TPM: quando começa, quantos dias dura, sintomas, tipos e tratamento

Para a maioria das mulheres os primeiros sintomas da Tensão Pré Menstrual (TPM) surgem de 5 a 10 dias antes da chegada da menstruação


tpm

A TPM está presente na vida da maioria das mulheres, chegando a atingir mais de 70% das mulheres brasileiras, principalmente entre 25 a 35 anos de idade.

Os sintomas podem incluir desde cólicas e até mesmo resultar em depressão nos casos mais graves. Quando os sintomas são mais intensos, algumas mulheres precisam mudar a sua rotina, como desmarcar compromissos e faltar ao trabalho.

Conhecer melhor quais sobre os sintomas, duração e como amenizar os sofrimentos causados pela TPM pode contribuir muito para uma melhor qualidade de vida das mulheres que enfrentam esse problema todos os meses.

O que é TPM?

TPM (sigla que significa Tensão Pré-Menstrual) nada mais é do que um conjunto de sintomas que se manifestam antes da menstruação, quando o corpo se prepara para a possibilidade de receber um bebê no ventre materno.

Também conhecida como Síndrome Pré-Menstrual (SPM), ela pode afetar o comportamento das mulheres, alterando as emoções e também a saúde física. Os sintomas mais comuns que podem se manifestar durante esse período:

  • Dor de cabeça
  • Cólicas
  • Inchaço
  • Alterações de humor
  • Ansiedade
  • Irritabilidade

tpm

Causas da TPM

A causa da TPM está relacionada a alterações hormonais que ocorrem ao longo do ciclo menstrual. Nos primeiros 14 dias do ciclo ocorre a ovulação, onde o nível de estrógeno é aumentado, favorecendo a sensação de bem-estar feminino.

Já nos outros 14 dias, a produção desse hormônio diminui e o nível de progesterona aumenta, resultando nos sintomas da TPM.

O que significa TDPM

TDPM (Transtorno Disfórico Pré-Menstrual) é uma variação mais intensa da TPM, atingindo entre 3% a 8% das mulheres. Enquanto a TPM apresenta sintomas mais físicos, a TDPM tem uma natureza mais psíquica, o que pode acabar afetando os relacionamentos pessoais da mulher.

Não existe um exame preciso para identificar a TDPM. Para que seja feito o diagnóstico, o médico deve avaliar a presença dos sintomas mais importantes que a identificam, entre eles:

  • Depressão
  • Descontrole emocional
  • Melancolia
  • Falta de ânimo
  • Dores de cabeça
  • Insônia
  • Dificuldade para se concentrar
  • Falta de interesse para atividades comuns
  • Pensamentos depreciativos

Assim como a TPM, os sintomas da TDPM somem quando tem início o fluxo menstrual. O tratamento é feito com base em medicamentos receitados pelo médico, além da recomendação de uma alimentação balanceada e a prática de atividades físicas.

Tipos de TPM

A TPM é classificada em 5 tipos diferentes, o que vai depender dos sintomas que se manifestam. É possível que a mulher apresente mais de um tipo (sendo eles: A, C, D, H e O) e os sintomas que os definem são:

TPM A

Os principais sintomas da TPM do tipo A é a ansiedade, tensão, mudanças no humor, dificuldade para se concentrar e insônia. Isso ocorre porque o organismo libera uma quantidade maior de adrenalina e cortisol, enquanto a produção de estrogênio sofre uma queda, aumentando o estresse.

TPM C

A TPM C é caracterizada principalmente pelo aumento da vontade de comer, principalmente doces e alimentos gordurosos. Também pode vir acompanhado de outros sintomas, como dor de cabeça, cansaço e, em alguns casos, palpitações.

TPM D

Esse tipo de TPM tem como causa a pouca produção de serotonina pelo organismo. Isso deixa a mulher mais sensível, o que pode leva-la a ficar deprimida, com sentimentos negativos e vontade de chorar mais facilmente.

TPM H

O sintoma mais comum da TPM H é a retenção de líquidos, o que faz a mulher sentir incômodos como dor nas mamas, inchaço na região do abdômen, pernas e pés.

TPM O

Além dos sintomas típicos pré-menstruais, como cólicas e dor de cabeça, esse tipo de TPM também pode incluir acne, reações alérgicas, aumento na vontade de urinar e mudanças no ritmo intestinal.

Quando começa a TPM

Em algumas mulheres os sintomas se manifestam 15 dias antes da menstruação, enquanto outras mulheres só passam por alterações um ou dois dias antes do fluxo descer.

Qual a idade que começo a ter TPM

A TPM é mais frequente em mulheres entre 30 a 40 anos de idade, prosseguindo até a chegada da menopausa. As adolescentes não costumam ficar mais sensíveis no período pré-menstrual, sendo mais comum apresentarem alguns sintomas físicos, como cólicas. Quanto tempo dura

Os sintomas da TPM aparecem por volta de 5 a 10 dias antes da menstruação. Em geral, esses sintomas somem ao primeiro dia do ciclo, embora algumas mulheres sofrem com os sintomas até o fim da menstruação.

Calendário

Usar um calendário menstrual pode ser bastante útil para fazer o monitoramento dos sintomas da TPM e definir um padrão das fases do ciclo, o que permite se programar melhor.

Para fazer o calendário é preciso marcar o primeiro dia da menstruação e também os dias em que os sintomas se manifestam, como cólicas, mudanças de humor e alterações na secreção vaginal.

Sintomas

São vários os sintomas que podem surgir durante a TPM. Além disso, eles podem ser diferentes em cada ciclo e variar de mulher para mulher. Os principais sintomas físicos e emocionais são mostrados a seguir.

Físicos

  • Alterações de humor
  • Cansaço
  • Dor de cabeça
  • Dor nas pernas
  • Mamas sensíveis e inchadas
  • Inchaço
  • Ganho de peso

Psicológicos e Emocionais

  • Ansiedade
  • Baixa autoestima
  • Raiva sem motivo
  • Sentimentos perturbadores
  • Irritabilidade
  • Dificuldade de concentração

sintomas da tpm

Tratamentos 

Apesar de não ser possível curar a TPM, existem algumas medidas que podem ser tomadas para aliviar os sintomas:

  • Suplementos como magnésio, cálcio, ácido fólico e vitamina B-6 contribuem para minimizar as cólicas.
  • Atividades físicas são ótimas para melhorar a saúde mental e reduzir o inchaço.
  • Beber muito líquido também ajuda a reduz o inchaço abdominal.

A TPM não é considerada uma doença. Porém, quando os sintomas trazem problemas na vida pessoal e profissional da mulher, é importante buscar a ajuda de um médico para que ele indique o melhor tratamento.

Se os sintomas forem mais intensos, comprometendo os relacionamentos afetivos e profissionais da mulher, o indicado é fazer um tratamento com escitalopram e sertralina, que inibem a receptação da serotonina.

Remédio para aliviar

Os medicamentos utilizados para combater os sintomas mais comuns da TPM são Fluoxetina, Assert e Duphaston. Além disso, o uso de anticoncepcionais muitas vezes é indicado para regular a produção hormonal.

Tratamento natural

Alguns medicamentos naturais podem ser importantes aliados no combate aos sintomas da TPM:



  • Óleo de prímula
  • Suco de cereja
  • Chá de amora
  • Chá de gengibre bem quente

Chocolate ameniza?

Consumir chocolate ajuda a combater os sintomas principais da TPM, aliviando a cólica e melhorando o humor, pois apresenta um efeito estimulante e antidepressivo.

A vontade de comer chocolate aumenta quando a mulher entra no período pré-menstrual e isso se deve às mudanças hormonais que o organismo enfrenta nessa fase (como a redução na produção de serotonina no organismo, hormônio que promove o bem-estar).

O corpo precisa usar uma substância chamada triptofano para produzir mais serotonina, que está presente no chocolate. Por esse motivo, o corpo envia um sinal ao cérebro, que estimula o desejo pelo alimento que possui as substâncias que estão em falta no organismo.

Entretanto, não é recomendado comer chocolate em excesso, pois ele contém muito açúcar e gordura saturável, o que pode piorar alguns sintomas da TPM. Por isso, o melhor é preferir os chocolates com maior concentração de cacau.

Alimentos que ajudam na TPM

Manter uma alimentação balanceada também contribui para reduzir os sintomas. Para isso, a inclusão de alguns alimentos é importante, como:

  • Leguminosas: feijões, grão de bico, ervilha
  • Cereais integrais: arroz integral, aveia, cevada
  • Sementes e oleaginosos: nozes, amendoim, amêndoas, semente de abóbora e girassol

Seios doloridos pode ser gravidez ou TPM?

Sentir os seios inchados é um sintoma bastante comum no período pré-menstrual, mas também pode ser o indicativo de que há um bebê a caminho. Por isso, para identificar a diferença é preciso verificar se o motivo é a proximidade da menstruação, o que pode indicar a TPM.

Esse sintoma fora do período menstrual também pode estar relacionado ao uso de anticoncepcionais e alterações hormonais. Porém, se o sintoma vier acompanhado de outros que são comuns à gravidez, como atraso na menstruação, tontura, sono, cansaço e inchaço abdominal, é bom fazer o teste para confirmar.

TPM ou Gravidez: principais diferenças

É comum ficar na dúvida em relação aos sintomas da gravidez e de uma TPM. Para ajudar na identificação, segue abaixo as principais diferenças:

  • Cólicas: Durante a TPM, as cólicas podem ocorrer até alguns dias que antecedem a menstruarão. Na gravidez, a cólica continua mesmo quando a menstruarão está atrasada.
  • Apetite: A mulher com TPM pode sentir mais fome ou ter o apetite reduzido, o que pode variar de um organismo para o outro. Já a mulher grávida sentirá o apetite aumentar, mesmo que tenha a sensação de enjoo.
  • Sono: No período pré-menstrual, a mulher pode sentir mais sono cerca de 2 a 3 dias antes da menstruação chegar. Na gravidez, esse é um sintoma que pode durar até 12 semanas.
  • Enjoos: Quando o fluxo menstrual desce, as náuseas tendem a diminuir. Em caso de gravidez, esse sintoma pode aumentar no decorrer dos dias ao invés de diminuir.
  • Emocional: A TPM pode deixar a mulher mais irritadiça e sem paciência, enquanto que na gravidez ela fica mais sensível. Esse sintoma muitas vezes pode ser confuso e difícil de avaliar.

Grávida tem TPM?

A mulher grávida não tem TPM, mas apresenta sintomas que são semelhantes, já que na gravidez o seu corpo também passa por mudanças hormonais. Por isso, é comum a gestante se sentir nervosa, irritada ou apresentar sintomas físicos como os que ocorrem na TPM.

Nos primeiros meses da gravidez as mudanças podem deixar a mulher mais irritada e sensível, além de sentir o corpo inchado. A partir do quarto mês da gestação, o corpo passa a controlar melhor essas mudanças, fazendo com que a mulher se sinta mais aliviada.

Como conviver

Como não há como curar ou prevenir a TPM, é possível fazer algumas adaptações que contribuem para a melhora nos sintomas. Os fatores que ajudam a minimizar o sofrimento causado pela TPM são:

  • Parar de fumar
  • Evitar o consumo de álcool, alimentos com cafeína e sal em excesso
  • Analgésicos e anti-inflamatórios para diminuir a dor e o sangramento
  • Praticar yoga ou usar técnicas de relaxamento
  • Manter uma alimentação balanceada que inclua frutas e legumes
  • Afastar os pensamentos negativos que surgirem nesse período
  • Caminhar ao ar livre ou andar de bicicleta para aliviar a tensão
  • Evitar marcar compromissos mais importantes nos dias anteriores à menstruação sempre que for possível

Antes da Menstruação

Antes de menstruar a mulher passa por oscilações de humor, sentindo-se mais emotiva e irritada. Esses sintomas muitas vezes não são compreendidos pela mulher e pelas pessoas à sua volta.

Sentimentos depressivos e a perda da libido também são comuns, além de crises de choro e agressividade, que pode ser tanto física como verbal.

Nesse período, é importante a mulher ficar atenta para evitar fatores externos que podem piorar os sintomas psicológicos, como estresse e ansiedade causada por excesso de responsabilidades acumuladas.

Durante a menstruação

Quando a menstruação desce, a maioria dos sintomas desaparecem, mas a cólica ainda pode persistir por alguns dias. Durante esse período, é fundamental procurar manter o autocontrole emocional, realizar atividades físicas e evitar acumular atividades que exigem muita responsabilidade.

TPM masculina: homem também tem?

Os homens apresentam uma versão masculina da TPM, que é conhecida como SHI (Síndrome do Homem Irritável). A SHI ocorre quando há uma queda na produção de testosterona, deixando o homem mais emotivo, irritado, com dificuldade de dormir ou confuso.

Ao contrário da mulher, que apresenta os sintomas da TPM em períodos específicos, a SHI pode se manifestar quando o homem passa por alguma situação traumática ou de grande estresse, o que provoca uma baixa o nível de testosterona no organismo.

Uma das causas da impotência nos homens está relacionada à SHI, pois a alteração hormonal acaba interferindo no prazer, resultando nessa disfunção sexual.

Há várias formas de tratamento para a SHI, que inclui terapia, reposição hormonal ou uma mudança na qualidade de vida do homem que sofre com os sintomas. Por essa razão, é fundamental recorrer a um especialista para que a situação seja avaliada o quanto antes.

TPM: quando começa, quantos dias dura, sintomas, tipos e tratamento
Avalie esta matéria!

- Publicidade -

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*