10 alimentos ricos em ferro para o seu bebê ficar forte

Quando o bebê começa a se alimentar com papinha, é necessário que seja feita a inclusão de alimentos ricos em ferro para mantê-lo forte e evitar a anemia infantil


alimentos ricos em ferro para papinha de bebe

Quando oferecer apenas o leite materno para o bebê passa a não ser o suficiente para as suas necessidades físicas, novos alimentos começam a ser introduzidos em sua dieta. Nessa fase, é essencial que alimentos ricos em ferro sejam incluídos, de forma a evitar que ele venha a sofrer com a deficiência desse nutriente.

A falta de ferro no organismo pode levar o bebê a desenvolver uma anemia, que atinge metade das crianças até 4 anos nascidas em países em desenvolvimento.

Como o leite deixa de suprir a necessidade de ferro do bebê por volta de 9 meses de vida, a introdução de alimentos deve levar em conta a presença adequada do mineral.

   

Para ajudar, conheça neste artigo quais são os alimentos ricos em ferro e a importância de eles serem oferecidos para o bebê. Entenda também quais são os sintomas da falta de ferro e as consequências que isso pode causar.

Qual a importância do ferro para o bebê?

O ferro é um mineral que participa de vários processos no organismo, sendo por isso fundamental para o crescimento saudável do bebê.

Ele é um dos componentes principais da hemoglobina, que é responsável pela coloração vermelha do sangue e por realizar o transporte de oxigênio para os pulmões e tecidos do corpo.

Receba notícias do Gestação Bebê. É grátis!

messengerFacebook Messenger

Tudo sobre gravidez e filhos pelo chatbot do Gestação para o Facebook Messengergestação botao

A deficiência de ferro no organismo (conhecida como anemia ferropriva) é verificada por meio de exames de sangue que constatam que a taxa de hemoglobina está abaixo do normal.

A falta desse mineral no organismo consiste na causa principal de anemia infantil, o que faz com que a criança apresente sintomas como:

  • Fadiga;
  • Palidez;
  • Tontura;
  • Excesso de sono;
  • Mãos e pés gelados;
  • Coração acelerado.

Além disso, a carência de ferro pode levar à deficiência de crescimento e distúrbio de aprendizagem e perda do apetite, o que leva ao enfraquecimento do sistema imunológico.

alimentos ricos em ferro

Como consequência, o bebê fica mais propenso a contrair infecções e tem o seu desenvolvimento neuropsicomotor afetado.

A falta desse nutriente no organismo tem como causa a má alimentação do bebê ou a falta de consumir alimentos ricos em ferro em quantidade adequada.

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde) cerca de 50% das crianças brasileiras com até 4 anos têm anemia causada pela deficiência de ferro. Esse problema é mais comum até entre 9 a 12 meses de vida, pois nessa faixa etária ocorre o rápido desenvolvimento do organismo dos bebês, exigindo uma quantidade aumentada do mineral.

Além disso, é nessa fase em que geralmente é feita a introdução alimentar. Muitas vezes acontece de o bebê não aceitar alimentos importantes nessa transição, o que leva alguns pais a deixarem de insistir por conta da falta de experiência ou de orientação profissional.

Dessa forma, o bebê deixa de ingerir alimentos ricos em ferro que são importantes nessa fase.

Quais são os 10 alimentos mais ricos em ferro?

As reservas naturais de ferro no organismo do bebê se esgotam por volta dos 6 meses de vida. E precisam ser introduzidos na alimentação a partir dessa fase.

O nutriente é encontrado em diversos tipos de alimentos que podem ser facilmente encontrados e fazer desde cedo parte do cardápio do bebê, oferecendo uma alimentação diversificada. Confira 10 alimentos ricos em ferro:

  1. Carnes vermelhas: oferece cerca de 5 mg de ferro a cada 100 g. As mais recomendadas são fígado, rins e vitela
  2. Vegetais de folhas verde-escuras: o espinafre, rúcula e couve, por exemplo, contém cerca de 3,6mg de ferro a cada 100 g.
  3. Peixes: além do ômega 3, a cada 100 g há o consumo de até 1 mg de ferro.
  4. Gema de ovo: cada gema de ovo contém 1 mg de ferro.
  5. Leguminosas: cada 100 g de feijão e a soja contêm cerca de 2 mg de ferro.
  6. Oleaginosas: 100 g de amêndoas, avelã e castanha tem por volta de 2,5 mg de ferro.
  7. Cereais: aveia, quinoa e trigo são exemplos de cerais que possuem cerca de 5 mg de ferro a cada 100 g.
  8. Frutas: mamão, pêssego, maçã, banana e laranja contém uma boa quantidade de ferro.
  9. Beterraba: a beterraba crua contém 2,5 mg de ferro, sendo que a concentração é maior no talo.
  10. Batata-doce: há cerca de 1, 40 mg de ferro a cada 100 g.

frutas que tem ferro

É muito importante que o bebê realize os exames necessários para verificar a existência de uma anemia e para que seja feita a prevenção da anemia infantil.

Apesar de existirem suplementos de ferro, o mais recomendado é que o bebê os receba da absorção dos alimentos que contêm o mineral.

Além disso, é fundamental que a mãe também tenha uma boa alimentação para controlar o nível de ferro da criança por meio da amamentação.

Necessidade de ferro do bebê

Nos primeiros meses, as necessidades de ferro do bebê são supridas pelo leite materno. Porém, como já foi citado, há um aumento na necessidade de ferro do organismo do bebê quando ele chega aos 6 meses de vida.

Enquanto que nos primeiros meses de vida a sua necessidade é de 0,27 mg de ferro diário, essa quantidade sobe para 11 mg dos 7 aos 12 meses.

Não é preciso que a criança consuma a mesma quantidade de ferro diariamente, apenas deve manter o consumo semanal.

Essa necessidade pode ser suprida com uma alimentação rica em ferro, embora em alguns casos seja preciso recorrer a uma suplementação de ferro, que é recomendado pelo pediatra e ministrado em forma de gotas.

Porém, essa suplementação deve ser apenas feita com a indicação do pediatra.

Se o bebê estiver consumindo fórmulas de leite industrializado, o recomendado é optar pelo produto que seja rico em ferro. Nesse caso, converse com o pediatra para se informar a respeito do leite mais adequado para a faixa etária do bebê.

Como aumentar a absorção de ferro do bebê

A anemia infantil pode ser combatida com a inclusão de frutas e sucos ricos em vitamina C, que aumenta a absorção de ferro pelo organismo.

como aumentar a absorção de ferro do bebê

Entre as frutas indicadas estão a laranja, manga, abacaxi, acerola e morango. No caso do suco de laranja, por exemplo, pode ser adicionada uma colher de sopa no creme de legumes ou na sopinha do bebê. Dessa forma, aumentará a absorção do ferro dos vegetais ingeridos.

O feijão é uma das maiores fontes de ferro. Uma dica para o preparo é deixar o feijão de molho por, no mínimo, 1 hora antes de cozinhar. Isso ajuda a liberar os fitatos, substâncias que contribuem para uma melhor absorção de ferro, além de aliviar a cólica intestinal comum em bebês.

Em relação aos alimentos ricos em ferro de origem animal, não há a necessidade de que nada seja feito para aumentar a absorção, que já ocorre de maneira mais fácil do que com o consumo de vegetais.

Porém, o recomendado é que o bebê não consuma uma quantidade maior do que 20 g de carne por dia. Além disso, apesar de peixes e moluscos serem ricos em ferro, é bom evitar o consumo elevado por bebês, pois eles contêm mercúrio, o que pode resultar em problemas de saúde.

No caso da beterraba, é importante lembrar que o ferro está presente no talo. Por essa razão, o ideal é que ele seja cozido junto ao feijão, ou colocado na sopa.

Além disso, o recomendado é que a preparação dos alimentos seja feita em panelas de ferro. Isso porque, durante o cozimento dos alimentos, uma pequena quantidade de ferro da panela atinge a comida.



É muito importante que a quantidade de ferro não seja consumida em excesso pelo bebê. O motivo é porque o exagero na ingestão desse mineral pode resultar em problemas de saúde e ser tóxico para o organismo, já que ele acaba se acumulando nos tecidos e órgãos do corpo.

Receitas com alimentos ricos em ferro
(Foto: Gulalives)

Pode não ser fácil identificar os sintomas que indicam um excesso de ferro, já que eles muitas vezes se assemelham aos sintomas da falta de ferro no organismo, como fadiga, fraqueza e irritabilidade. Além disso, pode causar descoloração da pele.

Receitas com alimentos ricos em ferro

Para que o bebê receba a quantidade ideal de ferro, é preciso que a alimentação dele contenha ingredientes que sejam ricos nesse mineral.

Veja a seguir algumas receitas simples e saudáveis para oferecer ao seu filho:

Papinha de legumes com arroz

  • 1 xícara (café) de arroz
  • 1 cenoura pequena ralada
  • 1 mandioquinha pequena descascada e fatiada
  • 1 cebola picadinha
  • 1 pedaço de carne
  • 5 arvorezinhas pequenas de brócolis
  • Salsinha
  • Azeite para servir

Modo de preparo

Coloque todos os ingredientes na panela (exceto a salsinha e o azeite) e acrescente água até cobrir os alimentos. Cozinhe em fogo baixo. O recomendado é não cozinhar muito para que os nutrientes não sejam perdidos.

Acrescente a salsinha e amasse usando um garfo. Para finalizar, adicione um fio de azeite.

bebê precisa de suplementação de ferro

Papinha de espinafre e fígado

  • 1/2 abobrinha ralada
  • 1 cenoura ralada
  • 1 pedaço de fígado cortado em cubinhos
  • 1 punhado de espinafre
  • 1 xícara (café) de quinoa
  • 1 inhame
  • Azeite para servir

Modo de preparo

Assim como na receita anterior, os ingredientes são colocados para cozinhar numa panela com água. O espinafre deve ser colocado no final, pouco antes de desligar.

Em seguida, basta colocar em um pratinho, amassar com o garfo e acrescentar o azeite antes de dar ao bebê.

O bebê precisa de suplementação de ferro?

Apesar de o bebê ter uma reserva de ferro no organismo nos primeiros meses de vida, apenas o leite materno não é capaz de suprir as suas necessidades conforme ele se desenvolve.

Além de receber a quantidade ideal de ferro por meio da introdução de alimentos ricos no mineral, alguns especialistas defendem que o ideal é que seja feita uma suplementação em bebê com 4 meses de idade.

Há profissionais que recomendam que a suplementação seja feita no início da introdução alimentar, até que a quantidade necessária de ferro no organismo seja atingida por meio do consumo de alimentos ricos no mineral.

A suplementação deve ser realizada com a recomendação do pediatra para que seja avaliada necessidade de cada bebê.

importancia do ferro para o bebe

Apesar disso, a alimentação deve ser sempre a maneira primordial de receber os nutrientes, com base em uma dieta equilibrada.

O uso de suplementos deve ser feito apenas em situações onde seja necessário. Entre os casos clínicos mais comuns onde pode ser necessário a suplementação de ferro encontra-se os seguintes:

  • Bebês prematuros: Em geral, bebês prematuros apresentam algumas deficiências nutricionais, como é o caso da deficiência de ferro. A carência desse nutriente no organismo é uma das mais comuns nesse caso, sendo por isso muitas vezes necessário que eles recebam uma suplementação até que os níveis estejam adequados.
  • Bebês com anemia: Quando acontece de o bebê não ter uma alimentação que supra a necessidade de ferro compatível com o seu desenvolvimento, a anemia pode acontecer, sendo por isso necessário a suplementação.
  • Mães com anemia ou diabetes durante a gestação: Também é possível que a mãe teve algum tipo de problema no decorrer da gestação, como anemia ou diabetes não controlada. Isso pode fazer com que o bebê nasça com baixo peso ou prematuramente, apresentando a deficiência de ferro no organismo.
  • Bebês que começaram a introdução alimentar mais cedo: Se o bebê começar a se consumir outros alimentos além do leite materno antes dos 6 meses, ele pode apresentar um nível menor de hemoglobina.
  • Bebês que consomem leite de vaca: Quando o bebê bebe leite de vaca e laticínios em seu primeiro ano de vida, a absorção de ferro pode ser comprometida, o que acontece devido à presença do cálcio desses alimentos.

Apesar de pediatras geralmente receitarem a suplementação de ferro para os bebês, o ideal é que exames rotineiros sejam feitos para avaliar a real necessidade. Isso vai evitar que ele tome a suplementação sem necessidade.

Porém, apesar de muitas vezes ser considerada uma tarefa que requer muito trabalho e planejamento, é sempre bom frisar que o melhor a fazer é incluir alimentos ricos em ferro na papinha do bebê.

Dessa forma, ele aprende a apreciar os sabores desses alimentos e receberá a quantidade necessária para o seu crescimento e desenvolvimento.

Referências

maemequer.pt/a-vida-com-o-seu-bebe/alimentacao-do-bebe/diversificacao-alimentar/suplementacao-em-ferro

hospitalinfantilsabara.org.br/dieta-certa-pode-driblar-anemia-em-criancas

pt.wikihow.com/Incluir-Mais-Ferro-na-Dieta-dos-seus-Filhos

tuasaude.com/alimentos-com-ferro-para-bebes

trocandofraldas.com.br/anemia-infantil

10 alimentos ricos em ferro para o seu bebê ficar forte
Avalie esta matéria!

- Publicidade -

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*