Ultrassom com Doppler na gravidez

Muitas futuras mamães ficam ansiosas em relação ao ultrassom e têm muitas dúvidas sobre esse exame. É o caso da ultrassom com Doppler, pois como esse não é um dos exames de rotina, isso pode causar preocupação em algumas grávidas cujo obstetra não pediu sua realização.

Este é um tipo de exame que avalia as circulações sanguíneas no feto, entre o feto e a placenta e entre a mãe e a placenta. Avalia-se também neste exame a anatomia, o crescimento, a posição e a apresentação do bebê, bem como a quantidade de líquido amniótico e as características da placenta.

O ultrassom com Doppler é realizada normalmente no final da gestação, próximo ao período que compreende a 26ª e a 38ª semanas. Como é um período próximo do parto, a futura mamãe não precisa se preocupar, pois é um procedimento de praxe e, portanto, seguro.

ultrassom com doppler preço

Quer saber mais Ultrassom com Doppler na gravidez? O site Gestação Bebê explica. Foto: GlobalMedclinica

Porque fazer o Ultrassom com Doppler?

O ultrassom com Doppler serve para afastar suspeitas importantes em relação a doenças sérias que o bebê pode apresentar. Caso identifique algum problema, é possível tomar as devidas medidas para tratar essa condição, por exemplo: um parto antecipado.

O exame diagnostica: problemas de nutrição do bebê, por meio da medição do sangue que circula nos vasos mais importantes; analisa se o corpo da mãe não está produzindo anticorpos – em caso de Rh incompatível – que destroem as hemácias do bebê; identifica ainda se – caso haja mais de um filho – eles compartilham a mesma placenta ou não, entre outros.

Esse tipo de ultrassom também pode identificar problemas de saúde na mãe que acontecem durante a gravidez, como: pressão alta, diabetes ou infecções. No caso das futuras mamães com pressão alta já diagnosticada ou suspeita de pré-eclâmpsia, o exame se torna obrigatório durante a gravidez para análise das artérias uterinas.

o que é doppler

Foto: OnetWiadomości

Porque fazer o ultrassom com Doppler?

Diversos casos na gestação podem justificar o uso de ultrassom com Doppler, já que ele forma imagens em tempo real sobre a rede vascular. Alguns casos podem instigar o médico a requerer o exame, como:

-Suspeita de que o feto tenha crescimento reduzido ou interrompido;
-Suspeita de enfermidade ou má formação do bebê;
-Checagem do líquido amniótico e sua quantidade;
-Gestação de mais de um bebê;
-Incompatibilidade de grupos sanguíneos (fatores Rh);
-Enfermidade que possa ser transmitida pelo feto de forma congênita;
-Histórico de má formação do coração na família;
-Gestação anterior com parto prematuro;
-Frequência cardíaca anormal do feto;
-Restrição de crescimento por baixo fluxo sanguíneo;
-Boa formação dos órgãos internos da criança;
-Possíveis problemas com a placenta e suas artérias.

Ultrassom com Doppler na gravidez

Foto: Wix

Como é feito o ultrassom com Doppler?

Este exame é feito de forma simples e, portanto, não é necessária nenhuma forma de preparo prévio. Assim como na ultrassonografia normal, a gestante fica deitada em uma maca enquanto o médico examinador utiliza um gel na pele para deslizar um aparelho que emitirá as ondas sonoras na região do abdômen. Ele não utiliza radiação e nem é invasivo, além de ser indolor e oferecer grande precisão nos diagnósticos.

Leia também: Como fazer pré-natal pelo SUS

Pode ser necessário que uma leve pressão seja exercida, para que alguma estrutura fetal seja visibilizada com mais nitidez. Esta manobra não prejudica a mãe nem o bebê, sendo que a gestante será avisada quando de sua necessidade. Em raras ocasiões, pode ser necessária a complementação do exame por via vaginal. Caso esta avaliação seja imprescindível, o médico explicará o motivo à gestante.

O resultado do exame é feito por meio de laudo médico, cuja emissão é de responsabilidade do médico radiologista, que deverá descrever corretamente todas as alterações encontradas no exame. É possível fornecer as imagens do ultrassom em um CD, com imagens digitais ou por meio de um papel especial impresso que é dado à gestante.

 Ultrassom com Doppler e exames morfológicos

A ultrassonografia obstétrica com Doppler não tem a finalidade da pesquisa detalhada da anatomia fetal, com intuito de confirmar a normalidade e diagnosticar malformações. Os exames com esta finalidade são os morfológicos de primeiro e segundo trimestres, realizados em idades gestacionais que permitem ao médico as melhores condições para avaliação da anatomia do bebê.

Ultrassom com doppler – preço

O Ultrassom com Doppler pode chegar a custar R$500,00. O valor varia de acordo com cada laboratório, é possível que em alguns convênios e planos de saúde o exame possa custar R$150,00 ou um pouco mais. A ultrassom com Doppler tem o preço médio de um exame gestacional. Caso não tenha um plano ou convênio, o Doppler também pode ser feito no Sistema Único de Saúde (SUS). Caso seu obstetra público cobre o exame, você pode exigir seu direito!


  • Add Your Comment