Search
Search
X

Sistema Reprodutor Feminino: o que é, função, órgãos e doenças

O sistema reprodutor feminino é formado por órgãos sexuais externos e internos que atuam na reprodução humana

Conhecer seu corpo pode ter inúmeras aplicações. Além de deixa-la bem-informada, a informação ajuda você a combater e a prevenir doenças, gostar mais de si mesma e cuidar melhor do seu corpo ao entender como tudo funciona.

Principalmente quando se trata do sistema reprodutor feminino, tão complexo e delicado.

Foi pensando em fornecer informação útil que elaboramos esse artigo com as dúvidas mais frequentes sobre a função, a composição, a anatomia e as doenças específicas desse aparelho que é importante não apenas para a mulher, mas especialmente para o bom desenvolvimento das futuras gerações.

O que é sistema reprodutor feminino

Como o nome diz, o sistema reprodutor feminino é um conjunto de órgãos e estruturas interligadas no corpo da mulher que tem como finalidade principal propiciar a formação, desenvolvimento e o nascimento de um bebê.

sistema reprodutor feminino

O sistema reprodutor feminino é o receptáculo da fecundação (Foto: CGTrader)

Qual a função do sistema

O sistema reprodutor feminino é o responsável por desempenhar toda a trajetória de reprodução, desde a ovulação até a expulsão do bebê na hora do parto.

Essa não é uma tarefa simples e conta com diversas etapas diferentes, que incluem:

  • Produção do óvulo (ovulação)
  • Fecundação, quando os fatores hereditários do óvulo se unem aos fatores hereditários de um espermatozoide.
  • A acomodação no útero do óvulo que foi fecundado (também chamado de nidação)
  • A gestação propriamente dita, o período de desenvolvimento do embrião (que após o segundo mês dentro do útero recebe o nome de feto).
  • E a fase final, que é o momento da expulsão do bebê para a vida fora do útero.

Órgãos

Os órgãos que fazem parte do sistema reprodutor feminino são: os ovários, a vagina, o útero, as trompas de Falópio, (também chamadas de tubas uterinas) a vulva e as mamas.

Os ovários sãos os responsáveis por produzir os hormônios femininos (estrógeno e progesterona) que fornecem os caracteres femininos como a afinação da voz e desenvolvimento das mamas, por exemplo.

Também é nos ovários que ocorre a produção de ovócitos secundários. Essas células tornam-se óvulos, uma vez que aconteça a fertilização.

A vagina possui duas principais funções dentro do sistema reprodutor feminino. A primeira é ser o receptor direto dos espermatozoides, uma vez que é através da vagina que eles têm acesso ao sistema reprodutor.


A segunda função é ser o canal de nascimento, local por onde o bebê será expelido.

O útero será o órgão acomodador do óvulo fertilizado. É no útero que o embrião se fixará e passará seus nove meses de desenvolvimento.

As trompas de Falópio ou tubas uterinas são as responsáveis pelo transporte dos óvulos. Isso quer dizer que elas coletam o óvulo quando este é expelido pelo ovário e o conduzem até o útero.

A vulva é a parte do sistema reprodutor que trabalha para proteger o canal vaginal e colaborar na copulação. Trata-se de estruturas externas como os grandes lábios, pequenos lábios, vestíbulo e orifício vaginal e por fim, clitóris.

Algumas literaturas incluem as mamas no sistema reprodutor feminino, já que será a partir delas que o rebento obterá sua primeira fonte de alimentação.

Anatomia e Fisiologia 

Já mencionamos as funções, agora vamos detalhar a anatomia dos principais órgãos do sistema reprodutor feminino.

Os ovários se apresentam como pequenas bolsas, (que na verdade são glândulas), uma de cada lado do útero. Eles medem, em média, 3cm de comprimento x 2cm de largura x 1 cm de espessura. Possuem um formato achatado como pequenas amêndoas e sua superfície branca vai ganhando cicatrizes para cada óvulo liberado através da menstruação.

A vagina por sua vez, apresenta-se como um canal muscular que se estende até o útero. Possui uma grande elasticidade em suas paredes, o que possibilita o alargamento dos 10 cm necessários para a saída do bebê já formado.

Apesar de suas dimensões variarem de mulher para mulher de acordo com a raça e o perfil de cada uma, a vagina pode ter em média entre 7 a 10 cm de comprimento x 2,5 de diâmetro.

O útero é oco não tem um tamanho pré-estabelecido. Suas dimensões vão variar de acordo com as condições fisiológicas e a idade da mulher.

aparelho reprodutor feminino

(Foto: BioNinja)

Algumas partes que compõe o útero são: o fundo do útero, o colo uterino, cavidade do útero, orifício interno do colo uterino e o orifício externo do colo uterino.



Geralmente, apresenta um formato de pera de cabeça para baixo, mais largo na parte de cima e afinando na parte de baixo. Esse formato facilita o encaixe do bebê de cabeça para baixo, e o posiciona na saída exata do útero.

As trompas, ou tubas são como canais por onde o óvulo é transportado. Elas ligam os ovários ao útero e possuem aproximadamente 12 centímetros de comprimento, podendo ser mais largas ou mais estreitas indefinidamente em diversos pontos.

Trajeto do óvulo no sistema reprodutor feminino 

Como mencionamos, o órgão responsável pelo transporte do óvulo são as trompas. Sem elas, seria impossível ocorrer a fecundação, já que a passagem do óvulo para o útero seria interrompida.

O mecanismo responsável por transportar o óvulo é uma camada muscular de 1 a 2 milímetros que se localiza sob o peritônio.

Essa camada muscular produzirá movimentos peristálticos similares aos do intestino e esses movimentos vão empurrando o óvulo, transportando-o dentro do sistema reprodutor feminino.

Esse óvulo que foi recebido dos ovários faz, através das trompas, seu caminho até o útero. Por esse mesmo caminho, o espermatozoide que o encontrar (ainda nas tubas) poderá fecunda-lo.

O transporte, agora de um óvulo fecundado (ou zigoto), continua até o útero, mas agora para acomodar o futuro embrião e dar início ao seu desenvolvimento.

Glândulas anexas 

As glândulas anexas do sistema reprodutor feminino são as glândulas de Bartholin, que ao receber estímulos sexuais, produzem um líquido lubrificante na vagina que facilita a entrada do pênis no momento do ato sexual.

doenças relacionadas ao sistema reprodutor feminino

(Foto: Kenhub)

Doenças do sistema reprodutor

Algumas doenças do sistema reprodutor feminino são as causas mais comuns de casos de infertilidade, problemas de esterilidade e dificuldade de engravidar.

Entre as doenças mais conhecidas estão:




Sistema Reprodutor Feminino: o que é, função, órgãos e doenças
Avalie esta matéria!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*