Como tratar depressão na gravidez

Infelizmente, a depressão pode surgir durante a gestação. E seu tratamento pode e deve ser iniciado o mais rápido possível para que a mulher consiga viver e aproveitar todas as maravilhosas sensações e descobertas trazidas pela maternidade. O que dificulta a procura do profissional especializado é a detecção da doença. Confira a seguir tudo o que você precisa saber sobre o assunto:

Detectando a depressão

Na grande maioria dos casos, a depressão na gestação é confundida com as oscilações de humor muito comuns e presentes nas gravidas, principalmente em sua fase inicial. Sendo assim, a família e o companheiro podem não conseguir identificar que há algo mais grave acontecendo. E é aí que o médico ginecologista tem um papel importante: geralmente é ele quem percebe que há algo além dos sintomas normais do período. Detectada a possibilidade de depressão, o profissional encaminha a futura mamãe para um psicólogo ou psiquiatra, que é quem vai confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento mais indicado.

Foto: Dicas de alimentos que aumentam a fertilidade

depressao

A importância de escolher bem seu ginecologista

A desconfiança do ginecologista ocorre mais facilmente se a paciente confia e conta a ele todos os detalhes de sua gestação, inclusive como está sua saúde psicológica e emocional e se vem enfrentando problemas. Por isso é importante escolher um profissional de confiança. Quando existe a confiança e a troca de informações tudo fica mais fácil.

O tratamento

O tratamento pode ser feito com psicoterapia ou com medicamentos. Nesse caso, os remédios devem ser tomados apenas se depressão for bastante grave, já que podem existir riscos para o bebê. Se a mulher já tinha depressão entes de engravidar é preciso consultar seu médico para saber qual tratamento deve ser adotado. A paciente não deve suspender o uso dos remédios por conta própria.