Search
Search
X

Ter diarreia no início da gravidez é normal?

Prestar atenção na frequência do problema da diarreia na gestação é crucial para determinar quando procurar ajuda médica

Ter diarreia no início da gravidez é normal? Descubra tudo sobre o assunto!

 Durante a gravidez o corpo da mulher sofre muitas alterações. Os sintomas de gravidez nas primeiras semanas incluem amenorreia (ausência de menstruação), insônia (Insônia na gestação, o que fazer?), náuseas e cansaço , dentre outros. Um dos principais primeiros sintomas da gravidez – bem como o mais lembrado – é o enjoo matinal, assim como também a sensibilidade no olfato e dores no seio. Porém, não é necessário sentir todos estes sintomas nas primeiras semanas de gravidez. Os sintomas variam de mulher para mulher e até mesmo de gravidez para gravidez.

As mulheres que sofrem de diarreia durante o primeiro trimestre da gravidez, por exemplo, podem ficar preocupadas com sua saúde e do bebê. Prestar atenção na frequência das evacuações é decisivo para determinar quando procurar ajuda médica.

Ter diarreia no início da gravidez é normal?

gravidez da diarreia e dor no estomago

A diarreia é um dos sintomas menos comentados, todavia é comum em muitas grávidas. Foto: Urgent Medical Center

No início da gravidez, a diarreia pode ser causada por uma variação nos hormônios, que podem provocar o desconforto estomacal. Muitas vezes, os sintomas de disfunções gastrointestinais têm efeitos duplos, produzindo não só as náuseas e vômitos, como a diarreia. As vitaminas do pré-natal, mudanças de dieta, aumento do consumo de água ou a nova rotina de adaptação pré-natal também podem causar os desarranjos intestinais.

Em casos extras, também pode ser causada por um parasita intestinal, intoxicação gastrintestinal ou gastroenterite. Algumas gestantes podem ser intolerantes à lactose ou sofrerem de doença celíaca (intolerância ao glúten). Exames médicos podem ser realizados para determinar a causa dos problemas intestinais.

Diarreia na gravidez pode fazer mal ao bebê?

Na maioria dos casos, a diarreia não representa nenhum risco nem para a grávida nem para o bebê. No entanto, o primeiro trimestre da gravidez é o mais importante para a formação do feto e, por isso, qualquer doença deve ter atenção e cuidado.

Tendo isso em vista, é importante que grávida tenha alguns cuidados e procure seu obstetra se evacuar mais de três vezes no mesmo dia fezes líquidas e persistir por mais de dois dias ou ainda esteja associada a outros problemas, como febre.

A diarreia não tratada pode levar à desidratação da grávida e também favorecer outras complicações, ou se seja, pode predispor também a quadros de infecção urinária. Na gravidez, a infecção urinária muitas vezes é assintomática (não exibe sintomas), e pode levar à antecipação do parto.



Gestantes que tiverem diarreia com sangue ou mucosidade ou de fezes que ficam ralas ao longo do tempo devem informar o problema ao seu médico de imediato.

Leia também: Barriga de grávida é dura ou mole, afinal?

dor estomago diarreia enjoo

O desarranjo intestinal na gravidez pode surgir no início da gravidez, como também em qualquer mês. Foto: ZoteKali

O que fazer para acabar com a diarreia na gravidez?

Para tratar a diarreia na gravidez, é essencial fazer uma alimentação leve, beber muitos líquidos e, em somente alguns casos, ingerir remédios indicados pelo obstetra.

Nutricionistas recomendam evitar frutas secas, leite, alimentos gordurosos, com frituras ou temperados, que podem deixar as evacuações mais soltas. Para tratar a diarreia na gravidez é importante:

  • Incluir na dieta Iogurte e carnes magras (ex: frango);
  • Incluir na dieta alimentos líquidos e cozidos no dia, como caldos e sopas;
  • Incluir na dieta alimentos que contenham potássio e sódio, como bananas e água de coco;
  • Comer frutas sem casca;
  • Beber água filtrada, cerca de 2 litros por dia;
  • Beber suco de goiaba (contém tanino e licopeno, substâncias que combatem a diarreia e regulam a flora intestinal);
  • Mistura de maizena com limão e água. Esta combinação torna as fezes mais sólidas e ajuda a eliminar bactérias e a regular o intestino (suco de meio limão, 2 colheres (de chá) de maisena e meio copo de água natural);
  • Comer purê de legumes cozidos (cenoura, batata, abóbora, chuchu, batata doce ou abobrinha);
  • Carboidratos (mingau de maisena, arroz branco ou macarrão), e
  • Se for comer em lugares não habituais, beba somente água mineral e não peça pratos ou condimentos que não está acostumada.




Comentários:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*