Trombose na Gravidez – Tire suas dúvidas

A trombose é um problema grave que pode surgir em mulheres gravidas. Veja a seguir tudo o que você precisa saber sobre o assunto, inclusive como preveni-la:

A trombose

A trombose é caracterizada pela formação de um coágulo de sangue em uma veia ou artéria, o que impede o fluxo sanguíneo. Durante a gestação, a trombose é rara mas pode acontecer. Os tipos mais frequentes são a trombose que afeta as pernas; nas hemorróidas que surgem com o parto ou com o aumento de peso; na placenta, que pode levar ao aborto; ou no cérebro.

Leia ainda: Primeiros sinais de uma gravidez

Foto: realexpresso.

Foto: realexpresso.

Fatores de risco

Na gravidez, a trombose é mais comum em mulheres com mais de 35 anos que tiveram o problema em gestações anteriores. Outros fatores de risco são histórico de trombose na família, gravidez múltipla e excesso de peso.

Sintomas

Alguns dos sintomas da trombose são: dor na perna, principalmente ao andar ou quando se coloca os pés para cima; pernas inchadas e vermelhas; veias mais aparentes; temperatura da pele elevada.

Como tratar?

O diagnóstico é feito por ultrassom. O tratamento durante a gestação deve ser feito pelo obstetra com injeções de anticoagulantes, que acabam com o coágulo e evitam que novos apareçam.

O tratamento deve ser iniciado quando for confirmada a suspeita de coágulo e prosseguir até a sexta semana após o parto. É que durante o parto, seja ele normal ou cesárea, as veias da região abdominal podem sofrer lesões, que podem, por sua vez, dar origem a novos coágulos.

Evitando a trombose

Para evitar, cuidados simples são eficazes. Alguns deles são o uso das meias de compressão desde o começo da gestação; a alimentação saudável e equilibrada, repleta de fibras e com pouca gordura; a ingestão de água em quantidade adequada. Além disso, a mulher deve evitar ficar longos períodos em pé ou com as pernas cruzadas e não fumar ou ficar próxima a fumantes.