Mãe soropositiva pode ter um bebê normal?

A Aids, provocada pelo vírus HIV, ainda é uma doença sem cura. Por isso, uma dúvida muito comum é se mulheres soropositivas podem ter bebês saudáveis, com resultado negativo para o HIV. E a resposta é sim. E muitos são os casos. Mas, para isso, é preciso que alguns cuidados sejam tomados. Veja mais a seguir:

A gestação de uma mulher soropositiva

A gestação de uma mulher soropositiva precisa ser acompanhada de perto por seu médico. Durante a espera pelo bebê, a mulher precisa iniciar e realizar a terapia antirretroviral. Ao longo dos meses, ela também vai precisar realizar repetidos exames para saber como está sua imunidade e também qual a quantidade de vírus que está em seu organismo.

O parto

O parto das mulheres soropositivas é feito por cesariana. Algumas horas antes do parto, a gestante recebe uma medicação intravenosa. O bebê precisa também ser medicado durante seus primeiros 45 dias de vida. Outro detalhe importante: a nova mamãe não pode amamentar seu bebê para não correr o risco de infecção. Se todas essas recomendações forem seguidas, as chances de que a mulher traga ao mundo um bebê saudável e sem o vírus é de 99%.

Leia ainda: Dicas para ter uma gestação mais tranquila

Foto: momsandbaby.

Foto: momsandbaby.

Detecção e tratamento da Aids

Na maioria dos casos, a Aids é descoberta tardiamente, o que prejudica o tratamento e faz com que o paciente fique com a imunidade baixa, mais vulnerável a adquirir outras doenças, as chamadas doenças oportunistas, que podem levar a graves complicações.

Por outro lado, quando o paciente segue seu tratamento de maneira correta, consegue ter uma vida normal e com qualidade. Segundo os médicos, a medicação foi capaz de aumentar a expectativa de vida dos soropositivos.

O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece gratuitamente 20 diferentes medicamentos para o tratamento da Aids, os chamados anti-retroviral. Os testes rápidos para detecção do vírus HIV também estão disponíveis gratuitamente.


  • Add Your Comment