Os Três Porquinhos: história infantil, nomes

Um dos clássicos infantis mais queridos, o conto de Os Três Porquinhos faz sucesso no mundo inteiro há um bom tempo.

Não se sabe ao certo quando essa história surgiu, mas há várias versões que apresentam sempre o mesmo ensinamento.

Para os pais que desejam uma boa história para contar aos filhos na hora de dormir, a fábula dos Três Porquinhos é garantia de diversão, isso sem contar que transmite uma boa reflexão para os pequenos.

A seguir, acompanhe essa encantadora aventura e entenda a qual é o ensinamento por trás desse clássico infantil.

Nomes dos três porquinhos

Nem todo mundo sabe, mas o fato é que nem sempre os porquinhos do clássico conto de fadas tiveram nome.

A história original faz parte do folclore da Inglaterra, sendo transmitido oralmente de geração para geração. A versão que conhecemos hoje foi escrita por Joseph Jacobs, onde os porquinhos eram apenas identificados como sendo irmãos.

os três porquinhos

(Foto: hearttohearthomeschooling)

Os simpáticos animais receberam nomes apenas no ano de 1933, quando foi lançado como uma animação pelos estúdios Disney. Na ocasião, os produtores acharam melhor que os porquinhos tivessem um nome para serem melhor identificados pelas crianças.

Na versão original em inglês, os nomes escolhidos foram Fifer Pig, Fiddler Pig e Practical Pig. No brasil, eles foram rebatizados com as seguintes traduções:

Prático

O porquinho mais velho e mais trabalhador é chamado de Prático. Ele constrói uma casinha de tijolos, sem se importar se daria mais trabalho, pois seu objetivo era morar em um lugar feito com material resistente para ficar em segurança.

Heitor

Heitor é o irmão do meio e queria ter uma casinha mais aconchegante. Por esse motivo, ele optou por fazê-la usando madeira, mesmo não sendo tão resistente.

Cícero

Esse é o porquinho mais novo e o menos esforçado entre os três. Ele preferiu construir uma casinha feita de palha, pois era o material que dava menos trabalho, permitindo construir rapidamente.

A história Os Três Porquinhos

Era uma vez três porquinhos que viviam felizes numa floresta junto com a mãe. O porquinho mais jovem se chamava Cícero. Ele vivia brincando o dia todo, sempre na companhia do irmão do meio, cujo o nome era Heitor.

Já o irmão mais velho, chamado Prático, brincava apenas em seus momentos livres, pois era muito responsável e ajudava a mãe em todas as tarefas.

Quando eles cresceram, resolveram viver em suas próprias casas. A mãe então avisou para que tomassem cuidado, pois na floresta vivia um lobo mau. Os porquinhos se despediram e cada um deles procurou um bom lugar onde pudessem construir suas casas.

O porquinho mais novo, Cícero, não queria ter muito trabalho para construir a sua casinha. Por isso, decidiu usar a palha para terminar mais rápido e poder ir brincar.

O segundo porquinho, Heitor, queria uma casa que fosse mais confortável, mas também não queria perder tempo para fazê-la. Ele então escolheu a madeira, que era um pouco mais segura que a de palha e fácil para construir.

O porquinho mais velho, que se chamava Prático, não se esqueceu do conselho da mãe e resolveu construir uma casinha feita de tijolos.

– Minha casa será feita de tijolos. – disse ele. – Assim, ela será resistente e ficarei protegido do lobo mau.

A casinha de tijolos demorou mais para ficar ponta, mas o porquinho era paciente e nem um pouco preguiçoso. Ele ficou muito orgulhoso ao ver a sua casinha pronta, e só depois se reuniu para brincar com os irmãos.

Alguns dias depois, o lobo percebeu que havia três porquinhos brincando ali perto. Ele se aproximou e, quando os porquinhos o viram, cada um deles saiu correndo direto para sua casa.

O lobo estava faminto e se dirigiu para a casa onde morava o porquinho mais novo, dizendo:

– Saia daí porque vou te devorar! Se não sair, eu vou soprar e derrubar a sua casa!

O lobo então soprou com força e a casinha de palha saiu voando pelos ares. Assustado, o porquinho fugiu rápido e correu para a casa de madeira do irmão do meio. O lobo chegou na segunda casa e gritou novamente.

resumo da história

(Foto: rock-cafe)

Como ninguém respondeu, soprou ainda mais forte, até conseguir derrubar a casinha.

Os dois porquinhos correram desesperados até chegarem na casa de tijolos do irmão mais velho. O lobo ficou animado ao ver que os três estavam agora na mesma casa e gritou:

– Que maravilha! Fome de novo eu não vou ter, pois três porquinhos irei comer!

Porém, ao soprar a casa de tijolos, ela não se moveu nem um pouco. Ele tomou mais fôlego e soprou novamente, mas nada aconteceu.

O lobo então resolveu subir no telhado e entrar pela chaminé. O porquinho mais velho manteve a calma e teve a ideia de colocar um caldeirão com água quente embaixo da chaminé.

O lobo acabou caindo dentro do caldeirão e fugiu desesperado. Nunca mais ouviram falar dele. Os dois porquinhos aprenderam a lição, agradeceram pela ajuda do irmão e os três viveram sãos e salvos.

A moral da história infantil Os Três Porquinhos

Os três porquinhos é uma história que ensina para as crianças sobre a importância de trabalhar para alcançar o sucesso. Assim, os pais podem ler essa fábula para os filhos e, ao terminar, explicar que não basta apenas se divertir.

É importante se esforçar em tudo aquilo que fazemos, pois mesmo que não pareça ser algo interessante no princípio, podem trazer ótimos resultados, com nas tarefas do dia a dia e lições da escola.

Outro ponto interessante que pode ser salientado é que o porquinho mais velho usou a inteligência para se livrar do problema.

Assim, a história mostra de forma lúdica a importância de trabalhar de maneira honesta e manter a calma nos momentos difíceis para encontrar uma solução.

Leia também: O Gato de Botas: história infantil completa

Vídeo Os três Porquinhos

Selecionamos um vídeo da história dos três porquinhos para que as crianças se divirtam ainda mais. Assista!

Como você pode ver na história de Os Três Porquinhos, além de trazer diversão e prender a atenção dos pequenos, é perfeita para transmitir ensinamentos valiosos. Por isso, o seu filho ou filha certamente vai se encantar com essa aventura cativante e guardar um aprendizado que o guiará por toda a vida.

Referências

culturagenial.com/conto-tres-porquinhos

bebeatual.com/historias-os-tres-porquinhos_53

leiturinha.com.br/blog/qual-moral-dos-tres-porquinhos

br.guiainfantil.com/materias/cultura-e-lazer/contos-infantis/os-tres-porquinhos-contos-para-criancas

Avalie esta matéria!

  • Adicione um comentário

    *