Massagens para gestantes

Nos últimos meses de gestação, a mulher começa a sentir alguns desconfortos causados pelo crescimento de sua barriga. Dores nas costas, inchaço nas pernas e pés, mal-estar pela manhã e dificuldades para encontrar uma posição confortável para dormir. Para aliviar tudo isso, algumas massagens podem ser ótimas, propiciando momentos de muito relaxamento.

Se você está sofrendo com estes incômodos, veja a seguir algumas das massagens mais indicadas – algumas podem ser feitas em qualquer momento da gravidez:

 Leia ainda: Músicas para relaxar no parto

Principais massagens para gravidas

  • Drenagem linfática: a drenagem linfática é muito popular entre as gestantes, já que pode ser feita em qualquer período da gestação. O procedimento diminui o inchaço, comum nas pernas e pés, e ainda ajuda a acabar com a retenção de líquidos. Porém, existem contraindicações. Gestantes com hipertensão, insuficiência renal, trombose venosa profunda e infecções de pele não devem realizar drenagem linfática;
  • Massagem relaxante: este tipo de massagem também pode ser realizada durante os nove meses de gestação. Ela não provoca qualquer dor, e ajuda aliviar as dores nas costas e a ansiedade das gravidas;
Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

  • Massagem pélvica: esta massagem é indicada para gestantes que terão seus bebês por meio de parto normal. Indicada a partir do oitavo mês de gestação, ajuda a alongar os músculos da região e a dar maior flexibilidade ao períneo. A massagem pélvica pode ainda evitar o corte na vagina feito para facilitar o nascimento do bebê. A massagem ajuda ainda o corpo a voltar ao normal mais rapidamente;
  • Haptonomia: nesta massagem, pai e mãe interagem. O companheiro da gestante faz massagens suaves com a utilização de óleo vegetal.

Quantas sessões são necessárias?

As sessões de massagem podem ser realizadas quantas vezes forem necessárias. No entanto, apenas uma sessão por semana já é suficiente para que a gestante desfrute dos benefícios.