Search
Search
X

Conjuntivite no bebê, cuidados

A conjuntivite já é um problema bastante incomodo para os adultos, então imagine só o desconforto que é capaz de causar nos bebês. Você sabia que os pequenos também podem adquirir a inflamação? Pois é, eles não estão livres dos riscos. Então veja a seguir como cuidar das crianças:

A conjuntivite

A conjuntivite é caracterizada pela inflamação da membrana ocular. Ela pode ter três diferentes causas: infecciosa, alérgica ou tóxica.

Leia ainda: Como tratar a dor de garganta no bebê?

Os diferentes tipos de conjuntivite

A conjuntivite infecciosa tem como agentes causadores os vírus ou bactérias, sendo extremamente contagiosa. Ela pode ser adquirida quando há alguém contaminado dividindo um ambiente fechado com outras pessoas sem o problema, pela utilização de objetos contaminados comuns ou pela água da piscina, por exemplo.

Já a conjuntivite alérgica é muito comum em pessoas que sofrem de problemas como rinite e bronquite. Ao contrário da infecciosa, que atinge apenas um dos olhos, esta atinge os dois, mas não é contagiosa.

Por fim, a conjuntivite tóxica é causada pelo contato direto do paciente um com agente tóxico, que pode ser medicamento, produto de limpeza, sabonete, maquiagem, tintura de cabelo, fumaça de cigarro, poluição do ar, dentre outros.

Sintomas

Os sintomas mais comuns são olhos avermelhados, inchados e lacrimejantes. A sensação é de que há um corpo estranho dentro do olho, que fica ainda incomodado com a presença da luz. O bebê pode ainda apresentar febre e dor de garganta.

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

Tratamentos



A conjuntivite infecciosa deve ser tratada com antibiótico ou colírio. A alérgica com o uso de colírios antiinflamatórios. Já no caso da conjuntivite tóxica, é necessário se afastar da substância causadora ou suspender seu uso e lavar bem os olhos com bastante água.

Vale lembrar que quando há conjuntivite infecciosa, o paciente não deve compartilhar objetos como toalhas, travesseiro, dentre outros.




Conjuntivite no bebê, cuidados
Avalie esta matéria!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*