O que não pode faltar na papinha do bebê?

Até os seis meses de idade, o leite materno deve ser o único alimento oferecido ao bebê. É que ele é capaz de suprir todas as necessidades do pequeno. Depois disso, alimentos sólidos começam a ser introduzidos na dieta do pequeno. A cada dia, a mãe deverá cuidar com mais atenção da alimentação de seu filho, afinal, a papinha deverá conter todos os nutrientes necessários para o crescimento pleno.

Proteína

A papinha do bebê deve conter sempre uma proteína. Opções são carne bovina, frango, peixe ou ovo. A quantidade é de cerca de 35 gramas.

Ao contrário do que muitos pais pensam, o peixe pode sim ser oferecido ao bebê a partir do sexto mês de vida. Estudos comprovam que, quando o pescado é introduzido na alimentação antes do primeiro ano do bebê, o risco de alergias diminui consideravelmente.

Leia ainda: Ideias para guardar lembranças do seu bebê

Foto: tulipababy.

Foto: tulipababy.

Carboidrato

O carboidrato é outro ingrediente indispensável. Ele é capaz de oferecer energia ao bebê. Opções para as papinhas são batata, arroz, mandioca.

Leguminosas

As leguminosas são muito benéficas. Coloque na papinha feijão, lentilha, ervilha.

Hortaliças e legumes

As hortaliças e os legumes, além de extremamente ricas em diversos nutrientes, oferecem mais fibras ao bebê, o que ajuda no funcionamento do intestino e afasta os incômodos gases. Além disso, as fibras aumentam a sensação de saciedade.

Temperos

Os bebês também merecem papinhas bem gostosas e temperadas. Mas, para isso, evite o sal. Deixe que seu bebê acostume-se com o sal já existente nos alimentos. Coloque ainda outros temperos, como cebola, alho, salsinha, cebolinha.

Papinhas doces

Já mostramos os ingredientes que não podem faltar para as papinhas salgadas. Mas, os bebês também podem e devem comer papinhas doces. Para isso, ofereça pedaços de frutas bem amassadinhos. Opções são mamão, pera.