Enjoo na gravidez: quando começam, quanto tempo dura e como evitar

Sofrendo com enjoo na gravidez? Saiba que esse é um dos sintomas mais relatados pelas futuras mamães e que há como amenizá-lo.


Apesar de ser o sonho de muitas mulheres, nem tudo é perfeito durante a fase de gestação. Entre as reclamações mais comuns está o enjoo na gravidez, sintoma que afeta cerca de 70% a 80% das gestantes.

Essa sensação de mal-estar é mais comum no início da gravidez, sendo um dos primeiros sinais que levam a mulher a suspeitar que está à espera de um bebê. Para aliviar o incômodo do enjoo matinal e vômitos, algumas precauções podem ser tomadas.

Descubra neste artigo tudo a respeito do enjoo na gravidez, desde as suas causas, maneiras de prevenir e quando esse sintoma tem início.

Por que ocorre o enjoo na gravidez?

O enjoo na gravidez é um sintoma muito comum nas primeiras semanas. Geralmente acompanhado de vômitos, esses enjoos são causados principalmente devido às alterações hormonais que ocorrem após o óvulo ser fecundado pelo espermatozoide.

Quando isso acontece, o organismo da mulher começa a produzir o hormônio HCG, estrogênio e a progesterona, que são essenciais para o processo de desenvolvimento do embrião. Essa concentração hormonal acaba deixando a digestão mais lenta, pois aumenta a acidez no estômago. Como resultado, ocorrem os incômodos enjoos.

Outro fator se deve ao crescimento do útero, que desloca o estômago para cima e causa a sensação de queimação na garganta. Além dos fatores biológicos, os psicológicos (normalmente relacionados à chegada do bebê) também podem resultar em enjoo na gestante, como o medo e o estresse.

É bom lembrar que, mesmo se tratando de um sintoma que pode ser muito incômodo, esses enjoos não são prejudiciais para o bebê.

Como é o enjoo de gravidez?

Apesar de ser mais frequente de manhã, o enjoo pode acontecer em qualquer momento do dia, acompanhado ou não de vômitos. Durante a gestação, tanto o olfato quanto o paladar da mulher ficam mais aguçados, o que pode fazer com que ela se sinta enjoada com aromas e alimentos.

É por essa razão que muitas vezes acontece de alimentos que eram antes adorados passarem a ser rejeitados pela gestante, enquanto alimentos que não eram considerados saborosos passam a ser desejados na gravidez.

enjoada na gravidez

O motivo dos enjoos matinais na gravidez é por que a mulher está muitas horas sem se alimentar durante a noite. Porém, ao longo do dia a sensação de enjoo e de fome podem se alternar, sendo o recomendado que a gestante sempre se alimente após o enjoo passar, o que evita que ele volte mais rápido.

Como é importante se alimentar bem e consumir a quantidade ideal de nutrientes na fase da gestação, é fundamental que a gestante faça as refeições adequadas nos momentos em que sentir um alívio nas náuseas.

Quando começam os enjoos

Os enjoos clássicos do início da gravidez geralmente começam a aparecer por volta de 5 e 6 semanas de gestação (ou seja, no segundo mês). Isso pode variar de mulher para mulher, sendo que algumas já começam a sentir um mal-estar na 2ª semana, principalmente pela manhã.

Esse sintoma pode vir isoladamente ou acompanhado de outros, como aumento da vontade de fazer xixi, cansaço e sensibilidade nos seios. O mais comum é que os enjoos fiquem mais intensos durante o 2º e o 3º mês.

Quanto tempo dura?

Na maioria dos casos, os enjoos começam a diminuir conforme a gestação avança. Quando a gravidez está no 3º semestre, essa sensação terá desaparecido completamente ou então ocorrerá ocasionalmente.

Porém, apesar de não ser muito comum, há casos onde a mulher pode ter enjoos durante toda a gestação, além de vômitos.

Se o incômodo persistir após o tempo considerado normal, principalmente se vier junto a vômitos em excesso, o recomendado é que a gestante informe ao médico para que seja verificado se não há algum problema em relação à saúde da mãe ou do bebê.

sintomas do enjoo

Enjoo no final da gravidez é sinal de parto chegando?

Ter enjoo na reta final da gravidez pode ser um sinal de que o parto se aproxima. Isso porque o corpo está se preparando para o bebê vir ao mundo, o que provoca novas alterações no corpo da mulher.

Por esse motivo, é importante prestar atenção se há outros sintomas que acompanham o enjoo nessa fase da gestação, como cólicas, diarreia e perda do tampão mucoso.

O que é bom para enjoo na gravidez?

Uma forma de evitar o enjoo matinal é comer uma bolacha do tipo cracker assim que acordar, antes de se levantar da cama. Dessa forma, o estômago não fica vazio e diminui as chances de mal-estar.

Fazer atividades físicas leves, principalmente ao ar livre, também é uma boa maneira de trazer alívio para o sintoma. O ideal é tomar líquido várias vezes ao dia, especialmente água e suco de frutas. Alimentos gordurosos, picantes ou com muitos condimentos devem ser evitados.

Usar uma pulseira anti-enjoo ajuda a reduzir o sintoma significativamente. Ela contém um botão de plástico que pressiona levemente um ponto de acupuntura, ajudando a manter o equilíbrio entre visão e audição, reduzindo o enjoo. Essa pulseira pode ser encontrada nas farmácias.

Remédio para enjoo na gravidez

Se os enjoos se tornarem muito incômodos e persistentes, é provável que a gestante precise ingerir algum medicamento para que sinta melhor. Porém, o recomendado é que sejam tomados apenas em casos de real necessidade.

Os remédios mais usados para amenizar a sensação de enjoo e os vômitos durante a gravidez são o Dramin, Meclin e o Vonau. Eles são indicados por serem os medicamentos que apresentam menos efeitos colaterais nas gestantes. Apesar disso, eles devem ser usados apenas com a prescrição de um obstetra.

dor de enjoo

Os enjoos são mais comuns no primeiro trimestre da gestação, período em que nenhum tipo de medicamento deve ser ingerido sem recomendação médica, o que pode prejudicar a formação do bebê.

Também é possível que o médico indique o uso do Plasil. Como o seu uso pode trazer riscos para a gestação, ele só deve ser utilizado nos casos em que seja realmente necessário, onde os benefícios sejam maiores do que os riscos.

Como amenizar os sintomas com receita caseira

Além dos medicamentos encontrados nas farmácias, também é possível aliviar os sintomas de enjoo e vômito com o uso de receitas caseiras fáceis e que não causam nenhum prejuízo ao bebê. Confira algumas delas:

Vinagre de maçã

receita com vinagre de maça

O vinagre de maçã contém propriedades antimicrobianas, o que ajuda a eliminar infecções que podem prejudicar a digestão. Por esse motivo, o consumo contribui para reduzir e até mesmo acabar com a sensação de náusea.



Ingredientes
  • 1 colher de sopa de vinagre de maçã
  • 1 colher de sopa de mel
  • 1 copo de água
Modo de preparo

Em um copo com água, acrescente o vinagre de maçã e o mel, misturando até ficar homogêneo. A mistura deve ser tomada em doses pequenas até que a sensação de náusea passe.

Chá de gengibre

O gengibre auxilia o processo de digestão, sendo por isso uma boa alternativa para aliviar o enjoo na gravidez. Porém, é importante lembrar que o consumo de gengibre durante a gestação deve ser feito moderadamente. Confira como preparar:

Ingredientes
  • 1 xícara de chá água
  • 1 colher de sopa de raiz de gengibre
Modo de preparo

Coloque a água para aquecer e, assim que chegar ao ponto de fervura, acrescente a raiz de gengibre. Deixe ferver por 5 minutos e desligue o fogão. O chá deve ser abafado por cerca de 10 minutos e, após amornar, consumido em pequenas doses no decorrer do dia.

Esses remédios caseiros devem ser tomados apenas se a gestante for capaz de tomá-los já que algumas podem sentir aversão a esses ingredientes durante a gestação. O ideal é que o médico seja informado antes de começar a fazer uso dessas receitas.

Muito enjoo, o que fazer?

Apesar de os enjoos serem um sintoma comum da gravidez, é preciso de atenção quando ele ocorre de forma intensa e vem junto de outros sintomas gastrointestinais, como cólicas fortes, febre e diarreia.

Se as náuseas impedem a gestante de se alimentar ou beber adequadamente, fazendo com que perca peso ou acabe ficando desidratada, também é preciso se atentar sobre a gravidade do problema e informar o médico.

Ter muito enjoo na gravidez pode ser um sinal de hiperemese gravídica, que ocorre quando a gestante vomita tudo o que come e começa a perder peso ou não consegue ganhar peso de acordo com o avanço da gestação.

por que ocorre o enjoo

Isso é provocado quando o organismo produz o hormônio HCG em alta quantidade, o que muitas vezes ocorre quando há uma gestação de gêmeos, sendo comum que os enjoos sejam mais frequentes e intensos.

Nesse caso, os sintomas não desaparecem com a ingestão de remédios e é preciso que o médico realize os exames necessários para que seja possível realizar o tratamento. O recomendado é que a gestante seja internada para receber soro e medicação administrados por via venosa.

Como evitar o enjoo na gestação

Na maioria das vezes, não há a necessidade de a gestante tomar medicamentos para acabar com os enjoos matinais. Para evitar ou minimizar essa sensação, algumas mudanças simples na alimentação e hábitos de vida podem ser realizadas, como é mostrado a seguir:

  • Uma das causas das náuseas na gestação é a fome. Por isso, para evitar o enjoo, o ideal é que a gestante se alimente quando estiver se sentindo bem, evitando deixar de comer por receio de vomitar.
  • Como o estômago da gestante passa a trabalhar em um ritmo mais lento, é preciso evitar grandes refeições, o que pode resultar na sensação de enjoo. O melhor é se alimentar de pequenas porções a cada 3 horas, o que ajuda na digestão.
  • Evite situações que provoque enjoos, como cheiros fortes. Há gestantes que se incomodam com alimentos mornos ou que estejam muito temperados. Outras causas comuns para o enjoo são andar de carro, calor ou umidade em excesso.
  • Beber água ajuda a hidratar o organismo, além de ser importante para muitas funções do nosso corpo. A falta de hidratação pode ser a causadora de náusea e vômitos, por isso é importante repor a água adequadamente.
  • No início da gestação é comum a mulher se sentir mais cansada. O ideal é evitar a fadiga, reduzindo o ritmo de atividades. Porém, não há a necessidade de ficar sedentária.

As dicas que foram citadas podem ser eficazes para a maioria das mulheres. Porém, é necessário saber identificar quais são as causas que trazem a sensação de mal-estar, o que varia de uma gestante para outra. Dessa forma, é possível evitar essas causas e ter uma gestação mais tranquila.

É normal não sentir enjoo na gravidez?

Não sentir enjoo durante a gravidez é algo normal que pode acontecer com algumas mulheres, pois esse é um sintoma que pode variar bastante. Por isso, enquanto algumas gestantes se queixam de náuseas e vômitos, outras praticamente não sentem nada.

Na teoria, uma gravidez com problemas poderia produzir uma quantidade menor de hormônios, fazendo com que a gestante apresentasse menos enjoo. Porém, o fato de não ter a sensação de mal-estar típica do início da gravidez não significa que há riscos de abortamento, como algumas pessoas acreditam.

Dor no estômago e enjoo pode ser gravidez?

dor no estomago gravidez

Assim como o enjoo, a dor de estômago é um dos sintomas que podem indicar uma gravidez em curso, o que ocorre devido às mudanças hormonais que acontecem no organismo da mulher.

Porém, não é possível afirmar que esses sintomas realmente indicam uma gravidez, já que há outros fatores que também podem provocá-los, como estresse, gastrite ou uma alimentação inadequada.

Por essa razão, caso exista a suspeita de uma gravidez, o mais indicado é que a mulher faça um teste de gravidez ou então procure um clínico geral para que seja feito o diagnóstico correto.

Como vimos, o enjoo na gravidez é um sintoma comum e que pode ser minimizado com algumas atitudes simples. O melhor a fazer é usar as dicas que foram apresentadas e esperar que essa fazer passe, o que normalmente vai acontecer conforme a gestação avança.

Referências

tudoela.com/enjoo-na-gravidez/

https://www.tuasaude.com/enjoo-na-gravidez/

trocandofraldas.com.br/remedio-natural-para-enjoo/

mdsaude.com/2010/07/enjoo-nauseas-vomitos-gravidez.html

lavembebe.com.br/blog/17-truques-para-melhorar-o-enjoo-durante-a-gravidez/

paisefilhos.uol.com.br/gravidez/veja-como-acabar-com-o-enjoo-durante-a-gestacao/

Enjoo na gravidez: quando começam, quanto tempo dura e como evitar
Avalie esta matéria!

- Publicidade -

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*