Meu bebê ronca, o que pode ser?

You are currently viewing Meu bebê ronca, o que pode ser?

Para muitas pessoas, o fato de o bebê roncar é algo completamente esquisito, e realmente deve ser assim. O ronco dos bebês não é normal, e deve ser acompanhado por um especialista.

É normal bebê roncar?

As mães que têm bebês que roncam geralmente associam o fenômeno ao cansaço de um dia de brincadeiras ou baba no travesseiro, mas isso não é normal. Hoje a ciência já sabe que os bebês que roncam serão adultos que continuarão roncando, o que pode indicar problemas.

 Leia ainda: Incômodos normais no fim da gestação

O que causa o ronco?

A maioria dos casos ocorre por obstrução ou não desenvolvimento da passagem do ar pela via aérea, que começa no nariz, mas muitas outras podem ser as explicações.

Até os dois anos de idade do bebê os roncos com a boca fechada podem indicar que a cartilagem da laringe é fraca, o chamado laringomalácia. Cada caso é um caso, e alguns são solucionados com acompanhamento médico e outros com rápida cirurgia.

Quando a criança completa um ano de vida, roncos provocados por adenóides ou amígdalas grandes podem aparecer. A adenóide só pode ser vista com a realização de uma endoscopia nasal ou raio x digital, e geralmente está acompanhada da amígdala grande. Além do ronco, as crianças com o problema podem apresentar paradas de respiração.

O ronco infantil pode ainda ser causado por apnéia do sono ou rinite alérgica. Se houver inchaço da mucosa nasal a causa pode ser sinusite de repetição e respiração oral – os médicos caracterizam como normal uma apnéia por hora para as crianças.

Respiração pela boca

Quando o bebê começa a respirar pela boca muitos problemas podem surgir. Os pais devem estar atentos ao mal hálito, dores de garganta frequentes, voz rouca.

Chupeta

Em muitos casos, o uso da chupeta pode piorar o quadro. O importante é procurar um médico assim que qualquer problema for notado.

Equipe Gestação Bebê

A equipe de redatores do Gestação Bebê é formada por jornalistas e profissionais convidados de diversas áreas, como pediatria e psicologia.

Deixe um comentário