Prisão de ventre na gravidez: o que fazer?

O corpo da mulher passa por constantes alterações durante a gravidez. Dentre os efeitos, a prisão de ventre na gravidez está entre as mais comuns e recorrentes, pois o crescimento do útero faz com que o estômago e o intestino sejam comprimidos e alterem o seu funcionamento normal, o que torna a digestão mais lenta e o intestino preguiçoso.

As alterações hormonais também influenciam no regulamento intestinal, além dos suplementos de ferro também dificultarem o processo digestivo.

Sintomas da prisão de ventre na gravidez

Os sintomas mais comuns de prisão de ventre são o desconforto abdominal, dores na região do estômago, gases, inchaço na região do abdômen e cólicas.

Prisão de ventre na gravidez o que fazer

Caso a prisão de ventre não seja tratada, poderá ter como consequência as hemorroidas, que geram desconforto, coceira e ardência na região anorretal.

Prisão de ventre na gravidez prejudica o bebê?

A prisão de ventre na gravidez não prejudica o bebê, entretanto, caso os sintomas sejam acompanhados de náuseas ou dores abdominais intensas ou de apenas um lado, o ideal é consultar o médico obstetra.

Qual remédio tomar?

Todo medicamento, durante a gestação, deve ser indicado somente pelo médico, pois a automedicação pode traze riscos tanto para a gestante como para o bebê.

O mais indicado para tratar a prisão de ventre durante a gravidez é o consumo de alimentos ricos em água, como o tomate e a melancia, e os ricos em fibras, como cereais, legumes e vários tipos de frutas (a ameixa preta é a fruta mais indicada, pois contém uma substância chamada sorbitol, que é considerada um laxante natural).

Evitar alimentos gordurosos e condimentados em excesso é aconselhável. A ingestão de no mínimo 1,5l de água, somado a outros líquidos, também é importante para o correto funcionamento do intestino. Por fim, atividades físicas moderadas, como caminhadas leves e hidroginástica, também auxiliam no regulamento intestinal.

prisão ventre inicio gravidez

Prisão de ventre e gases no início da gravidez

O aumento da progesterona, que é um hormônio produzido principalmente no ovário, faz com que a quantidade de gases no organismo aumente e gere o desconforto abdominal, além de ser um dos motivos para a prisão de ventre.

Como esse hormônio é produzido em grande quantidade no início da gravidez, e comum que a mulher perceba o desconforto já nas primeiras semanas, e infelizmente o problema tende a persistir durante toda a gestação, já que outros motivos, como o aumento de peso e o tamanho da barriga, também auxiliam na alteração do organismo e, consequentemente, na disfunção intestinal.

Por isso, é importante que a gestante mantenha hábitos alimentares saudáveis desde o primeiro trimestre e que permaneça ativa, mesmo que com atividades físicas leves, para inibir o desconforto.

prisão de ventre na gravidez que remedio tomar

Foto: Beslenme Spor

Supositório na gravidez

Supositórios e laxantes, como quaisquer outros medicamentos a serem utilizados durante a gravidez, devem ser prescritos somente pelo médico. Geralmente, a indicação é feita caso a mulher já esteja há alguns dias sem defecar ou se estiver sentindo dores abdominais, mas a ministração do remédio deve ser feita de modo esporádico, visto que o organismo pode se acostumar com o auxílio do medicamento e o uso se tornar recorrente.

Dentre os tipos de supositórios, o mais indicado para prisão de ventre na gravidez é o que tem a glicerina como base, pois esses umedecem as fezes e auxiliam em sua eliminação.

Avalie esta matéria!

  • Adicione um comentário

    *