Pilates para Gestantes: o que é, como fazer, benefícios e quantas vezes por semana praticar

O Pilates é uma excelente forma de manter a mente e o corpo estimulados durante a gestação, criando uma rotina saudável para a mamãe e o bebê


pilates para gestantes

Durante a gestação, são várias as mudanças que o corpo enfrenta, sendo elas físicas, hormonais e emocionais. Especialmente em relação às alterações físicas, sintomas como a dor nas costas podem ser minimizados quando a mulher se dedica à prática de pilates para gestantes.

Essa atividade física contribui para diminuir os motivos de queixas mais comuns causados pelas mudanças na postura, trazendo alívio e disposição para se dedicar às atividades do dia a dia.

Conheça mais sobre o pilates e seus benefícios para as mulheres antes, durante e após a gravidez. Além disso, entenda também o que é preciso para se tornar um profissional nessa área tão promissora.

O que é Pilates?

O pilates é um tipo de atividade física que tem como finalidade o fortalecimento da musculatura e o aumento da flexibilidade do corpo, proporcionando uma melhor postura e um maior controle muscular. Por se tratar de um exercício individualizado, o piltaes atualmente é considerado uma terapia.

A técnica de pilates apresenta uma grande variedade de exercícios, que são feitos com o uso de aparelhos e acessórios, de acordo com o exercício realizado. O pilates oferece uma conscientização corporal e contribui para que os músculos do corpo sejam alongados, ampliando a mobilidade das articulações.

Os movimentos são feitos de forma suave e fluente, trabalhando o corpo de dentro para fora, o que ajuda a construir uma postura correta, tornando o corpo mais forte, saudável e bonito. Essa atividade não resulta em desgaste físico e oferece resultados duradouros, que podem ser evidenciados em pouco tempo.

Pilates para gestantes

Apesar de ser cada vez mais comum, o pilates para gestantes ainda causa dúvidas para quem deseja praticar essa atividade, pois o professor escolhido deve oferecer todo o apoio e direcionamento para que os objetivos sejam alcançados.

O aumento do peso ocorre conforme a gestação avança e leva o corpo a se adaptar, fazendo com que seja alterado o centro de gravidade e a rotação da pelve, além de aumentar a elasticidade dos ligamentos e da curvatura lombar. Essas mudanças são naturais e acompanham toda o período da gestação, provocando uma série de incômodos para a mulher.

Devido a essas mudanças que o corpo passa durante a gravidez, permitindo que o bebê se adapte dentro do útero conforme cresce, é comum que as gestantes experimentem diversas sensações de dor. Isso é causado principalmente por conta da mudança do centro de gravidade.

Quando não há um preparo das estruturas corporais para essa sobrecarga, resulta em reações na região lombar, o que pode também ser provocado por tensões musculares. Por conta disso, a prática de pilates contribui para que o corpo se adapte da melhor maneira à nova forma adquirida, além de preparar os músculos para o momento do nascimento do bebê.

pilates e gravidez

O pilates não oferece risco para a gestante ou para o bebê, já que os aparelhos protegem de lesões. Dessa forma, os exercícios podem ser praticados desde o início da gravidez, ou até mesmo antes de engravidar, de forma a tonificar e fortificar a musculatura.

Quando a mulher planeja engravidar, o ideal é que ela prepare o seu corpo para a gestação, o que ajuda a diminuir os desconfortos comuns nessa fase. Por esse motivo, a prática de pilates antes de engravidar é muito recomendada para proteger o corpo das mudanças causadas durante a gestação.

Benefícios do pilates para gestante

Os exercícios para gestantes devem ter o foco no fortalecimento das costas e também dos músculos pélvicos, já que é normal que eles fiquem mais enfraquecidos durante a gravidez. Com o fortalecimento dos músculos, a dor nas costas da gestante diminui, permitindo que ela se movimente com maior facilidade, o que aumenta a sua disposição.

Devido à concentração necessária para fazer os exercícios, ajuda a reduzir o estresse, fazendo com que a aluna tenha total consciência do corpo. Isso também ajuda a evitar posturas que não são adequadas evitando assim o desgaste do corpo desnecessariamente.

A prática de pilates traz inúmeros benefícios para a mulher durante toda a gravidez, além de também tornar o parto normal mais fácil.  Entre esses benefícios se encontram os seguintes:

  • Melhora a postura
  • Reduz a sensação de dor e desconforto nas costas
  • Ajuda no suporte do peso da barriga
  • Melhora a circulação sanguínea e alivia a tensão nervosa
  • Combate o inchaço e câimbras
  • Diminui a ansiedade
  • Reduz a incontinência urinária na gestação
  • Melhora o condicionamento físico
  • Reduz o estresse e insônia
  • Diminui risco de diabete gestacional e hipertensão
  • Evita complicações pós-parto

Como já foi citado, os exercícios de piltaes favorece o trabalho de parto. Isso acontece porque sua prática facilita o relaxamento e estiramento dos músculos do assoalho pélvico (que se localizam abaixo da pelve), o que também contribui para a recuperação no pós-parto.

exercicios de pilates para gravidas

Importância para a mamãe e o bebê

Com o pilates, a gestante aprende a respirar melhor, o que é muito indicado para o momento das contrações e também na hora do parto. Como há o fortalecimento da musculatura abdominal, fica mais fácil empurrar o bebê. Além disso, a sua passagem pelo canal da vagia também é facilitado com o relaxamento do assoalho pélvico

Ao praticar pilates regularmente, não é apenas a mãe que se beneficia dos exercícios, mas também o bebê em seu ventre. Isso porque os exercícios fazem com que seja a aumentada a oxigenação do bebê, diminuindo a quantidade de cortisol concentrado na corrente sanguínea da mãe, deixando assim o bebê mais calmo.

Sem tempo para sair de casa e praticar? Faça um Curso online de Pilates. Recomendamos um curso online que nossas leitoras estão amando! 

pilates beneficios

Além disso, ele acaba recebendo o hormônio endorfina através da placenta, o que também contribui para deixar o bebê mais relaxado e tranquilo. E o melhor de tudo é que isso acontece não apenas nos momentos em que a mãe pratica os exercícios, mas também no dia a dia.

Outro ponto positivo é que as aulas são prazerosas e proporcionam mais autoestima para a mulher, que está passando por um período de muitas mudanças. Os movimentos e alongamentos ainda ajudam a aluna a ficar mais relaxada, trazendo uma sensação de bem-estar.

Após o nascimento do bebê, a cicatrização é mais rápida para a praticante de pilates e ela tem maior facilidade para retornar ao seu peso normal. Ao contrário do que alguns possam imaginar, é importante entender que os exercícios não interferem na amamentação, ou seja, não diminuem a quantidade ou a qualidade do leite produzido pela mãe.

Aplicação do Pilates ao longo da gestação:

Os exercícios de piltaes respeita a individualidade e condição física da gestante, fazendo com que a prática seja mais segura. O tipo de exercício também varia de acordo com o trimestre da gravidez, devendo ser orientado pelo instrutor:

Pilates no 1º Trimestre 

No primeiro trimestre, não são todas as mulheres que são liberadas pelo médico para a prática de pilates. Mesmo se tratando de uma prática completamente segura, inclusive para as mulheres que são sedentárias sedentárias, é importante respeitar a opinião do médico.

Quem já era praticante antes da gravidez pode seguir com os exercícios, mas deve evitar aqueles que trazem o risco de queda. Exercícios mais intensos também devem ser evitados, lembrando que nessa fase estão se formando os sistemas do bebê e consiste no período onde os abortos espontâneos são mais comuns.

pilates no 1 trimestre



Pilates no 2º Trimestre 

O segundo semestre é o período onde a maior parte dos médicos libera a prática de pilates para gestantes. Nessa etapa, os exercícios são focados para ajudar a evitar a retenção de líquido e melhorar a circulação, além de fortalecer a musculatura e cuidar da postura.

Como os músculos e ligamentos começam a ficar mais frouxos nesse trimestre (o que ocorre devido ao hormônio relaxina), é preciso ter cuidado especial em relação aos alongamentos.

Pilates no 3º Trimestre 

A partir do terceiro semestre, há o deslocamento natural do centro de gravidade por conta doo aumento do peso e volume, o que aumenta a mudança da postura.

Também é importante dar atenção para os exercícios que ajudam a estimular a abertura da pelve e promovem o relaxamento do assoalho pélvico, de forma a incentivar o parto normal.

Cuidados para as grávidas querem praticar pilates 

Os exercícios devem ser feitos sempre com a liberação do médico e de acordo com a fase da gestação, o que vale principalmente para quem nunca praticou pilates. No primeiro semestre, a gravidez pode provocar a sensação de enjoo e indisposição, sendo recomendado a prática de forma mais leve.

Conforme os meses passam, a gestante adquire uma melhor consciência corporal e facilidade em executar os movimentos passados pelo instrutor. Entretanto, mesmo assim não deve deixar de respeitar os limites do próprio corpo.

Por isso, se sentir algum sintoma antes ou durante a prática, como falta de ar ou batimento cardíaco acelerado, o mais indicado é suspender a realização dos exercícios.

Exercícios recomendados para grávidas

Os exercícios de pilates para gestantes podem ser feitos com o uso de aparelhos ou acessórios, como bolas e faixas elásticas. Os movimentos são executados com a posição de pé, sentada ou ajoelhada, trabalhando com alongamento e exercícios respiratórios. É importante que os movimentos sejam feitos inspirando e expirando suavemente, sempre seguindo a indicação do instrutor.

O ideal é que as aulas sejam feitas uma ou das vezes por semana, com o tempo que pode variar de 30 minutos a 1 hora, o que vai depender do direcionamento do instrutor e também do condicionamento físico da mulher.

Mesmo com todos os benefícios do pilates para gestantes, a prática só deve ser iniciada após o consentimento do obstetra. Além disso, é necessária uma avaliação física profissional para que seja possível identificar as limitações e restrições da gestante.

Pilates com bola

importancia do pilates

Exercícios com a bola são os mais indicados na prática com gestantes. Para diminuir o inchaço nas pernas, a gestante deve se deitar com as pernas esticadas, apoiando os tornozelos na bola. Em seguida, basta esticar a ponta dos pés e depois flexioná-los para cima, repetindo o movimento por cinco vezes.

Para relaxar o assolho pélvico, o exercício indicado é feito com a gestante sentada sobre a bola, mantendo as pernas separadas e flexionadas. Em seguida, faz-se o movimento dos quadris para frente, trás e lados, sempre relaxada. Ao fazer os movimentos (cinco vezes de cada lado), deve-se contrair e relaxar o assoalho pélvico, como se estivesse segurando e soltando o xixi.

Contraindicação

Se tanto a mãe quanto o bebê estiverem saudáveis, não há uma contraindicação específica que impede a prática de pilates, pois os riscos são praticamente nulos, desde que os exercícios sejam feitos com a supervisão de um profissional experiente em trabalhar com gestantes.

Porém, é preciso dar a devida atenção para alguns sinais que indicam que pode não ser o melhor momento para fazer os exercícios, como:

  • Falta de ar
  • Dores abdominais
  • Sangramento vaginal
  • Dores no peito
  • Contrações fortes
  • Coração acelerado

Caso exista o risco de aborto ou se foi detectado pré-eclâmpsia ou outro tipo de complicação, a gestante não deve fazer nenhum tipo de atividade física, pois isso pode comprometer a saúde da mãe e do bebê.

curso de pilates para gestantes

Curso de pilates para gestantes

O instrutor de pilates para gestantes deve entender que é fundamental saber quando e como realizar determinado exercício, bem como identificar quais são os movimentos indicados para cada fase da gestação. Afinal, é preciso lembrar que não é apenas a saúde da mãe que está em jogo, mas também a do bebê que ela carrega em seu ventre.

Por isso, para dominar essa área e ter mais confiança em trabalhar com gestantes, o mais indicado é fazer um curso que seja direcionado para essa finalidade. O curso online Pilates para Gestantes foi elaborado por profissionais da área e oferece todo o conhecimento necessário, apresentando os principais conceitos e esclarecendo todas as dúvidas.

O curso tem a vantagem de ser online, ou seja, é possível assistir as aulas onde, quando e quantas vezes quiser. Isso sem contar que, após assistir todas as aulas, é disponibilizado o certificado.

Para não deixar passar essa oportunidade e saber mais a respeito desse curso imperdível, é só clicar no seguinte link Pilates Para Gestantes clicar no botão abaixo para saber mais sobre curso super recomendado.

curso de pilates online

Pilates para Gestantes: o que é, como fazer, benefícios e quantas vezes por semana praticar
Avalie esta matéria!

- Publicidade -

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*