Como saber se o cocô do bebê está normal?

A tarefa de ser mãe é uma dádiva que você recebeu nestes últimos tempos, não é verdade? E junto com essa tarefa vieram também várias preocupações e dúvidas, inclusive sobre os tipos de cocô que seu bebezinho vem fazendo.

Para lhe ajudar, conheça algumas dicas de como saber se o cocô do seu bebê está normal.

O cocô do recém-nascido

Quando você ainda está no hospital, ao limpar pela primeira vez seu bebezinho, você poderá achar estranho o tipo de cocô – meio esverdeado ou preto e gosmento. Essas primeiras fezes chamam-se mecônio e não cheiram mal.

Na amamentação

Nessa fase o cocô do seu bebê será bem mais líquido e com uns pedacinhos mais durinhos. Agora você já vai sentir um cheirinho nesse cocô, mas nada que uma mãe não suporte. A cor ainda será mais voltada para o lado esverdeado.

Leite artificial

Se o seu bebê toma leite artificial o cocozinho dele será mais pegajoso, tendo o tom voltado para a cor marrom e o cheiro ainda será suave. Até então nada para você ficar preocupada.

Fórmulas com ferro

Cocô bem verde escuro é normal, se ele estiver tomando uma fórmula que contém ferro. Agora, se ele não estiver tomando nada disso e o cocô tiver essa tonalidade, é importante você informar ao pediatra, para que ele avalie se está tudo normal com a criança.

Hora da papinha

Oh! Nessa fase o cocô do seu bebê já está com um cheirinho bem mais forte. Não se espante, é sinal de que ele está comendo bem as papinhas e a digestão está indo bem, o resultado disso é, além do cheiro, também um cocô mais pastoso e amarronzado.

Pedacinhos de comida

Está assustada? Relaxe! Os pedaços de comida no cocô é porque o intestino do pequenino faz a digestão bem rápida e às vezes não deixa a comida ser digerida direito. Porém, se persistir por vários dias esse tipo de cocô fale com seu médico para que ele cheque se o intestino do bebê está funcionando corretamente.

O cocô bolinha

O cocô bolinha é bem durinho e machuca o ânus do bebê quando está saindo e pode sair até meio sujo de sangue.

Se acontecer de forma constante procure o pediatra, pois ele pode estar sofrendo de intolerância ao leite ou de prisão de ventre, devido à ingestão de outros alimentos.

Mais tranquila agora?

Portanto, desfrute sempre dessa linda caminhada que é ser mãe.