Search
Search
X

Engravidei depois do parto, o que fazer?

Nos dois primeiros meses após o nascimento do bebê, alguns especialistas recomendam que a mulher deve evitar a relação sexual, alegando que o corpo necessita se recompor de todo o estresse e mudanças que teve ao longo dos meses de gestação. Outros, preferem manter os conhecidos 40 dias de resguardo, mas isso deve ser levado em consideração na hora de avaliar cada tipo de gravidez, se houve complicações no parto, prematuridade ou se correu tudo naturalmente.

Ovulação: atenuante para uma próxima gravidez

Grande parte dos obstetras afirmam que o corpo da mãe só está mais preparado para gerar outra criança a partir de um ano e meio após a última gestação.

Mulheres que amamentam pouco ou por algum motivo tiveram que parar de amamentar, tem mais chances de engravidar precocemente. Isso ocorre porque o corpo entende que é hora de estar fértil novamente, daí a ovulação pode retornar apenas 27 dias depois do parto. Imagina mamãe como esse prazo entre o parto e a ovulação é próximo, não é mesmo?

Portanto, quanto mais jovem for a mamãe, mais fértil ela será. Pesquisas indicam que muitas vezes a mulher nem se dá conta de que está grávida e pensa que por causa do parto é que a menstruação não retornou. (Saiba quanto tempo a menstruação demora para retornar após o parto)

E se eu engravidei depois do parto, o que fazer?

Caso a mãe tenha engravidado meses após a última gestação, o mais indicado é procurar imediatamente o obstetra para acompanhar de perto todo o desenvolvimento de mãe e do bebê, fazendo com que quaisquer riscos sejam minimizados.

As recomendações básicas são:

  • Evitar a carga de estresse, mantendo-se mais calma e tranquila o possível.
  • Evitar esforço físico.
  • Ingerir progesterona – segundo a indicação médica – esse hormônio ajudará a segurar o feto e a equilibrar os níveis hormonais.
  • Em casos específicos, e por recomendação do especialista, tomar suplementação.

O que fazer para evitar uma gravidez prematura?

  • Peça orientação de seu ginecologista/obstetra para começar a usar o controle de natalidade.
  • Faça tabelinha.
  • Evite ter relações após o nascimento do último filho sem métodos contraceptivos.

Jamais tome pílula sem a recomendação médica, pois existem anticoncepcionais específicos para lactantes. Algumas marcas podem fazer mal à saúde do bebê.

O que pode acontecer se houver uma nova gravidez, logo após o parto?

Pesquisas afirmam que há alguns riscos quando ocorre uma segunda gravidez quando o há um curto espaço de tempo entre a anterior. Entre elas:



  • Nascimento prematuro.
  • Nascimento abaixo do peso indicado.
  • Aborto espontâneo.
  • Má formação.
  • Morte da criança após o parto.
  • Risco de sangramento vaginal.
  • Paralisia cerebral.
  • Inflamação do endométrio.
  • Diabetes gestacional.
  • Autismo.

Leia maisSíndrome de hellp na gravidez – Sintomas e tratamento

 Você tem alguma experiência para relatar sobre esse assunto? Conte-nos.

Engravidei depois do parto, o que fazer?
Avalie esta matéria!






2 comentários em “Engravidei depois do parto, o que fazer?

  1. Daiane

    Bom dia. Gostaria de saber se tem possibilidades de engravidar tomando um anti pra amamentação, sem fazer intervalo, tomando direto como o dr receitou, se ele é mais fraco, pois tive alguns períodos de menstruação mesmo sem fazer o intervalo das pilulas. Qual é a chance de eu engravidar assim?

  2. Patrícia

    Engraçado é que antigamente as mulheres tinham 15 filhos, um atrás do outro. Tomavam chá, tudo podia, e muitos desses filhos hoje sào nossos avós ou pais. Hoje, tudo é motivo para a criança ter problema. Vai entender!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*