Suor noturno na gravidez: é normal?

É muito comum mulheres grávidas sofrerem de suor noturno. A sudorese é uma resposta do organismo a um ambiente quente e úmido. No entanto, a transpiração excessiva durante a gravidez não é normal e é considerada como uma desordem na transpiração.

A reclamação acontece, principalmente, no terceiro trimestre da gestação, quando o corpo da futura mamãe retém uma quantidade maior de líquido, devido à aceleração do metabolismo. Esse problema tende a acontecer durante a noite, resultando em um incômodo suor noturno na gravidez. Mesmo depois da chegada do bebê, algumas mulheres poderão ainda sentir os sintomas do suor noturno, pois após o parto o corpo libera o excesso de líquido dessa vez para reequilibrar os níveis hormonais.

Suor noturno na gravidez: é normal?

suar demais na gravidez

O incessante calor noturno pode ser o grande causador da insônia das grávidas

A principal causa desse problema são os hormônios. Durante a gravidez o aumento o fluxo sanguíneo e os níveis hormonais têm um certo descontrole. A maior concentração de progesterona no organismo faz com que a temperatura corporal fique em torno de 37°C durante a gestação, ou seja, 0,5°C acima do normal. O aumento gera essa sensação, que poderá acompanhar a mulher por toda a gravidez.

Já a temperatura corporal é controlada por uma parte do cérebro, que é responsável pelo ajuste do calor do corpo. Durante a gravidez, a mulher tem também uma queda acentuada do nível de estrogênio, fundamental para regular o ciclo menstrual. Com a diminuição do hormônio, o cérebro não é capaz de manter o calor.

A ansiedade e o estresse também podem ser uma das causas, levando em conta os múltiplos papeis de uma mulher pode ter de conciliar diariamente, somando isso com  tudo o que é “novo” da gravidez e após o parto.

Leia mais: Sintomas de má circulação na gravidez

Outras causas evitáveis são: temperatura muito alta no quarto, excesso de roupas ou cobertas, baixo nível de açúcar no sangue (no caso de diabéticas) ou a ingestão de alimentos muito picantes antes de dormir.

Como reduzir o suor na gravidez?

  • Tome banho mais do que uma vez por dia e secar-se bem após o banho;
  • Use roupas leves e feitas de tecidos naturais que facilitam a transpiração como algodão e linho. Prefira roupas íntimas de algodão;
  • Evite álcool e cafeína;
  • Beba bastante água;
  • Para amenizar o suor noturno na gravidez, deixe o quarto bem ventilado e use pijamas e roupas de cama de tecidos leves.
gravida suando de noite

Foto: Sarcasm

Em geral, uma dieta saudável, juntamente com um exercício podem igualmente contribuir para reduzir episódios de sudorese noturna durante a gravidez:

  • Dê preferência às frutas, saladas e proteínas magras, como os peixes – mais leves e fáceis de serem digeridas. Evitar frituras, doces, alimentos picantes e outras comidas pesadas. Ter cuidado com o consumo excessivo de sal, que favorece a retenção de líquidos.
  • Atividades na água ou à sombra. Caminhada é uma ótima opção e deve ser feita em horários quando o sol está mais ameno, como bem cedo, pela manhã, ou no finalzinho da tarde.

Fique atenta!

Saiba diferenciar um calor ou sudorese de uma febre, que eleva de fato a temperatura do seu corpo. As febres são sinal de uma infecção e quando estão altas podem ser perigosas para a gestação.

Se tiver febre acima de 37,7 graus, o melhor a fazer é entrar rapidamente em contato com seu obstetra para maiores orientações.

O suor noturno, como já foi dito, pode várias causas, o importante é você, futura mamãe, observar com que frequência e em quais situações acontece. Se for alguma listada em causas evitáveis, fique tranquila. Basta seguir as dicas que os sintomas desaparecem.

Se o aumento do suor noturno na gravidez for acompanhado por uma febre, taquicardia ou outros sintomas, você deve consultar o seu médico.