Quando o bebê pode tomar líquido gelado?

O calor é predominante na maior parte do Brasil. A primavera chegou trazendo altas temperaturas, que facilmente ultrapassam os 30ºC e quase se aproximam dos 40ºC.

Diante disso, qualquer maneira de se refrescar é bem-vinda, e melhor é mais pedida envolve algum líquido gelado, seja água ou suco. Isso é permitido para os adultos, mas o que fazer com os bebês? Os pequenos também sentem muito calor, mas será que dar a eles qualquer líquido gelado pode ser prejudicial?

Cuidados de mãe

As mães protegem ao máximo seus bebês, e isso envolve manter qualquer líquido gelado bem longe. É que os pequenos são frágeis e a ingestão deles aparece muito ligada a problemas como tosse, resfriado, gripe, garganta inflamada, otite.

Recomendações médicas

Se as mães são cautelosas, os médicos também são categóricos: a ingestão de líquidos gelados pode afetar negativamente as defesas naturais das vias aéreas superiores do bebê.

Leia ainda: Como tratar depressão na gravidez

juice

A idade indicada

Devido as consequências negativas, os médicos recomendam que os bebês tomem líquidos gelados ou mesmo com cubos de gelo somente após o primeiro ano de vida. Antes disso, nada de baixas temperaturas: tudo deve ser oferecido ao pequeno em temperatura ambiente ou, no máximo, um pouco fresco.

O que querem os bebês?

Os adultos podem até pensar que os bebês se sentiriam muito refrescados se ingerissem líquidos gelados. Porém, pode não ser bem assim. É que quando o bebê é alimentando pelo aleitamento materno, tudo o que está acostumado a ingerir é o leite que vem direto de sua mãe. E você sabe qual é sua temperatura? Cerca de 38ºC, a temperatura corporal. Estando acostumados com essa temperatura, é normal que a criança estranhe e até mesmo rejeite o alimento gelado enquanto ainda estiver sendo amamentada.