Quanto custa uma inseminação artificial em 2019?

O que é Inseminação artificial? É a técnica mais utilizada por casais que enfrentam dificuldades para ter filhos.

O método consiste em injetar os espermatozoides dentro da parede uterina e, para tal, são realizados diversos exames prévios, para conhecer qual é o impedimento para a fecundação. Os problemas mais comuns que causam a infertilidade são:

Homens com sêmen alterado: Isso quer dizer que o homem possa produzir uma quantidade inferior ao necessário de espermatozoides; espermatozoides com morfologia deficiente ou ainda com problemas de mobilidade, o que os impede de chegar ao óvulo e

Mulheres com ovulação irregular: Esse problema é acompanhado da menstruação irregular, o que pode ser causado por cistos no útero ou outro distúrbio que impede o ciclo correto.

Como funciona a inseminação artificial?

A inseminação artificial é realizada após alguns exames e preparativos: A mulher deverá utilizar medicamentos que estimulem a produção de folículos ovarianos que contenham óvulos para a fertilização.

inseminação artificial preço

Após o desenvolvimento dos folículos, o medicamento é trocado por outro que induza a ovulação, para que a fecundação seja possível.

Quando a mulher estiver em um dia de ovulação, o homem deverá coletar o sêmen em laboratório, para que esse seja analisado e, assim, poderão ser utilizados somente os espermatozoides mais fortes e com maiores chances de fecundação.

Os espermatozoides escolhidos são injetados diretamente dentro do útero.

As estatísticas revelam que entre 5 a 20% dos casais que tentam a gravidez a partir da inseminação artificial obtém sucesso e, desses casos positivos, 10% resultam em gestações de gêmeos.

A porcentagem sobe para 35 % no caso de mulheres com menos de 35 anos.

Por ser uma técnica menos invasiva, a inseminação artificial é mais barata e mais procurada do que a inseminação in vitro.

inseminação artificial como funciona

Foto: Express.hr

Quanto custa uma inseminação in vitro?

Apesar de muitas pessoas acreditarem que a inseminação artificial e a inseminação in vitro serem a mesma coisa, existem grandes diferenças entre os processos.

Ambas são assistidas por médicos especialistas da área e realizadas em laboratório, entretanto, no caso in vitro o óvulo é retirado da mulher para ser fecundado pelo espermatozoide em ambiente externo, ou seja, fora do corpo da mulher.

Após alguns dias de desenvolvimento acompanhado no laboratório, o embrião é colocado no útero da mulher, que também deve ser tratado previamente para não rejeitá-lo.

 

Os preços praticados têm uma grande variação, que podem ser afetados pela região do país, o prestígio e renome da clínica escolhida e o tipo de cobertura do plano, ou seja, se no valor estará incluído todos os hormônios e medicamentos ao serem utilizados ao longo do processo. Em 2019, a variação flutua entre R$ 5.000 e R$ 20.000, em média.

Preços praticados em 2019 no Brasil

Os valores da inseminação artificial, assim como a inseminação in vitro, têm grandes oscilações de preço de acordo com a região e clínica. A média de valores é entre R$ 5.000 e R$ 15.000, dependendo do tipo de cobertura, hormônios e medicamentos utilizados no decorrer do processo.

inseminação artificial gratuita

Foto: EnContacto

Existe inseminação artificial gratuita pelo SUS?

Desde 2009, o Ministério da Saúde aprovou esse tipo de tratamento no Sistema Único de Saúde (SUS); entretanto, o investimento financeiro só foi repassado a partir de 2012.

Para conseguir uma vaga em um dos postos com esse tipo de atendimento, o casal deverá entrar em uma fila de espera, após realizar um cadastro e triagem de perfil (são verificadas informações como idade da mulher, quantidade de abortos, se é portadora de algum tipo de doença crônica, entre outras informações que possam ser relevantes para o sucesso do tratamento).

Atualmente, sete estados brasileiros possuem centros de atendimento para inseminação artificial, sendo que em alguns postos o processo é feito integralmente e em outros de modo parcial. São eles:

-Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (Belo Horizonte/MG)
-Hospital Materno Inf. de Brasília – HMIB (Brasília/DF)
-Hospital das Clínicas (São Paulo/SP)
-Hospital das Clínicas (Porto Alegre/RS)
-Hospital de Clínicas (Goiânia/GO)
-Hospital das Clínicas FAEPA (Ribeirão Preto/SP)
-Maternidade Escola Januário Cicco (Natal/RN)
-Hospital N. Senhora da Conceição – Fêmina (Porto Alegre/RS)
-Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira – IMIP (Recife/PE)
-Centro de Referência da Saúde da Mulher São Paulo – Pérola Byington (São Paulo/SP)
-Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP (São Paulo/SP)
-Faculdade de Medicina do ABC (Santo André/SP)


    1. Avatar
      Ana Paula Fernandes 14 de junho de 2018

    Adicione um comentário

    *