Trombofilia na gravidez: Sintomas, exames e primeiros sinais

A trombofilia não se trata de uma doença, mas sim de uma condição resultante da tendência a eventos trombóticos venosos, ou seja, o “sangue grosso”, que causa o entupimento das veias.  Veja a seguir quais são os sinais e exames realizados para o diagnóstico.

O que é trombofilia? É uma anomalia no sistema de coagulação do corpo humano que gera algumas alterações no organismo, que pode se desenvolver em uma trombose.

Causas 

As causas podem ser hereditárias quando ligadas a fatores genéticos. A outra probabilidade da ocorrência da trombofilia é quando a união de determinados fatores provoca o aumento da coagulação do sangue, como cirurgias, reposição hormonal, viagens prolongadas de avião e até mesmo a própria gravidez.

Como o sangue se torna mais espesso, há a chance de que ocorra o rompimento das veias, além da interferência da circulação do sangue para a placenta por causa de uma obstrução. Dessa forma, o fluxo de sangue para o bebê é menor, causando uma redução nos nutrientes que chegam a ele.

trombofilia na gravidez tratamento

Nos casos mais sérios, quando ocorre o entupimento maior das veias, a placenta pode se deslocar antes da hora.

Devido a essas alterações, ela pode causar a redução do crescimento do feto, parto prematuro e até mesmo a morte do bebê quando são obstruídas 90% das veias.

Leia mais: Trombose na Gravidez – Tire suas dúvidas

Trombofilia- Sintomas 

O principal sintoma decorrente da trombofilia consiste na trombose venosa profunda, que se manifesta principalmente nos membros inferiores, causando:

-Inchaço em uma das pernas
-Dores na perna em qualquer situação, seja caminhando, deitada ou ao quando se está de pé
-Temperatura elevada e tonalidade azulada ou pálida na região inchada
-Veias superficiais dilatadas

Há alguns fatores que podem causar uma piora no quadro, que são: a desidratação (que deixa o sangue mais grosso), além do uso de cigarro, drogas e o peso excessivo (pois o acúmulo de gordura no corpo causa o aumento do risco de trombose).

trombofilia na gravidez sintomas

Foto: TheSun

Primeiros sinais

Por vezes não ocorrem sintomas que evidenciem essa condição. Porém, deveria ser quando há um inchaço repentino. Outro fator é quando há pouco crescimento da barriga na gestação, pois o bebê não está se desenvolvendo de forma adequada. Além disso, as futuras mamães que apresentam pré-eclâmpsia antes de chegar na 34ª semana de gravidez também precisa estar alertas.

Exames realizados

Os exames para o diagnóstico da trombofilia na gravidez são feitos através do exame de sangue e estudos genéticos. Os resultados podem sofrer interferência da própria gravidez, já que a gestação causa alterações na coagulação do sangue. Por conta disso, a confirmação da trombofilia muitas vezes pode ocorrer apenas após o parto.

o que é trombofilia na gravidez

Uma das maiores chances de ocorrer o aborto é trombofilias. Foto: Pzimedia

Por ser um exame caro e que pode trazer mais prejuízos do que benefícios para a gestante, o rastreamento através de exames mais aprofundados é indicado apenas para as grávidas que:

-Já tiveram trombose
-Tiveram parto prematuro de fetos normais
-Possuem casos na família de trombofilia
-Apresentam crescimento inadequado do feto
-Apresentaram dois ou mais abortos espontâneos consecutivos

Infelizmente, essa condição não é identificada antes da gravidez, sendo descoberta apenas durante a gestação, quando ocorre um caso de obstrução e uma via importante para o feto acaba sendo atingida. Isso pode ocorrer, por exemplo, no cordão umbilical, que é responsável pelo transporte de alimentos e oxigenação para o bebê.