Grávida que enjoa do marido

Grávida enjoa do marido? Isso é normal? Conheça um pouco mais sobre esse tema e porque isso ocorre.

Um casal planeja ter um filho. Juntos, os futuros papais conversam sobre tudo o que remete a este assunto. Escolhem nomes para meninos e para meninas, falam sobre como será a decoração do quarto, quem cuidará do bebê quando a mulher voltar ao trabalho, se ela voltará ao trabalho e às vezes, até a festa de aniversário de um ano da criança já começa a ser pauta das conversas. Quando a mulher se descobre grávida a alegria é imensa.

De repente, ela tem enjoos ao sentir o perfume do marido. Ele muda de perfume. Ela sente enjoo do desodorante dele, do shampoo, do creme de barbear. Ele muda também. Ela não suporta mais a barba dele. Ele passa a fazê-la diariamente. Por fim, a mulher decide que não quer mais conviver com o marido, pois está “completamente enjoada dele”.

Foto: mylittlebaby

Foto: mylittlebaby

Grávida que enjoa do marido

Parece novela mexicana? Parece. Mas é um roteiro possível de acontecer. Sim, mamães e papais, existem mulheres que realmente enjoam dos companheiros. Segundo a especialista em Saúde da Família, doutora Sheila Silveira, que trabalha com gestantes há cerca de 20 anos, isso não é lenda.

Leia mais: Estresse na gravidez é normal? Prejudica o bebê?

“A medicina não explica muito este fato isoladamente, mas ressalta as mudanças hormonais e as transformações no corpo da mulher como fatores que podem levar a esses casos”, explica Sheila. “Além disso, existe o ‘mito’ de que a partir da descoberta da gravidez, muitas mulheres passam a se preocupar exclusivamente com o filho, se afastando um pouco do marido.”

A doutoranda em Psicologia Clínica pela PUC-SP, Andreza Maria Tobias, também acredita que “as mudanças no comportamento da grávida estejam diretamente ligadas às alterações hormonais – que trazem modificações físicas e psíquicas na mulher e no seu corpo”.

Foto: Fw3an

Foto: Fw3an

A grande quantidade dos hormônios Beta HCG e de progesterona produzidos na gestação trazem muitas transformações ao corpo feminino, mexendo com sistemas como, o endócrino e metabólico, o circulatório, o respiratório, o urinário e o nervoso.

“Por conta de todas essas alterações, mudar o comportamento em relação ao marido, não querer ter mais relação sexual e até nem querer vê-lo mais, pois o simples fato de vê-lo provoca náusea e vontade de vomitar na gestante é possível de ocorrer”, conta Sheila.

Como resolver o problema? 

Para a doutora, o melhor caminho é, sempre que possível, levar o marido às consultas de pré-natal, pois isso aproxima o casal e faz o homem participar deste momento. “O esposo vai passar a entender melhor o que está acontecendo, bem como as mudanças de humor e todas as transformações que a grávida estiver passando”, ressalta. “Com isso, o relacionamento fica melhor e juntos eles poderão pensar a melhor forma de passarem por isso. Às vezes, essa parceria fortalece ao ponto de dissipar esse pensamento ruim da gestante de não querer a presença do marido em um momento tão mágico e importante para os dois.”