Gripe H1N1 na Gestação – Sintomas, Prevenção, Tratamento

Tire suas dúvidas sobre a Gripe H1N1 na gestação: quais são os sintomas? Como se prevenir e como tratar essa doença?

Se você está grávida ou tem alguma gestante na família e quer saber se é preciso tomar a vacina contra a gripe H1N1, a resposta é sim.

“As grávidas devem ser imunizadas contra o vírus H1N1 porque fazem parte dos grupos prioritários”, afirma o Mestre e Doutor em Ginecologia e Obstetrícia pela Unicamp-SP, Luis Paulo Wolff.

Segundo ele, “para as gestantes, que já costumam ter a respiração alterada em virtude do crescimento do bebê e do útero – que comprimem o diafragma e os pulmões – ter uma patologia que dificulta ainda mais essa respiração traz alto risco. Por isso, elas devem ser imunizadas sim, assim como as outras pessoas que fazem parte dos grupos de risco”, alerta o doutor.

Foto: Avaz.ba

Foto: Avaz.ba

Fazem parte desses grupos as grávidas, os idosos e as crianças menores de cinco anos. Além disso, a campanha quer atingir pessoas que, geralmente, estão com a imunidade reduzida. São elas: puérperas (que deram à luz recentemente), pessoas com doenças crônicas, funcionários do sistema de saúde e prisional, a população carcerária, entre outros.

Vacina contra Gripe H1N1 na gravidez 

A vacina que será aplicada nos postos é a trivalente, que protege contra dois subtipos de Influenza A: o H1N1 e o H3N2, e um da B, Brisbane.

Com exceção a cidade de São Paulo e redondezas, os postos de saúde começarão a aplicar a vacina contra a gripe a partir do dia 30 de abril nas pessoas que fazem parte dos grupos prioritários. Na rede particular, a vacina contra a gripe é a tetravalente e custa entre R$ 150 e R$ 200. Mas os órgãos de fiscalização estão de olho e devem autuar hospitais e laboratórios que praticarem abuso no preço das vacinas.

Leia também: Zika Vírus na Gestação

Sintomas do H1N1

  • Febre repentina e acima de 38°C;
  • Tosse;
  • Dificuldade respiratória e dores de cabeça, nas articulações e musculares;
  • Às vezes, podem ocorrer diarreias;
  • O período de incubação pode variar entre 24 horas a duas semanas.

Como se prevenir do H1N1 na gestação?

Foto: Medscape

Foto: Medscape

Como acontece na maioria das doenças, em especial as transmitidas por vírus, a prevenção é o melhor remédio. Confira algumas medidas simples que podem evitar a contaminação:

  • Lavar as mãos com água e sabão, frequentemente;
  • Cobrir o nariz e a boca ao espirrar ou tossir, se possível, com lenço descartável;
  • Não tocar os olhos, o nariz ou a boca após ter contato com superfícies;
  • Evitar aglomerações;
  • Não utilizar nenhuma medicação sem prescrição médica
  • Buscar auxílio médico se perceber algum sintoma;
  • Manter uma alimentação equilibrada e ingerir bastante líquido.

 Tratamento

O tratamento da gestante ou de qualquer outra pessoa com suspeita ou confirmação da gripe H1N1 deve sempre ser feito pelo médico. No Brasil, os medicamentos utilizados são Tamiflu ou Relenza e só devem ser vendidos ou cedidos sob orientação médica.

Assim como as demais gripes, recomenda-se à gestante repouso, alimentação balanceada e a ingestão de bastante líquido, pois reforçam o sistema imunológico.