Grávida pode fazer drenagem linfática?

A drenagem linfática é uma das técnicas mais procuradas pelas gestantes que desejam aliviar o inchaço e seus incômodos e promover a boa circulação sanguínea. Mas, ela pode ser realizada por gestantes? Existe algum risco?

Apesar de ser encontrada facilmente e por preços bastante atrativos e acessíveis em diversos salões e clínicas de beleza, é preciso ter bastante cuidado com a técnica. Veja a seguir informações úteis sobre o assunto:

Drenagem linfática

A drenagem linfática é uma antiga técnica criada na Europa que se parece com uma massagem que possui o objetivo de diminuir o inchaço, eliminar toxinas e ajudar o sistema circulatório a funcionar normalmente, pois estimula os gânglios. A drenagem é feita por meio de movimentos leves, realizados devagar por profissionais treinados.

Leia ainda: Dores nos quadris durante a gestação

Foto: vidadebebe.

Foto: vidadebebe.

Pode ou não pode?

Não são todas as gestantes que podem realizar a drenagem linfática. Algumas gravidas podem realizar a técnica apenas em períodos determinados da gestação. A realização da técnica exige cuidado, por isso, antes de marcar uma sessão, é necessário conversar com seu médico para saber se a drenagem está ou não liberada.

Riscos

A drenagem linfática pode parecer inofensiva, segura e eficaz para reduzir os incômodos causados pelos inchaços. Mas, se realizada de forma inadequada ou por profissional não habilitado ela pode ser muito perigosa. Dentre os riscos, a gestação pode induzir o parto (quando realizada a partir dos seis meses) e também levar a um aborto (quando feita antes dos três meses de gestação).

Os movimentos não devem ser rápidos ou fortes e a região da barriga precisa ser evitada.

A importância do profissional qualificado

Depois de conferir quais são os riscos da drenagem linfática feita de forma inadequada, fica evidente qual é a importância de realizá-la com profissional especializado, preferencialmente com um fisioterapeuta.