Search
Search
X

Puerpério: O que é e quais suas complicações

Sabia que após o parto a mulher passa por uma fase chamada puerpério? Mas o que é puerpério?

O puerpério é o período pós-parto, que começa após a saída da placenta (logo, no nascimento do bebê) e termina quando a mulher reinicia o processo de ovulação. Durante essa fase, a mulher é chamada de puérpera e passa por grandes mudanças físicas e psicológicas, pois é o período em que se recupera do parto e o corpo tende a voltar a ser como antes da gestação.

Como durante esse período o corpo passa por significativas transformações hormonais, é comum a mulher sentir-se extremamente cansada, melancólica (o chamado baby blues) e insegura. Além de todas as novas sensações que chegam com a maternidade, a amamentação também pode trazer desconfortos como a fissura dos mamilos e o medo de não produzir leite suficiente para alimentar o bebê de forma satisfatória.

Todos esses receios e sentimentos são comuns e temporários, assim como o puerpério. O lóquio, que é o sangramento que se assemelha a menstruação, também se inicia durante essa fase. Após os primeiros dias de fluxo intenso, o líquido vai mudando de cor, tonando-se castanho até, nos últimos dias, ficar branco ou amarelado e em pequena quantidade, até desaparecer por completo. Estima-se um prazo de 10 a 15 dias para cessar definitivamente.

Complicações no puerpério

o que é puerpério

As complicações mais comuns durante esse período são as hemorragias, que podem ser acontecer tanto após partos normais quanto cesarianas.

Elas podem ocorrer devido a rupturas de vasos sanguíneos, fragmentos de placenta, entre outros motivos, mas na maioria dos casos, a hemorragia tende a cessar após alguns dias, naturalmente e sem nenhum tipo de tratamento, apenas com a observação do fluxo sanguíneo.

Outra complicação que pode ocorrer é a contração de infecções, que podem ocorrer durante a ruptura da bolsa, longos trabalhos de parto ou durante a cirurgia cesariana. Nesses casos, o principal sintoma é febre acima de 38°C, que pode vir acompanhada de calafrios. As infecções geralmente são percebidas ainda nas primeiras horas após o parto, então as providências e tratamentos são feitos ainda no hospital; entretanto, caso a mulher perceba os sintomas em casa, deve entrar em contato com o médico para que esse realize exames e verifique o processo de recuperação da mulher.

A incontinência urinária também é comum durante o puerpério, pois com a passagem do bebê e o grande esforça físico, a mulher pode ter dificuldades em controlar a saída do xixi; contudo, esse problema tende a ser resolvido com exercícios físicos para fortalecimento da musculatura do períneo ou fisioterapia, sem necessidade de tratamentos invasivos ou medicamentos.

puerpério imediato

Foto: Picssr

Puerpério imediato

O puerpério é dividido em quatro fases (alguns médicos consideram apenas as três primeiras):



Puerpério imediato: Tem duração de duas a quatro horas após o parto, logo após a saída da placenta. Nessa fase, a mulher fica em constante observação sobre a sua recuperação inicial, com verificação dos sinais vitais periodicamente. É nesse período que a mulher tem as sensações mais intensas e uma grande alteração hormonal.
Puerpério mediato: A partir do puerpério imediato até o décimo É nessa fase que útero retorna ao tamanho normal e inicia-se a saída do lóquio.
Puerpério tardio (do décimo ao quadragésimo quinto dia). É o período de maior recuperação da mulher, quando começa a se acostumar aos poucos com as mudanças. Ainda precisa de alguns cuidados.
Puerpério remoto (a partir do quadragésimo quinto dia, até o retorno da ovulação).

Quanto tempo dura o puerpério?

puerpério o que é

Foto: Ntdtv

O tempo de puerpério é diretamente influenciado pela amamentação. Caso a mulher não amamente, o puerpério pode durar de seis a oito semanas; para as mães que amamentam, pode durar de seis até oito meses, dependendo da quantidade de mamadas.

Como cada mulher pode reagir a todas essas mudanças de uma forma específica, é sempre importante passar por consultas médicas para verificar a sua recuperação, conversar sobre qualquer sintoma atípico que perceba e, também, sobre métodos contraceptivos. Além dos cuidados físicos, também é extremamente importante sentir-se à vontade para conversar com um psicólogo ou pessoa próxima sobre as suas impressões com relação às mudanças que ocorreram e suas percepções, para que a mulher possa ficar completamente saudável e feliz com a maternidade e sua nova vida.

Puerpério: O que é e quais suas complicações
Avalie esta matéria!






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*