Benefícios do gengibre na gravidez

Quando se está grávida é preciso se alimentar saudavelmente, bem como seguir uma restrição alimentar, pois alguns alimentos e/ou chás podem ser benéficos ou perigosos.

O gengibre, por exemplo, é uma raiz que proporciona diversos benefícios à saúde. Como planta medicinal, ele é uma das mais antigas e populares do mundo, atuando no trato gastrointestinal, bem como antioxidante, anti-inflamatório e na perda de peso (termogênico, acelerando o metabolismo).

Também muito utilizado na culinária, possui sabor picante e pode ser usado tanto em pratos salgados quanto doces, nas formas: fresco, seco, em conserva, em cápsulas (em pó) ou cristalizado.

Uma raiz benéfica para diversos problemas de saúde, mas será que existem benefícios do gengibre na gravidez?

gengibre na gestação faz mal?

Para as náuseas no início da gestação, o gengibre é um excelente aliado.

Benefícios do gengibre na gravidez

Em grávidas, o gengibre é um grande aliado. Dentre as diversas ações, pode ajudar no tratamento de gripe, dor de garganta, e principalmente no âmbito do trato gastrointestinal.

Nesse sentido, nos primeiros meses de gestação quando as náuseas matinais são mais frequentes o gengibre ajuda a aliviar os sintomas. As náuseas e os vômitos na gestação atingem de 55% até 90% das grávidas, sendo que um terço delas tem o dia a dia bastante comprometido por conta desses sintomas, que podem se manter por todo o primeiro semestre da gravidez.

Os principais componentes ativos, responsáveis pelos seus efeitos farmacológicos, são os gingeróis e os shogaóis (produto da desidratação do gingerol). Estudos indicam que o gengibre inibe os receptores da serotonina e exerce efeitos antieméticos (alívio dos sintomas de enjoo, náuseas e vômitos) no sistema gastrintestinal e no sistema nervoso central.

Normativa da Febrasgo

Para quem já ouviu falar que o gengibre é abortivo, a Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) oficializou em 2013 uma normativa para o Tratamento de Náuseas e Vômitos na Gestação, recomendando o uso.

gengibre na gestação

Foto: DhakaTribune

Leia também: 8 Dicas Infalíveis para Aliviar o Refluxo na Gravidez

A norma, apresentada durante o 46º Congresso de Ginecologia e Obstetrícia do Distrito Federal, foi resultado de uma revisão da literatura médica por meio de estudos e busca padronizar o receituário no País.

A recomendação oficial prevê que a gestante inicialmente adote primeiramente mudanças na dieta com uma combinação de piridoxina (vitamina B6) e extrato de gengibre. A diferença principal dessa droga para as outras prescritas anteriormente está no fato de ela ser a única combinação disponível no Brasil considerada classe A pelo Food and Drug Administration (agência de vigilância sanitária americana).

De acordo com a normativa, uma revisão da biblioteca Cochrane avaliou a eficácia e a segurança do uso do gengibre para combater náuseas e vômitos no início da gravidez, com um total de 675 participantes. “Todos os estudos (observacionais e ensaios clínicos) comprovaram a efetividade do produto e a ausência de efeitos colaterais significativos ou efeitos adversos na gravidez.

A conclusão dessa e de outras revisões é que o gengibre pode ser uma opção de tratamento eficaz e segura para náuseas e vômitos do início da gravidez”, informa o guia oficial.

A normativa ainda informa que “doses de até 1 g diários de gengibre são eficazes, sem quaisquer resultados negativos para a gravidez, e podem ser usadas sem preocupação”. A Febrasgo ainda afirma que o gengibre deve ser considerado como uma opção de primeira linha para sintomas de vômitos e enjoos ou como coadjuvante com outras formas de terapia.

Grávida pode tomar chá de gengibre?

Pode. O mais prudente é seguir a recomendação da Febrasgo de não ultrapassar 1g por dia até mesmo em chás, que podem ser infusões com pedaços de gengibre não triturados (ralados).

gengibre na gravidez benefícios

Foto: ZLiving

Para fazer o chá, descasque uma pequena raiz de gengibre (do tamanho de uma noz), o equivalente a 1g – utilize uma balança culinária para auxiliar na pesagem – e deixe ferver em 500 ml de água por cerca de 10 minutos. Coe, deixe esfriar e beba.

Como usar o gengibre para enjoo na gravidez?

– Chás

– Balas de gengibre – ajuda nos enjoos, mas cuidado para não exagerar na dose, ou seja, nada de ficar com bala de gengibre o dia todo na boca.

– Comprimidos de piridoxina e gengibre. O comprimido é receitado por médicos. Evite a automedicação!

Em alimentos, como: saladas, arroz, doces, sucos, iogurtes, sopas etc.

CUIDADO: Apesar dos benefícios do gengibre na gravidez, os suplementos de gengibre podem interferir com diversas medicações, sob risco de potenciarem o seu efeito, como os de diabetes orais, anticoagulantes ou medicação para a hipertensão arterial. Busque sempre orientação médica. Nunca se automedique.


  • Adicione um comentário

    *