Otite em bebês – Principais sintomas

Os pais de primeira viagem podem ainda não ter ouvido falar em otite, mas devem estar preparados pois com certeza ainda vão ter que lidar muitas vezes com o problema durante toda a infância de seus filhos.

Otite é como são chamadas pela medicina as populares infecções de ouvido. A otite é a segunda infecção mais comum em crianças com idade até sete anos. Diante dessas informações, os pais já devem ter se convencido de que precisam saber mais sobre o assunto para poder ajudar seus filhos, não é mesmo? Então veja a seguir como identificar o problema e o que fazer:

Otite em bebês

Apesar de ser bastante comum em crianças durante os primeiros sete anos de vida, é no bebê ainda recém-nascido que estão as maiores chances da infecção: cerca de 60% das crianças apresentam infecção de ouvido até completarem um ano.

Os bebês são ainda bastante sensíveis e neles os sintomas podem ser difíceis de serem identificados, já que eles não conseguem dizer que estão com dor.

Leia ainda: Benefícios da acupuntura na gestação

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

As causas da otite

A otite é causada por uma bactéria. Na maioria das vezes a criança possui naturalmente no organismo, mas o problema é quando ela chega à orelha por vias nasal ou oral.

A bactéria causadora fica bem em locais onde o ar não circula muito bem e onde há aglomeração de pessoas. É por isso que locais cheios de crianças como as creches sejam favoráveis para o aparecimento da infecção.

Sintomas

O sintoma presente em todas as otites é a intensa dor de ouvido. Além disso, a criança pode sentir febre e enjoo, ter vômito, diarreia e falta de vontade de se alimentar.

Tratamento

Consulte o médico do bebê para o diagnóstico preciso. Caso a otite seja leve, analgésico e antitérmico aliviam dor e febre. Se for mais grave, é necessário fazer uso de antibiótico.