Prolactina Alta: o que é, para que serve, engorda? Como baixar?

Em algumas situações a prolactina alta no sangue pode ter relação com o uso de hipotireoidismo, remédios ou até mesmo tumor na hipófise.

Entenda a seguir como a prolactina alta pode dificultar a gravidez e se ela possui alguma relação com o ganho de peso.

Conheça também as causas, sintomas, tratamentos indicados para baixar os níveis de prolactina no organismo e detalhes sobre o exame.

O que é prolactina?

A prolactina é um hormônio produzido por uma glândula chamada hipófise, localizada no cérebro, que tem como função estimular a produção do leite materno. Assim que o bebê nasce, o corpo envia um sinal para a hipófise, indicando que a amamentação já pode iniciar.

Durante a gestação, o efeito da prolactina é bloqueado por outro hormônio, o estrogênio, motivo pelo qual a mulher não produz leite nesse período. A produção de estrogênio diminui após o parto, o que permite que a prolactina possa desempenhar a sua função na lactação.

Há casos onde pode ocorrer o envio de sinais à hipófise para iniciar a produção de prolactina sem a mulher ter dado à luz e, por esse motivo, algumas mulheres acabam produzindo leite durante algum momento do ciclo.

Função do hormônio

A função principal da prolactina é realizar o estímulo na produção do leite materno após o parto. Esse hormônio também desempenha um importante papel para o desenvolvimento das mamas, para que elas estejam preparadas para produzir o leite quando o bebê nascer.

prolactina alta

Alguns sintomas da prolactina alta são: dor de cabeça e alterações na visão. (Foto: Livestrong)

Além da função na lactação, a prolactina também participa de outros importantes processos no organismo (tanto nas mulheres como nos homens), como na produção de células sanguíneas, processo de cicatrização, sistema imunológico, etc. Esse hormônio está relacionado à regulação da menstruação e auxilia no controle de outros hormônios femininos.

A prolactina também atua como regulador da função sexual, sendo importante para os orgasmos femininos e masculinos, promovendo também a sensação de bem-estar após o sexo. Já o excesso de prolactina tem ligação direta com a disfunção sexual e a perda da libido.

Valores de referência

A secreção da prolactina é de cerca de 400 microgramas/dia. Em geral, esses valores no sangue são de 13 ng/mL para mulheres e, nos homens, 5 ng/mL, sendo o limite acima considerados normais de 15 a 25 ng/mL.

Ou seja, se os valores estiverem acima de 25 ng/mL, há um excesso de prolactina (Hiperprolactinemia), cuja causa deve ser investigada.

No entanto, como os valores podem variar de um laboratório para o outro (pois a forma de realizar o exame pode ser diferente) é preciso observar quais são os valores de referência no local onde o exame será realizado.

Paciente Valores de referência Situação
Mulheres 2.83 a 25ng/mL Normal
Homens 2.1 a 19ng/mL Normal
Gestantes 5.3 a 215.0 ng/mL Normal

Causas da prolactina elevada 

Como a produção da prolactina tem relação com a gravidez, a alta quantidade desse hormônio no sangue pode ser o sinal que há um bebê a caminho. Porém, os motivos que causam essa elevação podem variar, sendo os mais comum o stress e o uso de medicamentos que provocam algum efeito sobre a hipófise, fazendo com que ela produza a prolactina.

Remédio para prolactina alta

(Foto: Top Doctors)

Entras as causas relacionadas à prolactina elevada estão:

  • Gravidez ou amamentação
  • Exercício físico intenso
  • Stress psicológico
  • Hipertiroidismo primário
  • Uso de medicamentos antidepressivos
  • Estimulação mamária
  • Uso de remédios para enjoo, alergia, anestesia, convulsão, pressão alta

Prolactina alta x gravidez: sintomas

O aumento da prolactina pode resultar na produção de leite no momento errado e, inclusive, provocar a falta da menstruação. Por isso, mulheres que apresentam um alto índice de prolactina não conseguem engravidar, pois deixam de ovular.

Quando há o aumento na produção de prolactina, alguns sintomas podem ser percebidos, como é mostrado a seguir:

  • Saída de leite involuntária pelas mamas
  • Infertilidade
  • Dores durante o ato sexual
  • Perda da libido
  • Ausência de menstruação
  • Aumento do tempo entre uma menstruação e outra
  • Redução da massa óssea
  • Diminuição da massa muscular
  • Baixo crescimento de pelos

Exame: Para que serve? 

O exame para prolactina é feito através da coleta de sangue. A paciente deve estar em jejum e é necessário um repouso de, no mínimo, meia hora para que o hormônio se estabilize no corpo.

O exame é feito para que seja possível dosar a quantidade de hormônio que o organismo está produzindo. Com os resultados pode-se avaliar a presença de alguma patologia associada a interferência na produção desse hormônio.

Prolactina alta engorda

(Foto: Healthline)

No caso de valores abaixo do normal, o provável é que seja devido ao uso de certos medicamentos, como Metildopa. Se o valor estiver acima de 100ng/mL, é possível que tenha como causa um tumor benigno de hipófise, que será tratado de acordo com a recomendação do médico.

Como baixar os níveis para engravidar?

O tratamento para normalizar os níveis de prolactina é indicado para casos onde os sintomas acabam prejudicando a vida da mulher ou quando o casal deseja engravidar. Isso porque tanto o homem como a mulher podem sofrer de uma infertilidade momentânea por conta do aumento da prolactina. Além disso, os altos níveis também podem resultar em um aborto espontâneo.

Se a causa do aumento da prolactina for por medicação que está sendo tomada, basta deixar de tomar o remédio para que os níveis voltem ao normal. Porém, se o aumento for natural do corpo, é preciso adequar os níveis com o uso de medicamentos prescritos pelo médico.

Prolactina alta engorda?

Muitas mulheres tem dúvida se a prolactina alta engorda, mas é importante dizer que ela não provoca o ganho de peso. Se isso acontecer é preciso que o médico verifique se a causa está relacionada aos medicamentos que estão sendo usados.

Como cada organismo funciona de um jeito, é possível haver uma reação adversa, resultando no aumento de peso. Por isso é importante que o tratamento seja sempre acompanhado por um profissional da área.

Remédio para prolactina alta

Os medicamentos indicados para baixar os valores da prolactina são o Dositinex ou Parlodel. Se os níveis altos forem provocados por um tumor, o tratamento deve ser feito com cabergolina e bromocriptina, que geralmente reduzem o seu tamanho. Apenas em alguns casos é necessário que a paciente seja submetida a uma cirurgia hipofisária ou radioterapia.

Apesar de não ser fácil baixar os níveis de prolactina com remédios naturais, alguns chás podem contribuir, como o vitex, que também pode ser consumida em cápsulas. Essa planta é conhecida como uma grande aliada para a fertilidade feminina e pode ser encontrado em lojas de produtos naturais ou em sites especializados na internet.


  • Adicione um comentário

    *