Quando colocar o bebê no cantinho do pensamento

You are currently viewing Quando colocar o bebê no cantinho do pensamento

Uma das maiores preocupações dos pais é como educar, a melhor maneira possível, seus filhos. Impor limites, dizer não, ensinar… tudo isso deve ser feito do jeito certo, para que os pequenos desde cedo aprendam a respeitar e obedecer. Mas, e na hora de dar bronca e repreender? O cantinho do pensamento é um dos métodos. Veja a seguir mais detalhes sobre ele:

Cantinho do pensamento: como funciona?

O cantinho do pensamento é um método de “castigo” difundido pelo Brasil e mundo afora pela Super Nanny. Nele, a criança é colocada em um cantinho para pensar, sempre que fizer algo errado. De acordo com a tática, o pequeno vai acabar entendendo que fez algo que não deveria, e vai sempre pensar antes de aprontar novamente.

 Leia ainda: Alimentação do bebê nas férias

Idade

De acordo com alguns educadores, o cantinho do pensamento só funciona a partir dos seis ou sete anos, dependendo da criança. A afirmação é que antes disso elas não possuem maturidade para refletir sobre suas atitudes.

Como agir com menores de seis anos?

A atitude com as crianças menores de seis ou sete anos depende da situação apresentada. Seguem abaixo algumas recomendações:

  • Birras ou “pitis”: toda criança tem a fase das birras e dos pitis. Nestes casos, os pais evem agir falando frases como “Você está irritado porque está com sono” ou “Você está bravo porque seu brinquedo quebrou”. Ajudar as crianças a entender seus sentimentos é muito válido;]
  • Privações: as privações às crianças devem acontecer, isso é saudável, mas deve estar diretamente ligado ao problema em questão. Por exemplo, se seu filho não se comportou bem quando foi ao shopping, não adianta privá-lo do videogame, basta não levá-lo mais até lá e explicar o motivo;
  • “Não”: tome cuidado com a palavra “não”. Muitas vezes os pais a utilizam tanto que as crianças acabam banalizando seu significado.

Equipe Gestação Bebê

A equipe de redatores do Gestação Bebê é formada por jornalistas e profissionais convidados de diversas áreas, como pediatria e psicologia.

Deixe uma resposta