6 semanas de gravidez: Sintomas, Tamanho da barriga e Embriologia

6 semanas de gravidez: Confira as principais alterações:

Na sexta semana de gravidez, os sintomas tendem a ser mais intensos. Os seios ficam ainda maiores do que já estavam e as idas ao banheiro aumentam, inclusive no período noturno. Os enjoos se intensificam e o cansaço também. Para as grávidas que têm náuseas ou vômitos, nesta fase há certa exacerbação destes sintomas.

Claro que existem mulheres que passam ilesas por este período. Que há grávidas que não apresentam nenhum desses sintomas. Ou que sentem de forma bem leve. Mas para a grande maioria, a sexta semana de gravidez traz bastante desconforto.

6 semanas de gravidez

Nesta fase também costumam aparecer os desejos mirabolantes ou o asco por comidas que a mulher adorava. As alterações de humor também são intensas. Somadas aos anseios, medos e choros. Muito choro.

A mulher sente que a barriga se estica mais e mais e que suas roupas já estão ficando apertadas.

Barriga de seis semanas de gravidez

6 semanas de gestação

A barriguinha, que já vinha crescendo e aparecendo na quinta semana de gravidez, a partir de agora ganha um arredondado a mais. Ou um pouco mais de volume.

O bebê está crescendo e medindo cerca de 2,5mm. Sua barriga está mais “inchada” e “esticada”. Claro, o útero está se expandindo para que seu bebê se desenvolva e evolua de forma adequada.

6ª semana de gravidez: quantos meses são?

A sexta semana de gravidez é quase metade do segundo mês de gestação que vai da 4ª semana e meia até a 9ª semana.

Calculada a partir da data da última menstruação (DUM), a sexta semana de gestação equivale à terceira semana de gravidez – de forma mais técnica.

Sexta semana de gravidez: embriologia

embriologia 6 semanas

Foto: Pampers

Nas 6 semanas de gravidez, o desenvolvimento do embrião segue a todo vapor. Embora ainda muito pequeno, a evolução é diária. No exame de ultrassom já ficam mais evidentes os batimentos cardíacos do embrião. O coração cresce e bombeia sangue para todo o corpinho dele. O ritmo é de 150 batimentos por minuto – quase o dobro do ritmo cardíaco de um adulto.

Os pulmões, que surgem entre o esôfago e a boca do feto, também começam a ser formados neste período. Embora demorem quase toda a gestação para estarem em plena formação e funcionamento.

As células do embrião continuam a se dividir e, ao final da sexta semana, o feto já tem mais aparência de um bebê. Mesmo sendo tão minúsculo quanto um caroço de feijão. Neste período, já aparecem braços e perninhas (em formato de pequenos botões).

Mas é bom saber que mesmo com todos os padrões, estudos e convenções, e ainda dentro do útero, cada bebê se desenvolve de acordo com seu próprio ritmo.

Sintomas

Para algumas gestantes, as noites não serão mais as mesmas. Haverá um cansaço absurdo e uma quebra de rotina. A indicação é que a mulher descanse o máximo que puder. Alimente-se de forma adequada e não deixe de relatar qualquer sintoma que pareça fora do comum ao seu médico.

Leia mais: 7 semanas de gravidez

Por conta de todos os desconfortos, incluindo as idas frequentes ao banheiro, muitas gestantes ficam acordadas durante a noite e, cansadas, descontam na comida. Cuidado com os ataques noturnos à geladeira! Sobrepeso pode trazer complicações à saúde da mamãe e do bebê.

sete semanas de gravidez