Sapinho em bebê: o que é, sintomas como tratar e remédio caseiro

O sapinho são pontinhos brancos que surgem na boca do bebê, causando desconforto para os pequenos e muitas dúvidas para os papais


lingua do bebe com sapinho

O sapinho em bebê é uma infecção comum nos dois primeiros anos de vida da criança. Ele costuma surgir por volta dos seis meses de vida, fase onde o bebê começa a descobrir o mundo através da boca, colocando tudo dentro dela.

Apesar de não se tratar de uma infecção perigosa, pode causar uma série de incômodos para o bebê. Muitas vezes, o sapinho é confundido com as aftas, mas elas são doenças que apresentam sintomas e tratamentos diferentes.

Conheça quais são as causas do sapinho, os seus sintomas, tratamentos usados e qual o motivo pelo qual essa infecção é tão comum em bebês.

O que é sapinho em bebê?

O sapinho em bebê (nome científico monilíase) é uma infecção provocada por um tipo de fungo chamado Candida albicans. Esse fungo é o mesmo responsável pela candidíase e pode afetar a boca ou a área que fica encoberta pela fralda (chamada região perineal).

A infecção se caracteriza pelo surgimento de pequenos pontos ou placas esbranquiçadas na região da boca (língua, lábios, gengiva ou interior das bochechas), e podem até mesmo ser confundidas com o resíduo de leite na boca do bebê. Quando afeta o períneo, o sapinho se manifesta como bolhas avermelhadas.

Em geral, o sapinho aparece em bebês menores de 6 meses de idade. O motivo para isso é porque eles geralmente são mais sensíveis a esse fungo, pois têm a imunidade mais baixa.

O diagnóstico dessa candidíase oral é feito por meio da análise dos sintomas, principalmente com a observação da língua, que se encontra muito esbranquiçada ou então amarelada.

Sapinho na boca

O sapinho na boca ocorre por meio do contágio do bebê por meio das mãos ou objetos que estão contaminados pelo fungo. O fungo então se aloja na mucosa oral e o seu desenvolvimento resulta no aparecimento dos sintomas, como no caso da língua esbranquiçada.

Como o contágio dessa candidíase oral acontece com a transmissão direta, é importante que o bebê com sapinho seja afastado da convivência com outras crianças até que esteja curado.

No corpo do bebê

O sapinho que se manifesta na região da fralda é mais conhecido como assadura ou dermatite da fralda. O fungo que o provoca (o mesmo da região bucal) é responsável por cerca de 80% das assaduras. A identificação se dá pela presença de bolinhas que aparecem na região avermelhada da pele.

Causas

O fungo que causa o sapinho em bebê está naturalmente presente na flora da boca, contribuindo para a digestão dos alimentos. Apesar de o nosso organismo normalmente hospedar diversos tipos de fungos e bactérias sem causar nenhum problema, há situações que podem levar esses microrganismos a se multiplicarem, resultando em infecções.  Entre as causas se encontram:

causa do sapinho

Baixa imunidade

Uma das causas é a baixa imunidade, o que é comum em bebês, já que o seu sistema imunológico ainda não está maduro. Muitas vezes acontece de o bebê recém-nascido ser contaminado por causa do contato com o canal vaginal da mãe no momento do parto, que se encontrava infectado.

A infecção também é comum na fase em que o bebê está se alimentando de papinha e ainda usa a mamadeira. Isso acontece porque, nesse momento, o desenvolvimento do sistema imunológico da criança ainda está se estabelecendo.

Objetos não higienizados

Também pode acontecer o contágio pelo contato com objetos que não foram devidamente higienizados, como chupeta ou mamadeira. Lugares onde há pouca ventilação, como é o caso das fraldas, também favorece a proliferação desses fungos.

Uso de antibióticos

A transmissão ainda pode acontecer quando o bebê precisa usar antibióticos, já que o uso desse medicamento faz com que a quantidade de bactérias benéficas na boca do bebê acabe sendo reduzida. Dessa forma, o fungo encontra mais facilidade para se desenvolver. Se a mãe estiver fazendo uso de antibiótico, o risco de o bebê ter sapinho é maior por meio da amamentação.

Sintomas

Pode acontecer de o sapinho em bebê ser confundido com outros tipos de infecções que acometem a região bucal. Por esse motivo, é importante conhecer os sintomas para saber identificar se realmente se trata dessa enfermidade. Confira os sintomas a seguir:

  • Manchas esbranquiçadas na boca
  • Bolinhas brancas na língua, bochechas ou céu da boca
  • Vermelhidão nos lábios
  • Dificuldade de engolir
  • Sensação de boca ardendo
  • Manchas que, ao ser removidas, causam pequenas feridas
  • Sensação de desconforto na hora de mamar
  • Assadura com bolinhas

O sapinho em bebês também pode surgir nas dobrinhas da pele e nas unhas. Sempre que esses sintomas se manifestarem, é importante consultar o pediatra para que ele possa avaliar e indicar qual o melhor tratamento a ser feito.

Sapinho em bebê dói?

Em geral, o sapinho não causa incômodo para o bebê. Porém, nos casos mais graves, quando a infecção chega a atingir a garganta, pode causar dor. Como consequência, a garganta do bebê pode inchar e ele passa a ter dificuldade de engolir.

A irritação provocada nessa região resulta na perda do apetite e leva o bebê a chorar a todo momento. Nesses casos, ainda pode acontecer de resultar em febre.

É perigoso?

Na maioria das vezes, o sapinho em bebê não é algo que deve causar preocupação. Porém, é fundamental que ele seja tratado para evitar que acabe se tornando uma infecção mais grave.

Apesar de geralmente não apresentar gravidade, essa infecção pode causar dor na boca e dificultar a alimentação. Como consequência, pode acontecer de o bebê acabar se desidratando. Quando isso ocorre, o pediatra talvez indique o uso de um analgésico para aliviar a sensação de dor.

Nos casos mais graves, pode vir acompanhado de sintomas como febre, tosse e problemas estomacais. Se a febre do bebê for acima de 38 graus e o tratamento prescrito não estiver fazendo efeito, é possível que se trate de outro tipo de infecção e o médico deverá ser informado.

fotos do sapinho

Sapinho em bebê da diarreia?

O sapinho não causa diarreia no bebê. O motivo para que esse sintoma apareça em alguns casos ocorre, em geral, devido ao uso de determinados tipos de medicamentos.

Os remédios que contém nistatina, por exemplo, podem resultar em alguns efeitos colaterais, entre eles a diarreia. Outros efeitos colaterais que podem se manifestar pelo uso dessa substância é o desconforto estomacal, vômito ou náusea.

Caso algum desses sintomas apareça com ou sem o uso desses medicamentos, o pediatra deve ser avisado.

Como prevenir

Para que seja possível prevenir a ocorrência de sapinho em bebê é importante sempre prestar atenção à higienização de qualquer objeto que será levado à boca do bebê. Além de manter a limpeza da mamadeira e da chupeta, outros cuidados também são necessários.

Os brinquedos plásticos também devem ser devidamente higienizados, especialmente aqueles que costumam ser colocados na boca. Uma dica é limpar os resíduos de leite da boquinha do bebê depois de cada mamada, usando uma gaze e água filtrada.

Para combater o desenvolvimento do fungo na região do períneo é preciso manter arejada as áreas que são encobertas pela fralda, que devem ser sempre trocadas o mais breve possível.

Quanto tempo dura em média

O tempo que o sapinho dura nos bebês vai depender de alguns fatores. Se o sistema imunológico da criança estiver bem e ele não estiver fazendo uso de antibióticos, o desaparecimento vai ocorrer em menos tempo, um pouco mais que uma semana.

Caso contrário, pode levar mais alguns dias para desaparecer com o tratamento. Para ajudar no alívio dos sintomas evitar que o fungo continue se desenvolvendo, é preciso seguir à risca o tratamento indicado pelo pediatra.



É contagioso?

Essa infecção é altamente contagiosa. Por esse motivo, o bebê com sapinho não deve frequentar creche enquanto estiver fazendo o tratamento. Também é importante evitar que outras crianças entrem em contato com chupetas, mamadeiras ou brinquedos que são usados pelo bebê infectado.

A mãe também pode ser infectada e, por esse motivo, é fundamental sempre lavar as mãos com água e sabão após lidar com o bebê. Também deve evitar beijar a boca e mãos do bebê, além de não usar os talheres utilizados por ele.

Como limpar e cuidar da higiene

Uma forma de combater a proliferação do fungo é ferver a chupeta e mamadeira por alguns minutos, o que elimina a presença de microrganismos vivos. Também é importante fazer a higienização do mamilo da mãe, o que pode ser feito usando apenas água. Após a limpeza, seque bem e deixe a região tomar um pouco de ar antes de se vestir.

A limpeza da boca do bebê deve ser feita até os 6 meses de idade, sempre com as mãos higienizadas. Usando uma gaze ou fralda de boca limpa e molhada com água filtrada (ou água previamente fervida), enrole o dedo e passe delicadamente em toda a região da boca, o que inclui a língua, gengivas e bochechas.

Os movimentos devem ser feitos de dentro para fora, com o cuidado de não levar o dedo até o fundo da garganta do bebê, o que pode causar náusea. Isso deve ser feito algum tempo após o bebê mamar, para evitar que ele vomite por estar com a barriguinha cheia.

Além desses cuidados, é importante manter a higiene adequada do bebê, dando banhos regulares para evitar a ocorrência do sapinho na região da fralda.

como ocorre o sapinho

Sapinho em bebê cura sozinho?

Mesmo sem fazer um tratamento, o sapinho geralmente desaparece sozinho. Porém, o tempo que leva para sumir é entre 30 a 60 dias, ou seja, é bem maior do que quando tratado, o que leva cerca de uma semana.

Além disso, se não for tratado, há o risco de a infecção se espalhar lentamente pela pele e até atingir outros órgãos. Isso sem falar que pode voltar a se manifestar, já que a infecção não foi devidamente eliminada.

Remédio caseiro para sapinho em bebês

Um dos tratamentos caseiros mais usados para sapinhos em bebê é feito com o chá de romã. Isso porque a fruta contém propriedades antissépticas, o que contribui para desinfetar a boca da criança. O chá é feito usando as cascas de 1 romã e 250 ml de água.

A água deve ferver para, em seguida, as cascas de romã serem acrescentadas. Após o chá esfriar, ele deve ser aplicado na região afetada com o uso de uma gaze. Depois de agir por cerca de 10 minutos, limpe a boca com água filtrada ou ofereça água se o bebê já pode tomar. O tratamento deve ser repetido diariamente por uma semana.

receita caseira roma

É importante lembrar que qualquer tratamento deve ser feito com a autorização do pediatra e, na maioria das vezes, o uso desse remédio caseiro é feito como forma de complementar o tratamento receitado pelo profissional.

Incluir iogurtes naturais e bebidas que contêm a presença de lactobacilos vivos também ajuda a reverter o quadro de sapinho em bebê, já que esses alimentos contribuem para que a flora bocal seja equilibrada.

Tratamento

O tratamento com o uso de medicamentos para o sapinho é feito com o uso de um antifúngico, que pode ser em forma de líquido, gel ou creme. Esses medicamentos possuem como base a nistatina ou miconazol e são aplicados na região afetada da boca.

Como já foi mencionado anteriormente, é imprescindível que o uso de qualquer medicamento seja feito apenas com a indicação médica, que indicará qual o antifúngico é mais adequado.

sapinho na boca do bebê

É possível que o tratamento seja demorado, sendo importante que ele seja feito até o fim para que o problema seja resolvido completamente. Durante esse período, a área afetada não deve ser cutucada ou raspada, pois isso apenas fará com que a situação piore.

Como o sapinho pode ser transmitido de mãe para filho, ou vice-versa, é importante que a lactante fique atenta para observar se o seio está infectado. Por isso, também é possível o uso de um antifúngico para ser aplicado nos mamilos.

Seguindo o tratamento corretamente, em alguns dias os sintomas do sapinho serão minimizados, mas é importante seguir o tratamento até o fim. Dessa forma, em breve o seu bebê estará totalmente curado e você mais tranquila.

Ficou alguma dúvida sobre o tema sapinho em bebê? Deixe seu comentário que tentaremos respondê-lo o quanto antes!

Referências

bebe.abril.com.br/saude/sapinho-em-bebes-o-que-e-como-tratar-e-evitar-a-infeccao/

nursing.com.br/sapinho-na-boca-e-ligua-bebes/

https://www.tuasaude.com/sapinho-em-bebe/

pediatriavirtual.com/sapinho/

https://revistacrescer.globo.com/Bebes/Saude/noticia/2016/12/sapinho-em-bebes-entenda-o-que-e-como-evitar-e-conheca-o-tratamento.html

http://delas.ig.com.br/filhos/meubebe/como-identificar-e-tratar-o-sapinho/n1237491786304.html

Sapinho em bebê: o que é, sintomas como tratar e remédio caseiro
Avalie esta matéria!

- Publicidade -

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*