Como lidar com a birra do bebê

Todas as crianças, quando pequenas, são birrentas. Os episódios de birra podem acontecer a qualquer momento ou lugar. Quem nunca presenciou uma criança gritando e chorando em um supermercado ou loja de brinquedos? Pois é, a situação pode ser complicada, mas veja como lidar com ela da melhor maneira:

Por que as crianças são birrentas?

As birras representam a vontade da criança, que percebe que agindo assim consegue que suas vontades sejam ouvidas e atendidas – o que de fato ocorre, na maioria das vezes.

Gritos, choro, pontapés, agitação dos braços são algumas das atitudes. Outras ainda deitam no chão, se debatem e atiram objetos. Os motivos para tanta birra podem ser os mais diversos, desde a vontade de algum alimento ou brinquedo desde a falta de vontade de comer ou tomar banho.

Apesar da irritação dos pais com estas situações, as birras são de certa forma uma manifestação saudável das vontades, necessidades, emoções e sentimentos. Eles ainda estão desenvolvendo sua personalidade, e encontram na birra a maneira mais fácil de satisfazer suas vontades.

Como os pais devem agir?

Pode parecer difícil, mas os pais não devem ceder – de maneira nenhuma – às birras, pelo próprio bem dos pequenos, que acabarão aprendendo importantes lições com isso. Em primeiro lugar, quando os pais cedem e fazem o que o filho deseja, ele percebe que desta maneira poderá conseguir tudo o que desejar. As crianças vão entender que as birras são normais e aceitáveis, e o comportamento irá se tornar cada vez mais frequente e intenso.

Quando os pais não cedem, eles ensinam aos filhos que existe um momento para cada coisa, que existem regras e limites também, e que isso deve sempre ser respeitado. Além disso, as crianças aprendem a lidar com frustrações, a saber esperar e a dar valor para tudo o que conseguirem.