Leite para Recém-Nascido: qual o melhor e como escolher?

Há casos em que o bebê não se adapta ao leite materno, sendo necessário que ele se alimente de outras fontes, como é o caso do leite para recém-nascido artificial


leite para bebe
(Foto: Today's Parent)

Apesar de o leite materno ser sempre a melhor opção para os primeiros meses de vida do bebê, há situações onde isso não é possível, o que pode ser por inúmeros motivos. Nesse caso, é necessário que a mãe recorra ao leite para recém-nascido industrializado, que é produzido de acordo com a necessidade de cada bebê e com a etapa do seu desenvolvimento.

Existem diversas fórmulas infantis, que podem se adequar para o caso de o recém-nascido apresentar alguma intolerância alimentar, alergia, problema gastrointestinal, entre outros.

Para ajudar a acabar com as dúvidas a respeito de qual é o leite para recém-nascido mais adequado e como fazer a escolha correta, preparamos este artigo onde serão esclarecidas essas e outras questões que são frequentes entre as mães.

   

Leite artificial para recém-nascido

O leite materno é a fonte principal de energia do bebê, sendo composto de vitaminas, minerais e carboidratos que são essenciais para que ele se desenvolva de maneira saudável.

Além disso, a amamentação faz com que o bebê fique protegido contra diversas doenças por conta dos anticorpos que são passados pela mãe, sendo, portanto, recomendado que ela seja oferecida até o bebê completar 2 anos de idade.

Diversos tipos de leite para recém-nascido estão disponíveis no mercado, cada um desenvolvido para uma necessidade específica.

Receba notícias do Gestação Bebê. É grátis!

messengerFacebook Messenger

Tudo sobre gravidez e filhos pelo chatbot do Gestação para o Facebook Messengergestação botao

O leite artificial, além de ser calórico para proporcionar energia ao bebê, também contém diversos nutrientes importantes para o seu desenvolvimento, como:

  • Proteínas: ajuda na formação de anticorpos e desenvolvimento muscular;
  • Lipídios: gorduras saudáveis que ajudam a armazenar energia;
  • Cálcio: responsável pelo fortalecimento dos ossos;
  • Vitaminas e minerais: ajudam no bom funcionamento do organismo, além de contribuir para o desenvolvimento do sistema nervoso central.

Além disso, contém diversos componentes que são fundamentais para cada etapa da formação do bebê. Apesar de as fórmulas artificiais não serem idênticas ao leite materno, a composição que apresentam é bem próxima e oferecem os nutrientes essenciais para cada fase do desenvolvimento do bebê.

leite para recem nascido

Lembrando que, apesar de a maioria das fórmulas conter leite vaca, ele é modificado para que os nutrientes sejam compatíveis com as necessidades do recém-nascido.

Por essa razão, não deve ser dado ao bebê o leite de vaca em hipótese alguma, já que ele contém componentes que são muito diferentes do leite materno, o que pode afetar o seu desenvolvimento.

Quando dar leite adaptado para o recém-nascido?

Como já sabemos, o leite materno é o melhor alimento a ser oferecido para o bebê, pois ele contém todos os nutrientes que são essenciais para que ele possa crescer e se desenvolver.

Porém, há alguns casos onde o bebê não é capaz de digerir o leite da mãe, enquanto que, em outros casos, a mãe é que não pode ou então não deve dar do seu próprio leite ao recém-nascido.

Veja a seguir em que situações é preciso dar fórmulas adaptadas para o bebê:

  • A mãe não produz leite em quantidade ideal: Pode acontecer de a mãe não ter leite ou então que ocorra uma redução em sua quantidade, o que pode ter diversos motivos e ser ou não temporário. Nesse caso, é preciso que o aleitamento seja feito por meio de fórmulas artificiais.
  • O bebê apresenta peso abaixo da média: O pediatra poderá indicar um reforço com leite artificial para o bebê se ele estiver apresentando um peso abaixo do que é considerado ideal para a sua faixa etária. Nesse caso, será indicada a quantidade adequada e a mãe pode continuar oferecendo também o seu próprio leite ao bebê.
  • A mãe está passando por algum tratamento: Se a mãe realiza um tratamento de tuberculose ou quimioterapia, por exemplo, as radiações e os medicamentos usados podem acabar passando para o leite, prejudicando a saúde do bebê se for ingerido por ele. O mesmo acontece quando a mãe faz o uso de drogas, o que leva o seu leite a ficar comprometido e impróprio para o consumo do bebê.
  • A mãe tem alguma doença que compromete o leite: Além disso, doenças como hepatite, herpes ou provocadas por fungos e bactérias devem ser devidamente tratadas antes que a mãe amamente a criança. Nesses casos, o leite deve ser retirado com o uso de uma bombinha para que a produção não seja interrompida e, dessa forma, a mãe poderá amamentar ao se curar.
  • O bebê não é capaz de digerir bem o leite: Alguns bebês são alérgicos ao leite materno e podem apresentar dificuldade em digerir substâncias que estão presentes nele. Por isso, ele precisa se alimentar de leites especiais, sempre com a indicação e o acompanhamento médico para que seja possível avaliar se o bebê está reagindo bem à formula adaptada.

Tipos de leite para recém-nascido

Quando o bebê não pode se alimentar exclusivamente do leite materno devido a algum problema ou se for preciso de um complemento, há uma variedade de leite encontrados no mercado.

leite para recém-nascido

Por essa razão, é preciso que o tipo de leite especial seja definido por um profissional em nutrição infantil. Cada leite industrializado contém diferentes combinações de nutrientes, o que vai depender das necessidades da criança. Veja quais são as fórmulas encontradas:

Leite infantil regular

Esse tipo de leite contém nutrientes semelhantes ao leite materno e podem ser suplementados com probióticos e outros tipos de nutrientes.

Ele pode ser oferecido aos bebês saudáveis e não apresenta riscos de o bebê vir a desenvolver alergias ou problemas gastrointestinais.

Leite para bebês com refluxo

O refluxo em bebê é comum, sendo ele causado devido à imaturidade do esfíncter esofágico, fazendo com que golfadas ocorram quando o bebê ingere o leite.

Isso pode fazer com que o recém-nascido não se alimente o suficiente, pode levá-lo a não adquirir peso o bastante e, inclusive, fazer com que fique desnutrido.

Para que o desenvolvimento do bebê não seja comprometido, há casos onde o pediatra indica o consumo de leites anti-refluxo. Apesar de a composição desse tipo de leite ser como o das outras fórmulas, ele contém espessantes (como amido de milho ou de arroz) que evitam que o refluxo aconteça facilmente.

Leites para bebês prematuros

Quando o bebê nasce prematuro, ele tem uma necessidade diferente de nutrientes do bebê que nasce no tempo ideal.

melhor leite artificial para recem nascido

Por esse motivo, é necessário que ele se alimente de fórmulas que são específicas para esse caso, de forma a garantir que o seu desenvolvimento seja adequado.

O consumo desse leite deve ser feito até que o bebê seja capaz de mamar ou quando o pediatra indica o uso de uma fórmula adaptada regular.

Leites para bebês com desconforto intestinal

Como o intestino de muitos bebês ainda se encontra prematuro, ele pode apresentar um desconforto intestinal ao ingerir o leite materno. Isso acaba levando a sensações desagradáveis, como cólica e prisão de ventre.

Para evitar que isso aconteça, o indicado é que ele consuma por um período o leite enriquecido com prebióticos. Esse tipo de leite contém bactérias que são benéficas para a flora intestinal, o que ajuda a reduzir a sensação de desconforto.



Fórmulas para bebês com intolerância à lactose

Em alguns casos, pode acontecer de a enzima responsável por absorver a lactose não ser produzida em quantidade suficiente ou ser inexistente no organismo do bebê. Isso resulta na intolerância à lactose, sendo por isso necessário que o bebê consuma fórmulas sem lactose, evitando sintomas como cólica e diarreia.

Como escolher o leite ideal para recém-nascido?

Na hora de comprar o leite para recém-nascido, é natural que surja a dúvida sobre qual é o melhor. As fórmulas de leite desenvolvidas pelas marcas padrão para os recém-nascidos são muitos semelhantes entre si, apresentando a mesma composição nutricional e quantidade calórica por porção.

quantidade de leite para recem nascido

Por essa razão, as marcas podem ser escolhidas de acordo com a preferência dos pais, sempre com o tipo e classificação de acordo com a recomendação feita pelo profissional especialista no assunto, ou seja, o pediatra.

É ele quem poderá avaliar qual é o tipo de leite ideal que se adequa melhor à necessidade presente do bebê.

Há três tipos de preparações de leites artificiais, o leite pronto para beber (que apresenta o preço mais elevado), leite concentrado líquido (tem um preço mais baixo) e leite em pó (é o mais econômico).

Conheça os 3 tipos de leites artificiais mais vendidos e as variedades de acordo com cada faixa etária ou caso específico:

Nan

O leite Nan é distribuído pela Nestlé é apresenta diversas fórmulas, cada uma desenvolvida para uma necessidade do recém-nascido, como é mostrado a seguir:

  • Nan Pro: o que mais se assemelha ao leite materno, sendo por isso o mais indicado pelos pediatras;
  • Pre Nan: fórmula desenvolvida para bebês prematuros;
  • Nan Comfor: para recém-nascidos com dificuldade de evacuação;
  • Nan sem lactose: feito para bebês intolerantes à lactose;
  • Nan H.A.: indicado para o bebê sensível à proteína do leite de vaca;
  • Nan A.R.: criado para bebês com problemas de refluxo;
  • Nan Supreme: contém proteína hidrolisada do soro de leite;
  • Nan 1, 2, 3 e 4: contêm ingredientes de acordo com a faixa etária da criança.

Aptamil

O Aptamil é produzido pela Danone e também é classificado de acordo com a faixa etária da criança. Confira as variedades:

  • Aptamil Premium: feito a partir de um mix de vitaminas e minerais;
  • Aptamil Pepti: contém proteína hidrolisada do leite;
  • Aptamil Soja: para os bebês que são alérgicos à lactose;
  • Aptamil A.R.: feito para bebês com refluxo gástrico.

Enfamil

A marca americana Enfamil também está entre as mais consumidas no Brasil e apresenta uma numeração específica para cada fase da vida do bebê.

Ela contém dois subtipos principais: Enfamil Premium e Enfamil Gentlease. As duas fórmulas contêm um elevado complexo nutricional, sendo que a última apresenta um teor baixo de lactose na composição.

Como preparar leite para recém-nascido?

Após escolher o leite mais adequado para recém-nascido, também é importante se atentar à sua preparação, lembrando que as instruções de mistura precisam ser lidas cuidadosamente na embalagem do produto.

marcas de leite para recem nascido
(Imagem: VideoBlocks)

A água usada para preparar o leite deve ser previamente fervida e, em seguida, deve-se aguardar até que ela amorne para acrescentar a fórmula, evitando assim que se queime a boca da criança. Além disso, também é preciso que a mamadeira e o bico sejam lavados e esterilizados.

O leite não deve ser aquecido em micro-ondas, pois ele aquece de maneira desigual e pode queimar a boca do bebê. O indicado é deixar a mamadeira na água quente por alguns minutos e depois colocá-la em temperatura ambiente.

Como o estômago do recém-nascido ainda é muito pequeno, ele tem a necessidade de uma pequena quantidade de leite no início, entre 30 a 60 g por dia. Já aos dois meses de vida, a quantidade sobe para 700 a 900 g diárias.

Veja a seguir a quantidade aproximada de fórmula que o bebê precisa, além da frequência em que deve ser alimentado.

Lembrando que cada bebê é único e a quantidade de alimento varia de um para o outro. Por isso, não se deve tentar forçar o bebê a se alimentar com mais fórmula.

Idade Quantidade por refeição Frequência das refeições
Recém-nascido 55 a 85 g 3 a 4 horas
1 mês 113 g A cada 4 horas
2 meses 113 g 6 a 7 refeições diárias
4 meses 113 a 170 g 6 refeições diárias
6 meses 170 a 227 g 5 refeições diárias
1 ano 227 g 2 a 3 refeições diárias complementadas com papinha

Como o leite industrializado demora mais para ser digerido, é preciso aguardar um pouco mais de tempo entre as mamadas, entre 3 a 4 horas.

A fórmula preparada pode ser mantida na geladeira por até 48 horas, isso no caso de o bebê não ter tocado no bico. Caso contrário, o leite que sobrou deve ser jogado fora.

Tomando todos os cuidados desde a escolha à preparação do leite para recém-nascido, o desenvolvimento do seu bebê ocorrerá normalmente e ele crescerá forte e saudável.

Referências

seligasaude.com/leite-nan-para-recem-nascido

tuasaude.com/leite-adaptado-para-recem-nascido

babyhug.com.br/blog/3-tipos-de-leites-artificiais-para-bebes

pampers.com.br/recem-nascido/alimentacao/artigo/instrucoes-sobre-a-formula

natue.com.br/natuelife/como-escolher-o-melhor-leite-para-recem-nascido.html

Leite para Recém-Nascido: qual o melhor e como escolher?
Avalie esta matéria!

- Publicidade -

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*