Dente de leite: quais são, quando caem e como arrancar

O dente de leite (também chamado decíduo) começa a se formar quando o bebê ainda está na barriga da mãe. Quando chega a fase da troca dentária da criança para os dentes permanentes, é comum que ela e os pais sintam-se ansiosos, muitas vezes com insegurança e dúvidas.

Apesar de as crianças se sentirem receosas nessa fase, também experimentam a sensação de orgulho, pois a queda dos dentes é uma prova de que estão crescendo. Enquanto isso, os pais passam a perceber que os filhos realmente deixaram de ser os seus “bebês”.

Este artigo foi criado para acabar com as principais dúvidas a respeito do processo de queda dos dentes de leite. Não deixe de conferir!

Quando cai o primeiro dente de leite: 3, 4 ou 5 anos?

Os dentes de leite desempenham um importante papel na boca da criança. Além de permitirem que ela possa ter uma boa mastigação dos alimentos ingeridos, também ajudam a preparar a arcada dentária para acomodar os dentes permanentes.

Como a mandíbula da criança é muito pequena no início da vida, ainda não é capaz de desenvolver a arcada permanente. Os dentes de leite ajudam a estimular o crescimento ósseo das arcadas, até finalmente darem lugar aos dentes permanentes.

Cada criança tem o seu ritmo de desenvolvimento e, por conta disso, a fase de troca de dentes pode variar. O mais comum é que os primeiros dentinhos de leite da criança comecem a cair quando ela tem por volta de 6 anos de idade. Porém, há casos onde o primeiro dente cai quando ela tem 5 anos de vida.

dente de leite caiu e ficou a raiz

O que faz com que o dente de leite caia é a pressão que o dente permanente exerce. Dependendo da criança, o dente sucessor pode surgir logo a seguir à queda do dente de leite ou então demorar até um mês.

A queda dos dentes acontece na ordem em que eles surgiram. Por esse motivo, geralmente os primeiros dentes que caem são os da frente, pois são aqueles que primeiro aparecem na maioria das crianças.

Porém, também é possível que aconteça de outro dente vir a cair primeiro, o que não significa que há algum problema (a não ser que a queda tenha sido provocada por uma pancada ou uma queda, o que deve ser acompanhado por um dentista).

Quantos são os dentes de leite?

A quantidade de dentes de leite (ou decíduos) que toda criança desenvolve são 20, sendo 10 na parte superior da mandíbula e 10 na parte inferior. Esses dentes são substituídos de forma gradativa por 32 dentes permanentes.

Apesar de os dentes de leite e os permanentes apresentarem um tamanho e formato diferentes, ambos são formados por estruturas similares, que incluem a coroa, raiz e polpa.

Conforme a criança cresce, a arcada passa a ser capaz de comportar todos os permanentes, que se desenvolvem dentro da gengiva e começam a aparecer cada um no momento certo.

Quais são eles?

Os primeiros dentes do bebê a surgir geralmente são os incisivos superiores. Inclusive, há alguns casos em que o bebê já nasce com o dente aparente. Os nomes dos dentes de leite são:

  • Incisivos inferiores
  • Incisivos superiores
  • Laterais superiores e inferiores
  • Primeiros molares superiores e inferiores
  • Caninos superiores e inferiores
  • Segundos molares superiores e inferiores

como arrancar dente de leite

Apesar de não serem dentes definitivos, os dentes de leite são indispensáveis para a alimentação do bebê, permitindo que ele comece a processar os alimentos sólidos. Por essa razão, eles devem receber a devida atenção e cuidados adequados.

Dente de leite tem raiz?

O dente de leite tem raiz, que começa a se desenvolver desde quando o bebê se encontra no útero. Apesar disso, muitas vezes acontece de, quando os primeiros dentinhos da criança começam a cair, os pais percebam que ele apresenta apenas a parte superior, chamada de coroa.

O motivo para que isso aconteça é por conta da presença do dente permanente abaixo do dente de leite, que acaba por estimular um processo que faz com que a raiz seja reabsorvida pelo organismo. Por isso, não há nenhum motivo para preocupação, já que se trata de um processo completamente natural.

Devido a esse processo, também é comum dentes de leite caírem com pontas irregulares da raiz. Isso não significa que a raiz se quebrou ou que o dente sofreu uma fratura, sendo, portanto, desnecessário procurar um dentista caso isso aconteça.

Dente de leite caiu e ficou a raiz

Como já foi explicado anteriormente, é comum que o dente de leite caia sem raiz. Porém, quando acontece a queda e a gengiva ainda fica com a presença de pequenos fragmentos da raiz, é necessário que o dentista faça uma avaliação.

Esses fragmentos podem acabar inflamando, causando dor e muito desconforto para a criança. Dependendo da avaliação realizada pelo dentista, ele poderá ou não solicitar um exame radiográfico, que é feito de maneira rápida e simples.

No caso de fragmentos serem encontrados, pode ser necessário fazer a remoção no consultório.

Até quando nascem?

Embora os dentinhos de leite já estejam formados desde quando o bebê estava no útero, eles começam a despontar por volta dos 6 meses de idade.

dente de leite

Em geral, todos os 20 dentes de leite da criança já aparecem até os 2 ou 3 anos de idade, seguindo a seguinte ordem:

  • Incisivos inferiores: entre 5 e 12 meses;
  • Incisivos superiores: entre 7 e 10 meses;
  • Laterais superiores e inferiores: entre 9 e 12 meses;
  • Primeiros molares superiores e inferiores: entre 12 a 18 meses;
  • Caninos superiores e inferiores: entre 18 e 24 meses;
  • Segundos molares inferiores e superiores: entre 24 e 30 meses.

Apesar de essa ser a ordem de aparição mais comum, é possível que os dentes de leite acabem surgindo de maneira diferente. Porém, isso não é motivo para preocupação, já que cada criança se desenvolve de um jeito.

Quantos dentes de leite caem?

Todos os dentes de leite caem. Os primeiros a cair são, geralmente, os incisivos centrais inferiores, que ficam localizados na frente e embaixo. Em seguida, os que caem são os incisivos centrais superiores.

Os próximos são os laterais inferiores, laterais superiores e caninos inferiores. Por fim, os dentes de leite que caem são os molares inferiores, molares superiores e caninos superiores.

O processo de queda dos dentes de leite é demorado e acompanha a criança até ela ter entre 11 e 13 anos, quando ela já contará com a dentição permanente completa em sua arcada dentária (exceto pelos sisos, que costumam aparecer com 18 anos de idade).

Esse processo pode variar de acordo com o fator genético, já que o histórico familiar determina se as quedas vão acontecer mais cedo ou mais tarde. Quando o dente de leite cai, pode levar até 3 meses para que o dente permanente nasça. Se isso não acontecer no tempo previsto, é preciso que o dentista faça uma avaliação para determinar a causa.

Dentes de leite que não caem

Quando os dentes permanentes já estão despontando e, mesmo assim, os de leite ainda não caíram, é possível que seja necessário levar a criança para uma avaliação com o dentista.

A retenção prolongada, como é chamado esse processo, não consiste em um problema muito sério, mas significa que algo não está correto e pode resultar em uma inflamação no local. As causas podem variar, sendo elas apresentadas a seguir:

  • Gengiva muito fibrosa;
  • Problemas emocionais;
  • Falta de espaço para o dente permanente;
  • Posicionamento inadequado do dente permanente;
  • Ausência de estímulo mastigatório para provocar a queda do dente;
  • Dente permanente inexistente por falha na formação dentária.

Como é possível ver, há vários motivos que podem fazer com que os dentes de leite demorem a cair. Seja qual for a razão para o dente não cair, é importante que seja feito um acompanhamento profissional para que a causa seja identificada e tratada, pois todos os dentes de leite precisam ser substituídos.

 como tirar dente de leite

(Foto: Working Mother)

Após uma avaliação, que é feita por meio de uma radiografia, o dentista poderá avaliar o que está provocando a demora do desenvolvimento do dente permanente e, dependendo da situação, uma intervenção cirúrgica pode ser necessária para que o dente de leite seja removido.

O estímulo do dente por meio da mastigação de alimentos duros ou ricos em fibras contribui para proporcionar a sua queda. Se mesmo assim o dente não cair, pode ser necessário realizar uma remoção no consultório, que é feita com o uso de anestesia no local.

Dente de leite dói para extrair?

Geralmente o dente de leite cai sozinho, especialmente durante a mastigação da criança, o que não provoca dor. Mas se o dente for extraído de forma não natural, há a possibilidade de provocar um pequeno incômodo e, caso não seja o momento ideal para a queda, pode causar dor.

No caso de extração do dente de leite no consultório de um dentista, o que é feito em situações de necessidade, o processo é realizado sob anestesia, o que permite a remoção sem dor.

Como arrancar dente de leite

Se o dente de leite estiver mole, mas demorando para finalmente cair e causando incômodo para a criança, é possível adiantar a remoção. Em primeiro lugar, é preciso que os pais ou a criança lavem bem as mãos antes de arrancar o dente, para não ter o perigo de contaminar a boca com microrganismos nocivos.

A remoção pode ser feita segurando delicadamente o dente com o uso de um pano limpo ou gaze. Em seguida, faz-se movimentos suaves até que ele se solte completamente.

É importante que os pais se mantenham tranquilos nesse momento, para não deixar a criança ansiosa ou com medo. Uma dica é, ao invés de dizer que o dente será “arrancado”, dizer que vai “ajudar o dente a cair”.

Se um sangramento acontecer após a remoção, basta que a criança morda o pano, gaze ou então um algodão por cerca de 15 minutos. Fazer bochechos ou se alimentar nesse caso deve ser evitado por, pelo menos, meia hora.

O mais indicado pelos dentistas é que a troca dos dentes aconteça de forma natural, já que na maioria das vezes não há a necessidade de fazer a remoção antes do tempo. Isso evita que o dente seja removido antes da hora, o que pode prejudicar a dentição permanente e também traumatizar a criança.

dente de leite doi

Dentinho escuro ou furado

O motivo de o dente de leite escurecer pode ser por causa de um trauma sofrido em uma queda da criança, onde ela veio a bater a boca. Depois do ocorrido, o dente pode sofrer um extravasamento de sangue ou até necrose da polpa, levando ao escurecimento. É preciso que um profissional avalie a necessidade de fazer um tratamento de canal.

No caso de aparecer um furo no dente, isso é causado por uma lesão de cárie, que é provocada por bactérias que desgastam o esmalte dentário.

Dente de leite com cárie

Quando o dente de leite é afetado pela cárie, os pais devem buscar orientação com o dentista para fazer o tratamento necessário, que pode ser a restauração da área afetada e, dependendo do caso, a remoção do dente.

Caso o dente não seja tratado, pode prejudicar os dentes vizinhos e até mesmo os permanentes. Se for necessário fazer uma extração, o espaço que o dente ocupava pode ser ocupado pelos dentes vizinhos, o que compromete o nascimento dos permanentes.

Por isso, pode ser preciso que a criança use um aparelho mantenedor de espaço para evitar que os dentes se desloquem para locais errados. O tratamento pode ou não ser doloroso, o que vai depender de cada situação.

Por esse motivo, é fundamental que os dentes de leite sejam cuidados desde cedo, fazendo a limpeza adequada para evitar que sejam prejudicados. O ideal é que a escovação seja iniciada desde o surgimento do primeiro dente de leite, com o uso de uma escova especial. A partir de dois anos, já é indicado o uso do creme dental.

Além disso, a primeira visita ao dentista deve ser feita antes da criança completar um ano. Dessa forma, o dentista poderá acompanhar o desenvolvimento dos dentes de leite e orientar em relação a todos os cuidados necessários.

Referências

odontopediatriarigo.com/dente-de-leite-escurecido/

uniodontojp.com.br/todos-os-dentes-de-leite-caem/

soumamae.com.br/tudo-voce-deve-saber-os-dentes-leite/

tuasaude.com/quando-caem-os-dentes-de-leite/

omeubebe.com/bebes/saude-cuidados-bebe/dentes-de-leite

sorrisologia.com.br/noticia/dentes-de-leite-quando-nascem-e-quando-caem_a125/1#1

minhavida.com.br/familia/materias/20197-arrancar-os-dentes-de-leite-pode-ser-perigoso

minhavida.com.br/familia/materias/17852-queda-dos-dentes-de-leite-entenda-os-cuidados-necessarios-nessa-fase


  • Add Your Comment

    *