Dor na Ovulação: sintomas, causas, tratamento

Durante o ciclo menstrual, a mulher passa pela chamada fase de ovulação, quando ocorre a liberação do óvulo. Esse período geralmente é acompanhado de alguns sintomas, como uma sensação incômoda da região do baixo ventre. Na maioria dos casos, a dor na ovulação é comum e dura poucos dias. Porém, há casos em que a dor pode ser intensa e prejudicar o dia a dia da mulher.

Há vários motivos que podem levar a essa sensação de dor, sendo que algumas delas são consideradas mais graves e precisam ser tratadas.

Para que seja possível entender mais a respeito da origem desse incômodo, como fazer para que ele seja identificado e aliviado, confira neste artigo tudo o que precisa saber sobre o assunto.

O que é ovulação?

Ovulação é o nome dado para o processo que ocorre a cada ciclo menstrual da mulher, quando há a liberação do óvulo pelo ovário. Isso acontece devido a alterações hormonais que acabam estimulando um ovário, levando-o a liberar um ou mais óvulos.

Quando a ovulação se aproxima, o corpo da mulher começa a produzir uma quantidade mais elevada do hormônio estrogênio. O cérebro é o responsável por essas mudanças hormonais que levam à liberação do óvulo, o que faz com que o revestimento do útero se torne mais espesso, criando um ambiente favorável para o espermatozoide.

O início do ciclo menstrual é chamado de fase folicular, período onde os folículos amadurecem no ovário para que a ovulação aconteça. Quando há o rompimento do folículo, o óvulo começa a se deslocar pela trompa de Falópio em direção ao útero.

Em geral, a ovulação acontece de 24 a 36 horas após o aumento de produção hormonal, o que ajuda a prever quando será o pico de fertilidade feminina. Isso costuma acontecer entre 12 a 16 dias antes de iniciar a próxima menstruação, variando de uma mulher para outra.

O período que vai entre 3 dias antes até 3 dias após a ovulação são os que a mulher está em seu período fértil, sendo o momento em que a concepção é mais provável quando a mulher mantém relações sexuais sem o uso de métodos anticoncepcionais.

A gravidez acontece quando o óvulo é fecundado por um espermatozoide, o que é possível apenas até 24 horas depois da ovulação acontecer (chamada de fase lútea). Caso o óvulo não seja fertilizado, há o descarte do revestimento uterino, dando início à menstruação. O óvulo também é descartado junto ao revestimento e se inicia outro ciclo menstrual.

Dor na ovulação é normal?

Sentir dor na ovulação é algo considerado normal e que afeta muitas mulheres. Essa dor tem relação com as alterações hormonais que acontecem em cada ciclo menstrual, já que provocam a expansão do ovário e liberação do óvulo.

dor na ovulação

Devido a essas alterações, a mulher pode apresentar sintomas como dor no baixo ventre, sensação de peso e até dores de cabeça. A dor pode ser mais facilmente identificada quando a mulher se deita e apalpa a região que está dolorida.

A sensação de dor tem como característica principal a região onde ela aparece. O útero e os ovários estão localizados cerca de quatro dedos abaixo do umbigo e a dor pode se manifestar em apenas um dos lados ou em toda a região do abdômen.

O motivo para que isso aconteça é porque a dor se dá no lado em que a mulher está ovulando, o direito ou esquerdo. Embora seja raro, há casos onde a ovulação acontece em ambos os lados.

Apesar de os sintomas serem algo comum, é preciso estar atenta no caso de as dores serem muito intensas, de forma a comprometer as tarefas do dia a dia. É importante que a mulher busque a ajuda de um médico se as dores da ovulação forem fortes, para que ele possa indicar um tratamento.

A ajuda médica é essencial quando a dor é intensa, pois pode se tratar de outras causas, como no caso de endometriose. Esse quadro de inflamação dos ovários pode prejudicar a tentativa de engravidar.

No caso de dor intensa, é possível que o médico solicite em exame de ultrassonografia. O exame tem como finalidade verificar se ocorreu de sair líquido na ruptura do óvulo, o que pode resultar na dor. Além disso, também é possível identificar a existência de outros problemas que devem ser tratados.

Além da dor intensa sentida em alguns casos durante a ovulação, o médico deverá ser informado nas seguintes situações:

  • Do ao urinar;
  • Febre;
  • Vômitos;
  • Sensação de queimação ou vermelhidão na região da dor.

Sintomas

Apesar de não ser algo que é normalmente notado por algumas mulheres, sentir quando se aproxima a ovulação é algo possível para grande parte delas. Para que isso seja possível, é preciso prestar atenção a alguns sinais que o corpo demonstra.

o que é dor na ovulação

Dessa forma, isso também pode contribuir para que se possa identificar quais são os dias mais férteis da mulher, ou seja, quando as chances de conceber são maiores.

Além disso, prestar atenção aos sintomas da ovulação é fundamental para que as mulheres que têm os seus ciclos irregulares possam ser capazes de identificar quando tem início o seu período fértil.

Veja a seguir quais são os sinais que podem ajudar a saber o período em que a ovulação está ocorrendo:

  • Aumento da secreção vaginal: durante a ovulação, há um aumento na secreção vaginal. Também ocorre uma mudança em sua aparência e textura, fazendo com que ela fique elástica e semelhante à clara do ovo, sem apresentar odor forte. Após a ovulação, a secreção começa a diminuir.
  • Sensação de dor: esse sintoma atinge a região do abdômen e também dos ovários. A dor não costuma ser forte, sendo mais considerada como uma sensação de incômodo.
  • Aumento da temperatura: a temperatura corporal tem um ligeiro aumento nesse período, indicando que a ovulação está quase para acontecer.
  • Olfato apurado: algumas mulheres percebem que há um aumento no sentido do olfato durante a ovulação.
  • Aumento da libido: ter um aumento na libido é um sintoma que ajuda a identificar os dias antes da ovulação acontecer. Isso acontece porque o organismo feminino está pronto para a fecundação. Desse modo, é natural que o desejo aumente nesse período, onde as chances de concepção são maiores.
  • Outros sintomas: sensação de câimbra, fisgadas e repuxadas semelhantes à cólica também podem acontecer. Isso acontece como sendo o resultado da movimentação das trompas para liberar e levar o óvulo para o útero.

Os sintomas podem variar, sendo mais intensos em algumas mulheres e em outras não. Quando a mulher faz uso de medicamentos que ajudam a induzir a ovulação, os sintomas podem ser mais perceptíveis, já que aumentam a atividade dos ovários.

Alguns medicamentos para ovulação (como no caso do Clomid) podem fazer com que ocorra a dor na ovulação e inchaço nos ovários em algumas mulheres. Os sintomas podem ser incômodos e acabar resultando em uma hiperestimulação ovariana. Quando isso acontece, é necessário buscar ajuda médica.

Dor da ovulação dura quantos dias?

Em geral, a dor causada durante a ovulação dura, em média, uma semana. A intensidade da dor pode variar, ficando mais forte em alguns momentos e mais suave em outros.

É pouco comum que a sensação de dor dure mais do que oito dias. Se isso acontecer, é recomendado que a mulher procure um médico, principalmente quando as dores forem muito intensas.

o que tomar

Causas

Além de ter o conhecimento em relação aos sintomas da ovulação, também é interessante que a mulher saiba o que provoca a sensação de dor. De acordo com especialistas, a dor acontece devido à liberação do óvulo na cavidade abdominal.

Quando isso acontece, é possível que o óvulo perca uma pequena quantidade de sangue e de líquido no trajeto, o que provoca uma irritação no peritônio (uma membrana que recobre as paredes do abdômen e também dos órgãos digestivos). Essa irritação é o que causa a dor na região do baixo ventre ou então em um dos lados.

A cada ciclo, o estrogênio se concentra em cerca de 7 a 15 óvulos, sendo que apenas um ou dois chegam ao tamanho adequado para a ovulação. Esse aumento dos óvulos também é responsável pela dor.

Além disso, há uma expansão do ovário, o que acontece para permitir que o óvulo seja liberado. Isso também é um fator que causa incômodo para a maioria das mulheres.

Existe tratamento para dor na ovulação?

Em geral, não há a necessidade de fazer um tratamento para a dor da ovulação, já que se trata de um sintoma que desaparece em alguns dias. Porém, para aliviar os sintomas, é possível fazer o uso de medicamentos, como analgésicos e anti-inflamatórios.

Se for o caso de a mulher sofrer com dores muito incômodas e que aparecem todos os meses, prejudicando as suas tarefas diárias, o médico poderá indicar o uso de anticoncepcional.

Por esse motivo, o mais indicado é conversar com o ginecologista a respeito dos incômodos causados pelas dores durante o período da ovulação para que ele possa avaliar o caso e oferecer a melhor solução.

O que tomar?

Como já foi citado no tópico anterior, geralmente não é preciso ser efeito um tratamento para a dor da ovulação. Porém, isso não significa que a mulher precise suportar a sensação incômoda durante esse período.

tratamento para dor na ovulação

Confira a seguir quais são as medidas que podem ser tomadas para que seja possível trazer alívio para a dor:

  • Tomar analgésicos e anti-inflamatórios para o alívio da dor, preferencialmente com a prescrição de um médico.
  • Fazer compressas no abdômen com o uso de uma bolsa de água quente.
  • Evitar usar roupas que apertem a região do ventre.
  • Tomar banhos mornos contribui para diminuir a dor, deixando que a água escorra na região do ventre.
  • Evitar segurar o xixi, já que isso pode ajudar a aumentar o desconforto.

Diferença entre dor na ovulação e cólica

Apesar de serem parecidos (e, por esse motivo, muitas vezes confundidos) a dor que ocorre durante a ovulação e a menstruação acontecem em momentos diferentes do ciclo. Porém, há uma forma simples de saber quando se trata de cada caso.

Para que a mulher possa saber identificar de maneira eficaz se a dor que está sentindo realmente está relacionada à ovulação, basta que seja consultada a data onde aconteceu a sua última menstruação.

Enquanto a dor da ovulação acontece 2 semanas antes de a menstruação chegar, as cólicas aparecem um pouco antes e durante a menstruação.

Outra diferença é que a dor da ovulação costuma se manifestar na região do baixo ventre e em um dos lados. Além disso, essa dor geralmente é sentida apenas como um incômodo moderado.

Por esse motivo, não se trata da mesma dor, apesar de muitas vezes os sintomas serem semelhantes. Em ambos os casos, as dores podem ser aliviadas com o uso de analgésicos prescritos pelo médico.

Casos graves de dor na ovulação

Apesar de a dor ser comum no período da ovulação, alguns casos podem ser mais sérios quando há dores intensas e prolongadas durante essa fase do ciclo da mulher. Entenda a seguir quais são esses casos:

  • Endometriose: doença inflamatória que prejudica a ovulação, pois atinge os ovários e trompas uterinas.
  • Cistos no ovário: consistem em bolsas que se formam dentro do útero ou ao redor do ovário, sendo elas preenchidas de líquido.
  • Gravidez ectópica: quadro onde a gravidez acontece fora do útero.
  • DST: doenças sexualmente transmissíveis podem fazer com que as trompas uterinas inflamem, como no caso da clamídia.
  • Apendicite: essa inflamação do apêndice pode fazer com que a mulher sinta dores que podem acabar sendo confundidas com as dores da ovulação.

Apesar de geralmente ser algo normal, é possível que a dor na ovulação seja bem incômoda para muitas mulheres. Isso pode acabar prejudicando as atividades que ela precisa desempenhar em seu dia a dia.

Referências

minhavida.com.br/familia/materias/16176-reconheca-os-sinais-que-o-corpo-apresenta-durante-o-periodo-fertil

news-medical.net/health/What-is-Ovulation-(Portuguese).aspx

br.clearblue.com/como-engravidar/o-que-e-ovulacao

trocandofraldas.com.br/dor-de-ovulacao-porque-acontece-e-como-identificar

sodelas.com.br/noticia/dor-durante-a-ovulacao-voce-sabe-o-que-e-e-como-identificar

mamaesuperpoderosa.com.br/dor-na-ovulacao-saiba-tudo

Avalie esta matéria!

  • Adicione um comentário

    *