. Isso porque com ele a mulher pode identificar o seu período de ovulação, o que permite que ela tome as devidas precauções.

Leia mais: Tentantes 2020: Engravidar rápido é a meta

Importante ressaltar que, mesmo que esse método seja útil para o casal saber quando deve ou não ter relações, é preciso ter cuidado com doenças e infecções. Por esse motivo, a camisinha ainda deve ser usada como forma de prevenção.

A vantagem do uso desse método é que ele é totalmente natural. Além disso, ajuda a mulher a ter mais conhecimento do seu corpo e possibilita que o casal possa compartilhar a responsabilidade.

Qual a eficácia do Método billings?

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o uso do método billings é considerado seguro. Sua eficácia pode chegar a até 99% quando feito de maneira correta.

Para que o método seja eficaz, é muito importante que a mulher esteja atenta às mudanças que acontecem no muco presente na entrada da vagina. Só dessa maneira ela poderá ter a segurança ao usar essa técnica.

Há casos em que, por conta da correria do dia a dia ou desatenção, o método não é feito corretamente. Nesse caso, se o objetivo for impedir que a gravidez aconteça, a mulher deve fazer uso de outro método contraceptivo.

Método billings na amamentação

Ao usar o método durante a amamentação, a mãe evita a necessidade de recorrer ao uso de métodos hormonais sintéticos como a pílula. Assim, não haverá a preocupação de que os seus efeitos passem para o bebê através do leite.

Durante a gravidez e amamentação, o corpo passa por inúmeras mudanças hormonais. Por esse motivo, é muito comum que a mulher se sinta um pouco confusa em relação ao uso do método.

Afinal, a fertilidade diminui durante a amamentação. Conforme a intensidade que o bebê se alimenta, a fertilidade pode até mesmo ser suprimida. Isso faz com que seja imprescindível estar atenta à mudança na frequência de mamadas do bebê.

billings para amamentação

Se estiver em período de infertilidade, o mais provável é que o padrão seja:

• Inexistência de muco e vulva seca o tempo todo

• Combinação de dias secos e muco que não apresenta nenhuma mudança

• Presença de muco sem nenhuma alteração dia após dia, com sensação seca ou pegajosa

Assim, é preciso prestar atenção diariamente em qualquer sinal de fertilidade e anotar as informações para passar a entender melhor o seu corpo.

Veja ainda: É possível engravidar tomando anticoncepcional?

É preciso notar se existe a sensação ou presença do muco na vagina e anotar diariamente. A consistência, elasticidade e aparência do muco também deve ser anotado, além de observar se a vagina está úmida, molhada ou escorregadia.

Não é indicado manter relações no período em que sentir que a vulva está muito molhada ou escorregadia. Isso indica que a as chances de engravidar são maiores, por isso, o mais indicado é o uso da camisinha.

Conhecer o método billings faz com que a mulher tenha mais facilidade na hora de tentar engravidar ou evitar uma gravidez. Por isso, o método é indicado em ambos os casos, permitindo que a mulher tenha mais liberdade com seu próprio corpo.

Confira: Calendário Lunar 2020 na gravidez: Como calcular