Soldadinho de Chumbo: histórias e contos

O Soldadinho de Chumbo é um conto de fadas comovente que, apesar de não terminar como muitos gostariam, não deixa de encantar crianças e também adultos há muito tempo.

Trata-se de uma bela opção de história para contar aos filhos e ensinar lições valiosas.

Escrito pelo dinamarquês Hans Christian Andersen no ano de 1838, esse conto traz uma curiosidade interessante: foi o primeiro conto de fadas escrito por completo pelo autor, ao contrário daqueles que eram adaptações do folclore da época.

Acompanhe a seguir o resumo dessa apaixonante história, conheça detalhes sobre os personagens e entenda a moral que ela traz.

Personagens de O Soldadinho de Chumbo

O conto original conta com poucos personagens, mas que são o suficiente para compor todo o belo enredo.

A seguir, veja quais são os principais e algumas de suas características:

  • Soldadinho de chumbo: como o próprio nome desse conto, a história tem como personagem principal um boneco feito de chumbo (na história original, ele é feito de estanho).
  • Bailarina: a bailarina de papel está entre os brinquedos da casa para onde o soldadinho de chumbo é levado. Ele se apaixona imediatamente por sua beleza.
  • Menino: o menino foi o responsável por comprar o soldadinho e levá-lo para casa, onde o boneco acaba passando por várias aventuras inesperadas.

Além desses personagens, também há outros secundários, como as crianças que encontram o soldadinho caído na rua e a mãe do menino.

A história O Soldadinho de Chumbo

Numa loja de brinquedos havia uma caixa com vinte e cinco soldadinhos de chumbo iguaizinhos, exceto por um pequeno detalhe: um deles tinha apenas uma perna.

Certo dia, um garoto entrou na loja e se encantou com os soldadinhos. Ele então decidiu comprar a caixa e levá-los para a casa.

soldadinho de chumbo

(Imagem: YouTube)

Chegando em casa, o menino tirou seus novos brinquedos da caixa e brincou com eles durante a tarde toda. Antes de ir jantar, enfileirou todos eles sobre uma prateleira.

Em uma mesa ali perto, havia uma linda bailarina de papel. Ela tinha uma pedra em formato de coração azul em seu vestido e se equilibrava em apenas uma perna.

Isso fez com que o soldadinho imaginasse que a bailarina também tinha só uma perna como ele.

Apaixonado, o Soldadinho de Chumbo se inclinou para chamar a atenção da bailarina, e acabou caindo pelo parapeito da janela. Ficou caído na calçada, até que dois garotos o encontraram.

– Esse soldadinho não serve para nada. – disse um dos meninos – Não dá para brincar de guerra com apenas um, e ele só tem uma perna.

Porém, o outro menino pegou o boneco e disse:

– Vamos colocá-lo num barquinho de papel e brincar de navegar com ele.

Eles então o colocaram em um barquinho de papel e se divertiram correndo e saltando ao lado dele. Porém, o barquinho caiu em um bueiro e navegou até chegar ao rio, onde a correnteza fez com que o soldadinho caísse e fosse parar no fundo da água.

De repente, um peixe apareceu e, pensando que o boneco era algo de comer, acabou o engolido.

O Soldadinho de Chumbo ficou muito triste, pois pensou que era o seu fim e que nunca mais veria a linda bailarina por quem tinha se apaixonado.

Depois de navegar pelo rio dentro da barriga do peixe por um bom tempo, o animal foi pescado.

Quando uma mulher foi cortar o peixe, encontrou o soldadinho dentro da barriga dele. Para a surpresa do soldadinho, ele viu que estava na mesma casa de antes!

A mulher chamou o filho e entregou a ele o soldadinho. O garoto ficou espantado ao ver que era o Soldadinho de Chumbo com uma perna só que havia sumido da prateleira:

– Que incrível, mamãe! Ele é meu soldadinho favorito e não o encontrava em lugar nenhum. Como será que foi parar na barriga de um peixe?

O soldadinho ficou muito feliz quando finalmente voltou para perto da linda bailarina. Ficou ainda mais contente quando percebeu que ela também estava feliz por ele ter retornado.

Tudo parecia ter voltado ao normal, até que um dia o garoto começou a brincar com o soldadinho perto da lareira. Sem querer, ele acabou derrubando o boneco no fogo.

O soldadinho começou a derreter e tudo o que pensou foi em olhar uma última vez para a bailarina na mesa.

De repente, um vento forte soprou pela janela e atingiu a bailarina de papel, que saiu voando em direção à lareira.

A bela bailarina foi consumida rapidamente pelo fogo, transformando-se em cinzas.

O Soldadinho de Chumbo ficou muito triste, e aos poucos foi derretendo, até se transformar em uma poça de chumbo.

Tudo o que restou dos dois foi a pedrinha de coração azul da bailarina, que ficou grudada a um pequeno coração de chumbo formado pelo Soldadinho de Chumbo, e nunca mais se separaram.

Moral da história

Apesar de terem sido escritos há muito tempo atrás, as lições que os contos de fadas nos passam continuam atuais e podem trazer valiosas lições para os nossos filhos.

Por esse motivo, são usadas por pais, professores e pedagogos para transmitir ensinamentos de maneira lúdica.

moral de o soldadinho de chumbo

(Imagem: YouTube)

A história infantil O Soldadinho de Chumbo mostra a luta que cada pessoa passa, inclusive as crianças.

A moral desse conto está em mostrar que, mesmo com todos os obstáculos que passamos, devemos ter esperança e continuar seguindo os nossos sonhos.

Os pais também podem mostrar para os filhos que, apesar das limitações físicas, isso não impede alguém de alcançar os seus objetivos, pois não faz com que a pessoa seja incapaz.

O conto ainda pode ensinar as crianças a aceitar as diferenças, já que o soldadinho não tinha uma de suas pernas. Dessa forma, elas podem aprender que não se deve julgar ninguém por causa da aparência.

Como deu para perceber, o conto O Soldadinho de Chumbo apresenta importantes lições, que podem ser ensinadas ao seu filho de uma forma especial. Por isso, que tal incluir essa história no seu repertório?

Referências

resumos.netsaber.com.br/resumo-103158/o-soldadinho-de-chumbo

contosinfantis.openbrasil.org/2017/10/o-soldadinho-de-chumbo.html

historiasinfantis.com.br/o-soldadinho-de-chumbo


  • Add Your Comment

    *