Pressão alta na gravidez: sintomas

Pressão alta na gravidez: sintomas, o que comer e como tratar:

A pressão arterial é um assunto levado muito a sério durante a gravidez. Ela deverá ser auferida em todas as consultas de pré-natal e sempre quando a gestante não se sentir bem. Os principais sintomas de pressão alta são as dores de cabeça, na barriga e nos braços, visão embaçada, enjoos e inchaço no corpo, principalmente nas pernas e pés. Algumas mulheres percebem inchaço também no rosto e alteração na urina. No caso da pressão baixa, os sintomas são cansaço extremo, vertigens, visão embaçada e tonturas.

A pressão arterial é verificada através de duas medidas, a pressão sistólica, que é a registrada durante um batimento do coração, e a diastólica, que é registrada no intervalo entre os batimentos. Na média, essas duas medidas são consideradas normais quando os números figuram entre 11×7 e 12×8, sendo a pressão sistólica o número maior e a diastólica o menor.

remédio caseiro para pressão alta na gravidez

A pressão arterial é considerada alta acima de 14×9, principalmente quando a gestante não tem histórico de pressão alta antes da gravidez. (HealthSetu)

Os médicos se preocupam tanto com a verificação da pressão porque essa pode desencadear uma série de problemas para a mãe e para o bebê, o mais grave sendo a pré-eclâmpsia, que acontece em casos de pressão alta e traz o risco do aborto e sequelas. A pressão baixa também pode ser um problema, já que deixa a gestante indisposta e pode causar desmaios.

Remédio caseiro para pressão alta na gravidez

Como a ingestão de líquidos auxilia no controle da pressão alta na gravidez, o ideal é fazer remédios totalmente naturais que contenham componentes diuréticos. Chás de chapéu-de-couro (planta também conhecida como alismácea) e de alho ajudam a evitar a retenção do líquido e não tem nenhum tipo de contraindicação.

As folhas de chapéu-de-coco deverão ser colocadas em água filtrada e fervidas por três minutos antes de coar o chá. No caso do chá de alho, o ideal é esmagar um dente de acho, colocá-lo em uma xícara de água e deixar ferver também por três minutos. Poderá adoçá-los com mel ou pouca quantidade de açúcar. Além dessas bebidas quentes, os sucos de laranja e de limão com água de coco também são indicados.

pressão baixa na gravidez sintomas

Foto: Kotobuki

Início da gravidez

Devido as alterações hormonais e aumento do fluxo sanguíneo para o desenvolvimento do feto e da placenta, é comum que a pressão arterial fique mais baixa no início da gravidez, o que pode intensificar os enjoos e a sensação constante de cansaço. Geralmente, passado o primeiro trimestre, a pressão tende a aumentar um pouco, e é esse aumento que deve ser controlado para que a gestante não passe de um extremo a outro e se torne hipertensa.

pressão alta na gravidez o que comer

Foto: La Dépêche

O que comer?

Além da ingestão de muito líquido, a gestante deve ter especial atenção com a sua dieta durante a gravidez. O ácido fólico, ou vitamina B6, é importante durante toda a gestação, pois além de evitar a má formação do bebê, também traz uma série de benefícios para a gestante. Por isso, alimentos que contêm essa vitamina, como vegetais escuros, feijões, lentilhas, frutas cítricas e sementes são alguns alimentos bastante indicados. Além disso, evitar frituras e alimentos industrializados também é importante, pois esses contêm uma grande quantidade de sal, que eleva a pressão arterial.

 

Pressão alta na gravidez – como tratar

Dependendo de cada caso, o médico que acompanha a gestação poderá determinar a necessidade de medicamento específico para o controle da pressão alta na gravidez. Caso não opte por tratamento à base de remédios, além dos cuidados com a alimentação, é essencial que a gestante faça bastante repouso, evite cafeína, tabaco, bebidas alcoólicas e outras drogas e fazer exercício leve para o controle do peso.


  • Add Your Comment

    *