8 Atividades físicas e mentais para fazer em casa durante a gravidez

A prática de atividades físicas e mentais em casa são super indicadas para quem está grávida.

Afinal, essa fase é marcada por mudanças físicas e emocionais que podem ser muito estressantes, fazendo com que seja importante cuidar do corpo e da mente.

Nesse momento de isolamento domiciliar por conta do Covid-19 (novo coronavírus), a gestante não deve se colocar em situações de risco. Por isso, é importante que os exercícios sejam praticados no conforto do seu lar.

Leia também:Amamentação x Coronavírus: tire suas dúvidas sobre aleitamento

Para ajudar a preparar o corpo e também minimizar todo o estresse, preparamos este artigo especial. Nele apresentamos sugestões de atividades que contribuem para ter uma melhor qualidade de vida sem precisar sair da segurança da sua casa. Ficou interessada? Então continue a leitura e conheça:

8 atividades físicas e mentais para fazer em casa!

 Pilates

O pilates está entre as atividades físicas mais recomendadas e praticadas pelas gestantes. Esse exercício visa fortalecer a musculatura das pernas e braços, o que ajuda a evitar dores nas costas e também prepara a mãe para carregar o bebê.

pilates gestação

Créditos: momjunction.com

Além disso, essa atividade trabalha a respiração, contribuindo para o momento do parto. Outro benefício para o parto é o fortalecimento da região do períneo, o que também previne a incontinência urinária.

Por se tratar de um exercício que foca na respiração e concentração, ele ainda contribui para deixar a gestante mais relaxada e tranquila.

Porém, é bom frisar que o pilates deve ser feito apenas por mulheres que já praticavam essa ou outra atividade física antes de engravidar. Afinal, é um exercício que exige esforço e posturas variadas, o que pode ser difícil para as gestantes sedentárias.

Veja ainda: Pilates para Gestantes: o que é, como fazer, benefícios e quantas vezes por semana praticar

 Yoga

yoga na gravidez

Outra boa opção para as grávidas é a prática de yoga, que trabalha tanto o corpo quanto a mente. Essa atividade oriental milenar ajuda a aumentar o equilíbrio e a flexibilidade, além de tonificar os músculos, diminuindo as dores lombares.

Para a mente, as técnicas respiratórias da yoga ajudam a trazer alívio para a tensão, relaxa e reduz a ansiedade. Isso sem contar que diminui o inchaço e melhora a circulação sanguínea.

Apesar de poder ser uma prática liberada durante toda a gravidez, é indicado que as posturas mais difíceis sejam evitadas.

 Tai chi chuan

O tai chi chuan é uma atividade chinesa que colabora para o aumento do equilíbrio da gestante. Também promove o relaxamento muscular e previne sintomas comuns à gravidez, como enjoo, inchaço, insônia e fadiga.

Trata-se de uma atividade em que a respiração profunda é praticada, sendo por isso considerada uma meditação em movimento. Assim, o exercício ajuda a acalmar o sistema nervoso e digestivo, contribuindo para uma gravidez mais tranquila.

tai chi chuan gestação

Mas atenção! A partir do terceiro semestre da gravidez, é preciso tomar cuidado com os movimentos que precisam de mais equilíbrio.

 Dança

A dança é uma ótima atividade para relaxar e reduzir a sensação de ansiedade. A gestante pode praticar durante toda a gravidez e escolher suas músicas favoritas para realizar as coreografias.

Além dos benefícios para a mente, a dança ainda ajuda a manter o ganho de peso sob controle e aumenta a capacidade respiratória.

Lembrando que é preciso tomar cuidado com a falta de equilíbrio, principalmente no terceiro semestre da gestação.

 Alongamento

O alongamento tem como foco o aumento da flexibilidade muscular. Ele é recomendado para as mulheres grávidas porque ameniza o desconforto causado pelas mudanças na postura naturais da gestação.

Indicado para antes e depois das atividades físicas, o alongamento ajuda a prevenir câimbras e lesões. Isso acontece porque ele proporciona uma maior elasticidade dos músculos.

O relaxamento promovido pelo exercício ainda contribui para controlar a ansiedade. Porém, é importante que a gestante evite praticar o alongamento de maneira excessiva, o que pode levar a um estiramento.

O alongamento pode ser feito durante toda a gravidez de maneira leve, tomando mais cuidado no terceiro semestre. Afinal, nessa fase é onde as articulações da gestante se tornam mais sensíveis devido às alterações hormonais.

Ginástica localizada

A ginástica localizada consiste em uma série de movimentos leves focados em cada grupo muscular. A finalidade desse exercício é o fortalecimento das articulações e também melhoria do tônus muscular.

Eles podem ser feitos durante toda a gestação por 50 a 60 minutos, três vezes por semana. A ginástica localizada previne dores lombares, constipação e melhora o sistema respiratório da gestante, o que ajuda no momento do parto.

Confira: Sinais de perigo na ginástica durante a gravidez

Meditação

A meditação é feita concentrando-se na própria respiração e deixando todos os problemas de fora. Por isso mesmo, transmite um sentimento de calma e tranquilidade, trazendo tanto um relaxamento físico como emocional para a gestante.

Na gravidez, essa prática traz inúmeros benefícios, como melhoria na qualidade do sono, aumento da oxigenação e redução da frequência cardíaca. Além disso, ajuda a lidar melhor com a variação de humor provocada pelas mudanças hormonais.

A prática deve ser feita em um lugar tranquilo e silencioso. A gestante deve se sentar em uma posição relaxada e se concentrar apenas na respiração, inalando pelo nariz e exalando pela boca.

Leia mais: Pesquisa comprova: cuidar dos filhos cansa mais que trabalhar fora

 Musculação

A musculação é uma atividade que ajuda a fortalecer a musculatura, prevenindo a dor nas costas e também o parto prematuro. Além disso, contribui para o controle do peso da mulher e para uma recuperação mais rápida pós o parto.

Apesar dos benefícios, é importante saber que esse exercício não é indicado para as gestantes que nunca praticaram musculação. O motivo é porque isso pode acabar prejudicando o bebê.

Para as mulheres que já praticavam musculação, os exercícios devem ser feitos de maneira leve e sem esforçar a região do abdômen, pélvica ou costas. Os treinos devem ter entre 30 minutos a 1 hora, evitando os que sejam muito intensos.

Gostou de conhecer as atividades físicas e mentais para fazer em casa?  Não deixe de colocar em prática de uma maneira leve e moderada. Assim, poderá desfrutar de uma gestação mais tranquila e se preparar com mais calma para a chegada do baby.

Confira mais sobre: Musculação na gravidez