Gravidez química: Causas e tratamento

Quem está tentando engravidar pode passar por uma situação bastante triste com a gravidez química. Entenda quais são as causas e como é feito o tratamento.

O que é Gravidez Química

A gravidez química acontece quando um óvulo fecundado acaba não se implantando devidamente na parede do útero ou não evolui como deveria. Após alguns dias, ocorre a eliminação do óvulo fecundado, através de um processo de descamação, que resulta na menstruação. Como a menstruação pode vir no dia certo, muitas vezes a mulher sequer descobre que teve uma gravidez química.

gravidez química como evitar

Quando ocorre a implantação do óvulo, por menor que seja, já se inicia a produção do hormônio HCG, que realiza a manutenção da gestação junto com a progesterona.

Por isso, quando a mulher está tentando engravidar, é possível que ela realize o teste muito cedo e pegue uma pequena quantidade de HCG no sangue, o que pode gerar um falso positivo nos testes de farmácia.

Sinais de gravidez química

Geralmente, a gravidez química não apresenta dores ou sintomas relacionados à gravidez, pois acontece já nos primeiros dias da implantação do óvulo. Por isso, a maioria das mulheres só descobre quando estão tentando engravidar e se mantêm bem atentas ao seu ciclo menstrual e aos resultados de exames.

sinais de gravidez química

Foto: Ideianutri

Apesar disso, podem ser observados alguns sinais que indicam uma gravidez química, como quando a mulher faz um exame de gravidez que dá o resultado positivo, mas em seguida tem a menstruação (seja no dia certo ou com o atraso de alguns dias). Ao realizar novamente o teste depois da menstruação, o resultado dá negativo.

Outro sinal é o sangue menstrual apresentar mais intensidade do que de costume e durar mais de cinco dias. O sangue também tem uma maior intensidade, com coágulos e tonalidade mais avermelhada, além da possibilidade de a mulher sentir uma cólica mais forte.

Causas

Os motivos para a ocorrência de uma gravidez química não são totalmente esclarecidos. Estudiosos apontam que a causa pode ser devido a uma seleção natural, falha na divisão celular, infecções, traumas abdominais ou por conta de algum tipo de deficiência hormonal que a mulher possui.

Por isso, se você está tentando ter um bebê, é essencial fazer exames hormonais periódicos para verificar se os níveis estão normais, aumentando as chances da gravidez evoluir.

gravidez saudável depois de gravidez química

Foto: Panorama

Como evitar uma gravidez química

Embora não exista uma maneira comprovada de prevenir, há algumas mudanças no estilo de vida que podem ajudar, como:

  • -Alimentar-se de maneira correta e manter o peso ideal.
  • -Tomar ácido fólico e vitaminas pré-natais regularmente.
  • -Ter cuidado especial com a higiene para evitar infecções.
  • -Evitar a prática de esportes que causem impactos na região do abdômen.

Tratamento 

Em geral, o útero se esvazia de forma espontânea depois de uma gravidez química, onde a mulher apresenta uma hemorragia semelhante a uma menstruação normal.

Em alguns casos, porém, o médico poderá indicar que seja feita uma raspagem no útero para remover possíveis resíduos que podem prejudicar uma próxima gravidez.

gravidez apos gravidez química

Foto: SovetClub

Engravidei logo após gravidez química, corro risco?

Caso você engravide logo após uma gravidez química, informe isso ao médico para que sejam realizados os exames necessários, pois é provável que o útero ainda não esteja totalmente restabelecido.

O ideal é aguardar alguns meses, mas há mulheres que têm uma gravidez saudável logo em seguida de apresentar um quadro de gravidez química.

Gravidez saudável depois de gravidez química

A maioria das mulheres que passaram por uma gravidez química podem ter uma futura gravidez completamente saudável. Caso deseje, é perfeitamente possível tentar engravidar logo em seguida.

Se for necessário fazer uma limpeza no útero (através da curetagem e dilatação), é necessário esperar a recuperação do útero por, no mínimo, seis meses antes de tentar engravidar novamente.