Musculação na gravidez – Pode ou não?

Se você é daquelas mamães que adora se cuidar e que está até pensando em malhar na gravidez, confira nessa matéria especial os cuidados a serem tomados.

Musculação na gravidez, pode ou não?

As atividades físicas são importantes para qualquer ser humano, inclusive para as gestantes, mas é preciso avaliar se a atividade garantirá saúde para mãe e bebê.

A musculação pode ser feita na gravidez, desde que a mãe e bebê estejam bem e que seja autorizada pelo médico, afirma a consultora esportiva Stella Krieger.

A especialista recomenda que a mamãe alie à musculação, atividades de alongamento e também exercícios aeróbicos, de modo que todo o corpo receba a atenção devida, junto a um plano de treino indicado.

A gravidez da musa fitness, Bella Falconi, que possui mais de 1 milhão de seguidores nas redes sociais, inspirou muitas mamães.

Foto: Reprodução / Instagram

A musa Fitness, Bella Falconi, ganhou apenas 8 quilos em 27 semanas de gravidez. (Foto: Reprodução / Instagram)

Durante a gestação, Bella deixou de lado as famosas anilhas de metal e passou a fazer uma série de exercícios que tem como princípio o uso do peso do próprio corpo durante os exercícios. As atividades praticadas envolviam força e flexibilidade.

A médica da Bella recomendou que ela continuasse os treinos. Dessa forma, seu corpo não sofreria mudanças por falta dos estímulos que constantemente estava tão habituada.

Leia também: Exercícios ideais para cada fase da gestação

Já o obstetra Stockler frisou que as mães devem evitar:

  • Jogar futebol.
  • Andar de cavalo.
  • Fazer escalada.

Confira no vídeo alguns exercícios elaborados pela Bella durante sua gravidez:

Na musculação, foram retirados alguns treinos para a Bella, como:

  • Atividades que a grávida ficasse deitada.
  • Abdominais – tornam-se perigosos por causa da pressão causada na região intra-abdominal.
  • Ou movimentos que exigissem equilíbrio, já que o centro de gravidade muda com o crescimento da barriga.

Quais os exercícios são autorizados?

  • Exercícios de bíceps, ombros, costas, tríceps e quadríceps.
  • Pesos de menor intensidade.

 xercitar essa região ajuda a preparar o corpo para o peso da gestação. Fortalecendo assim o tônus muscular (força), ajudando também a diminuir os desconfortos proveniente das mudanças hormonais e com as dores nas articulações.

Manter a hidratação (veja porque a hidratação é tão importante na gestação) em dia é fundamental para qualquer gestante, ainda mais para as atletas, afirmam os especialistas.

Quando saberei quando algo não está bem durante os exercícios?

Em primeiro lugar, é imprescindível que qualquer atividade física seja supervisionada por um profissional da área, além, é claro, do aval de seu obstetra.

A mamãe deve lembrar que nessa fase ela se sentirá mais cansada, naturalmente. Por isso, caso perceba sintomas como cansaço em demasia, tontura, desconforto ou fadiga, pare imediatamente as atividades e procure orientação profissional.

Todas as grávidas podem fazer musculação?

Não. As grávidas de risco, que possuam hipertensão, diabetes ou outros problemas relacionados devem manter-se dentro do requisitado pelo seu obstetra. Nesses casos especiais, a musculação pode não ser boa para mãe e bebê e por isso deve ser excluída ou substituída por outra atividade.

Gostou da matéria? Veja então Exercícios físicos preparatórios para o nascimento do bebê.