Posso tomar vinho amamentando?

Consumo de vinho durante a gestação é uma das grandes dúvidas para as mamães que amamentam. Posso tomar vinho amamentando? Isso irá prejudicar meu bebê? Veja os principais cuidados desta fase.

A ingestão de vinho durante a gestação e a amamentação é um tema controverso e gera muitas discussões no meio acadêmico e científico. Alguns especialistas acreditam que faz bem e outros abominam a prática. Justamente por não haver um consenso, a nutricionista Cristiane Abreu sugere às suas pacientes que evite a ingestão de qualquer bebida alcoólica durante a gravidez e também no período em que estiver amamentando.

“O consumo de vinho durante a gestação deve ser evitado, pois mesmo o vinho sendo uma bebida funcional – que possui diversas substâncias benéficas para o organismo, quando consumido em quantidade adequada –, também possui álcool em sua composição, que, depois de ingerido, ultrapassa a placenta expondo o feto à mesma concentração de álcool ingerido pela mãe”, afirma Cristiane. “O que acontece é que esse feto ainda não possui enzimas para sua degradação, o que pode levá-lo a diversas doenças como, má-formação fetal, anomalias físicas, abortos e problemas no crescimento, entre outros.”

Foto: Parents

Foto: Parents

Vinho auxilia na produção de leite?

Segundo a nutricionista não. É mais um mito.

“Muitas pessoas acreditam que durante a amamentação o consumo de vinho possa ajudar na produção de leite. Porém, não existem estudos científicos que comprovem isso”, ressalta a especialista. “Por outro lado, alguns estudos demonstraram que há diminuição de dois importantes hormônios responsáveis pela produção do leite materno, a ocitocina e a prolactina, quando a mãe faz consumo de álcool.”

Foto: Aftonbladet

Foto: Aftonbladet

A ocitocina estimula a contração das células musculares, expulsando o líquido (leite) para fora dos alvéolos. Além disso, esse hormônio auxilia na contração do músculo do útero durante o parto e após o nascimento do bebê.

A prolactina, também conhecida como hormônio materno, e liberada a partir do cérebro para a corrente sanguínea da mãe, faz as células alveolares reagirem produzindo o leite.

Tendo em vista que uma boa amamentação esteja diretamente ligada a esses dois hormônios – que trabalham na produção e no encaminhamento do leite à mama – o ideal é não fazer uso de nenhum tipo de bebida alcoólica buscando com isso não ter diminuição da ocitocina e da prolactina.

“Ainda não há consenso sobre a quantidade de álcool ingerido que cause esses problemas citados. Então, a dica é: se for consumir vinho amamentando, que seja em pouca quantidade e que espere algumas horas  antes de alimentar seu bebê. Ou então, que retire o leite antes do consumo da bebida”, aconselha a nutricionista.


  • Add Your Comment

    *