Search
Search
X

Farmacinha do bebê – O que comprar

Confira as dicas do que não pode faltar na farmacinha do seu bebê

Quando está prestes a ter seu bebê, principalmente quando mães de primeira viagem, as mulheres ficam preocupadas com a quantidade de detalhes que não se pode esquecer de preparar antes do bebê nascer. E um dos cuidados é a farmacinha!

O que não pode faltar na farmacinha do bebê em casa ou o que levar numa viagem?

O Portal Gestação Bebê listou algumas dicas de produtos e acessórios que são indispensáveis para a farmacinha do bebê.

Farmacinha do bebê o que comprar

Produtos, medicamentos e curativos básicos, é essencial para todas as famílias, principalmente as que têm bebês e crianças pequenas. Foto: Mary & Kate

Farmacinha do bebê – O que comprar

  • -Álcool 70% ou antisséptico – para fazer a limpeza do coto umbilical;
  • -Álcool em gel para higiene das mãos;
  • -Aspirador nasal;
  • -Ataduras e curativos adesivos;
  • -Bolsa de água quente para o caso do bebê ter cólicas;
  • -Caixa de cotonetes;
  • -Esparadrapo antialérgico ou microporo;
  • -Lenços umedecidos (somente em casos extremos) – opte pelo uso de algodão umedecido em água morna;
  • -Pacotes de algodão (preferencialmente em formato bolinha – são mais higiênicos e práticos);
  • -Pacotinhos com gaze esterilizada – para a higiene do coto umbilical, além da higiene de outras partes do corpo (cerca de 10 pacotinhos é o suficiente);
  • -Pasta d’agua – para os casos em que aparecem brotoejas, ou “bolinhas” na pele por causa de tecidos, calor ou picadas de insetos;
  • -Pinça;
  • -Pomada preventiva contra assaduras;
  • -Pomada para o tratamento de assaduras já manifestadas;
  • -Seringa, conta-gotas, colher ou copinho com medição para administrar remédios para os bebês;
  • -Soro fisiológico 0,9% – utilizado para a limpeza dos olhos e nariz (e também se precisar fazer inalação quando o bebê ficar resfriado ou gripado);
  • -Termômetro para a banheira (depois de um tempo você não irá precisar, mas no início ajuda bastante);
  • -Termômetro. Opte pelos termômetros digitais de ouvido ou testa, pois garantem maior praticidade de uso. A partir de 2019, vai valer a determinação da Anvisa que proíbe os termômetros com mercúrio;
  • -Tesoura com pontas arredondadas;
  • -Cesta ou caixa para armazenar todos esses itens.

Leia mais: Bebê com tosse seca: o que fazer?

Remédios para a farmacinha do bebê

farmacinha do bebÊ

Foto: Zuriat

Quando o assunto é remédio, o cuidado deve ser redobrado. Muitos pais administram medicamentos para as crianças mesmo com sintomas mínimos. Evite o abuso de remédios e principalmente não administre “por conta” o que você não está acostumado a usar.



Além disso, para evitar riscos de dosagem excessiva ou medicamentos inadequados para a idade, o ideal é sempre consultar o pediatra e verificar quais são as recomendações específicas para o seu filho.

Atenção: a farmacinha deve conter apenas medicamentos e produtos básicos para emergências e todos os medicamentos devem estar acompanhados das bulas.

Nesses casos é bom ter na farmacinha (consulte sempre o pediatra antes):

  • -Medicamento antitérmico, inicialmente à base de paracetamol, ibuprofeno, dipirona ou ácido acetilsalicílico para tratar dores e febres;
  • -Dimeticona – antigases;
  • -Sais de alumínio – no caso de má digestão;
  • -Remédios com nafazolina, fenoxazolina, oximetazolina e pseudoefedrina – úteis para nariz entupido;
  • -Pomada para os dentes – atenua as dores e a coceira;
  • -Medicamento com Bromoprida e Dimenidrato – para enjoo, vômitos e viagens;
  • -Para eventual alergia alimentar ou picadas de insetos durante viagens, levar antialérgicos que não dão sono como a desloratadina ou a fexofenadina;
  • -Antissépticos com iodopovidona e clorexidina – para feridas.

Veja mais: Qual a melhor pomada para prevenir assaduras em bebê?

kit farmacinha bebe

Foto: HowStuffWorks

Os medicamentos em gotas são mais fáceis de memorizar a dose. Existem medicamentos com sabores em forma de solução e também supositórios de dipirona, por exemplo, quando as crianças não aceitam por boca.

É sempre bom lembrar: mantenha a farmacinha em um local de fácil acesso, mas fora do alcance de crianças e pessoas que podem fazer o uso inadequado dos medicamentos, bem como verifique prazos de validade dos remédios. Leia atenciosamente a bula antes de usar qualquer medicamento.

Contatos de emergência

Além da farmacinha, um dos itens mais importantes é a lista de contatos de emergência. Tenha tudo gravado no celular e em papel (por segurança e em lugar bem visível da casa):

  • -Contatos do pediatra (e-mail, telefones do consultório e médico, e endereço);
  • -Número da carteirinha do plano de saúde do bebê;
  • -Endereço do hospital mais próximo (que possui atendimento em pediatria);
  • -Números de emergência (bombeiros, informações sobre intoxicação etc.).
Farmacinha do bebê – O que comprar
1 (20%) 1 vote






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*